Rapidinhas, no Country, regadas a vinho branco

Vera Bocayuva passou a tarde de hoje em campanha no Country Club. Campanha para que o restaurante do clube se mude para onde hoje é o bar. Verinha foi à varanda, fez corpo a corpo com os sócios por lá e depois continuou seu trabalho de convencimento na mesa do Lula Lima Rocha, onde estava também o Luís Lobão… Almoçavam no bar (local provisório do restaurante, que está em obras), vários amigos dos irmãos Luís e Teresa Xavier, que comemorava o aniversário de uma amiga. Fátima Tostes e sua mãe, Vera TostesMaria Teresa e Djalma de Moraes, Raquel Resende, o cirurgião plástico Paulo Müller e mais e mais. À cabeceira, Graça Oliveira Santos e a escritora Gloria Perez, que contava que novela dela só daqui a dois anos, ainda não sabe sequer sobre o que será. Mas de uma coisaGloria sabe: ela vai escrevê-la sozinha. Como sempre fez, ao melhor estilo Janete Clair e Dias Gomes que também não tinham assistentes para escrever por eles. Hoje em dia, no entanto, há cinco, seis pessoas ajudando o novelista a escrever os capítulos. Gloria disse que não acha nenhum sacrifício escrever a novela sem ajuda, pois adora fazer isso e faz com grande prazer… Outro comentário no almoço de hoje do Country era sobre o filme Comer, rezar e amar, que termina em Bali, onde Julia Roberts arruma um namorado brasileiro. Alguém comenta: “”Tem homem brasileiro dando sopa em Bali? Então vamos para lá, porque aqui não tem mais nenhum”. Ao que outra rebate: “Devem ter ido todos pra lá fazer testes para o filme”. E dá-lhe vinho branco…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *