Podres poderes varrem crime hediondo pra debaixo do tapete

Por que o blog ‘www.frankieamaury.blogspot.com’, que tratava do “assassinato do Amaury. Veras” e não deixava este crime hediondo cair no esquecimento, foi removido? A quem pode interessar que aquele blog saia do ar?…

Provavelmente ao “homem branco, alto, de cabelos compridos e forte” visto por testemunhas e citado em matéria do Jornal Nacional de 2005 que continua no ar – http://www.youtube.com/watch?v=ABcZguv4_ho – apresentado como suspeito do assassinato, juntamente com o ex-sócio e companheiro do estilista, Frank Mackey…

O inquérito policial formou a convicção de que Amaury não cometeu suicídio, como inicialmente se pensava. Foi um assassinato. O inquérito também concluiu que houve um cúmplice, já que o suspeito indiciado, Frank, é franzino demais para ter dado conta de carregar o corpo morto de Amaury e simular o enforcamento. Frank vem da Argentina ser submetido a júri popular. Caso seja condenado, se a culpa recair apenas sobre seus ombros, não será completamente justo, já que não teria agido sozinho……

Ocorre que os amigos de Frank o julgam incapaz de cometer um assassinato. O que faz pensar se não teria sido este “cúmplice” corpulento, até hoje não identificado e localizado, o autor único deste crime horroroso? Tudo é possível…

Fato é que não são apenas os crimes da ditadura que devem sair do esquecimento. Todos os crimes deste país, passados ou recentes, que vemos serem sistematicamente varridos para debaixo do tapete, muitas vezes devido às boas conexões dos “podres poderes”, merecem ser apurados. A Justiça é para todos, até para os “chiques”…

Triste constatar que quando o morto é um homossexual ele é sempre tratado como um cidadão de segunda classe. E, estranhamente, no caso de Amaury Veras, sequer os movimentos que militam pelos gays se mobilizam ou choram por ele. É de pasmar! Poderes são poderes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *