Emilinha e Marlene agora viraram livro

Noite de autógrafos no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea. Era o lançamento do livro com a peça Emilinha e Marlene – As rainhas do rádio, de Thereza Falcão e Julio Fischer , em cartaz naquele teatro, com Vanessa Gerbelli e Solange Badin nos papéis título. Thereza é co-autora, com João Emmanuel Carneiro, da novela Avenida Brasil

Livro Ana Beatriz Still Rosamaria MurtinhoJulio Fischer ve Thereza Falcão Emilinha e Marlene agora viraram livro

Ana Beatriz Still, Rosamaria Murtinho, Julio Fischer e Thereza Falcão

Livro Andrea Dantas e Edwin Luisi Emilinha e Marlene agora viraram livro

Andrea Dantas e Edwin Luisi

Livro Flavia Santa Maria Emilinha e Marlene agora viraram livro

Flavia Santa Maria

Livro Thereza Falcão e Marcia Cabrita Emilinha e Marlene agora viraram livro

Thereza Falcão e Marcia Cabrita

Livro Marco Rodrigues e Alice Silveira Emilinha e Marlene agora viraram livro

Marco Rodrigues e Alicinha Silveira

Fotos de Marcelo Borgongino

 

 

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva Emilinha e Marlene agora viraram livro

 

Charlotte de Mônaco ofusca no red carpet em Cannes

Deleitem-se com as imagens da aparição de Charlotte de Mônaco no red carpet do Festival de Cannes, na apresentação de Once Upon a Time, vestindo um verde petróleo com fru-frus de Gucci, que ela, desde março passado, tem a responsabilidade de representar como “O rosto da marca”. Isso quer dizer que, onde quer que vá, se apresente ou seja fotografada, Charlotte deverá estar sempre vestindo e usando acessórios Gucci. A identifcação entre Gucci e Charlotte vem do hipismo, pois vocês sabem bem que a selaria é o appeal da griffe, que desde seus primórdios sempre teve seu forte nos couros e detalhes em metal que remetem ao mundo dos esportes equestres…

Charlotte, que com sua presença eclipsou todas as estrelas hollywoodianas e europeias no festival, estava escoltada pelo ator francês Charles Berlin. Aliás, ela era muita areia para a carroceria do caminhão dele. Era ou não era? E os paparazzi ferveram à chegada dela. Confiram aí nas fotos abaixo…

charlotte de monaco Charlotte de Mônaco ofusca no red carpet em Cannes AFP/Getty Images / Reuters / Splash News/Mailonline

 

—————————————————————————–

Concurso Spa e Resort2 Charlotte de Mônaco ofusca no red carpet em Cannes

 

 

 

Rápidas

Tatiana Coser Rudge agora veste todos os dias seu tailleur de executiva e calça seus sapatinhos Louboutin e ruma para o escritório. Está atuando no mercado financeiro. Na equipe do banqueiro Gilberto Sayão. E já anunciou aos pais, Andréa e Octavio Rudge, que este ano não contem com ela para a temporada de verão em Capri e Saint Tropez. Está adorando o trabalho. Essas crianças crescem…

Cajus, carambolas, sementes de urucum, daquelas com que se faz o colorau, compunham, com flores tropicais, os arranjos coloridíssimos dos centros de mesa do almoço de ontem da embaiatriz Laís Gouthier, no Country Club, pelo casamento de seu neto, Micael Niedzieslsky, com Gisela Rodenburgo. A decoração era de Antonio Neves da Rocha. Cerimonial de Ricardo Stambowsky. Entre os mais de 100 convidados, pelo menos 70 eram internacionais vindos do Velho Mundo e dos Estados Unidos. Neste momento, acontece a cerimônia religiosa…

Na quarta-feira será lançado em São Paulo, no Espaço Itaú de Cinema do Shopping Frei Caneca, o novo canal de entretenimento da BBC no Brasil. Convites remetidos para o país inteiro…

O VII RioHarpFestival-Musica no Museu está bombando. O sucesso é tão grande que os harpistas estão fazendo dois concertos seguidos, em vez de um, para atender ao imenso público. Dos 100 concertos previstos para o mês de maio, já são 130 até agora e um público de 9 mil pessoas!

Para este final de semana, programa eclético no Forte de Copacabana: harpas, do clássico ao heavy metal passando pelo jazz, blues, rock, samba, chorinho e música latinoamericana com harpistas de Brasil, Croácia, México, Chile, Escócia e Irlanda. São quatro concertos por dia a partir das 12:30hs, todos gratuitos…

A Escola de Museologia da Unirio comemorou 80 anos e homenageou a professora Claudia Cristina de Mesquita Garcia Dias com a Medalha de Honra ao Mérito pelos relevantes serviços prestados aos campos do patrimônio e dos museus. Harilda Larragoiti, toda orgulhosa com a condecoração da afilhada…

 

 

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva Rápidas

 

Anna Maria Ribas, aquela que soube despertar amizades verdadeiras

As pessoas vão-se, desencantam-se como dizia Guimarães Rosa, escorrem entre os dedos, evaporam, desmaterializam-se, mas depois disso, dependendo do papel que desempenharam junto a cada um de nós, ganham incrível intensidade em nossas vidas. Ficam mais vivas. Ainda mais presentes. Curiosamente…

Não falo daquelas que se tornam medalhas, logradouros públicos, vultos históricos…

Falo mesmo das anônimas, sem pretensões de terem seus nomes gravados na História, mas que bem o mereciam, pelo muito que foram referência para aqueles com quem conviveu…

Foi essa a sensação que eu tive e muitos dos que assistiram à missa de 7º Dia, bela, singela e matinal, na PUC, por Anna Maria Ribas. Tudo organizado pelas amigas Tite de Lamare, Bebel Niemeyer, Maria Lucia Guimarães, Karla Schaeffers, Maria Inês Barbosa e o amigo e ex-marido embaixador Marcos Azambuja. Em lugar na segunda fila, Sammy Cohn, com quem Anna trabalho e foi muito atencioso com ela nos meses em que sofreu com seu câncer. Foi a missa da amizade. Na primeira fila, a ex-sogra, Dirce Azambuja. Marcos foi um cavalheiro com Anna em toda a fase penosa de sua doença, amigo solidário. Com a palavra, as duas grandes amigas de Anna Maria. Tomei emprestados seus textos, lidos por elas na missa, pois achei que vocês gostariam de conhecer. Dizem tudo que uma verdadeira amizade pode expressar,..

ana maria ribas samy cohn e nara carruthers Anna Maria Ribas, aquela que soube despertar amizades verdadeiras

Anna Maria, sempre risonha, sempre meiga, sempre igual. Fosse como a reverenciada embaixatriz Anna Maria Azambuja, fosse como a indispensável e elegante presença social Anna Maria Ribas

“Anna tinha a qualidade de ser e estar presente na vida dos amigos, como uma rocha existe ou como uma árvore secular se pousa no meio da estrada.

Nada que necessite de muita explicação.

Uma palavra aqui, um sorriso, uma exclamação ou um dar de ombros quando não satisfeita com algo. A simplicidade de gestos e de falas. Tudo coisa de afeto. Tudo coisa de carinho.

Anna se pertencia na hora em que se fazia pertencer àqueles de quem gostava. Ela se explicava quando os outros a explicavam. Tragava a vida quando o brinde se fazia coletivo e se entregava, em salto alado e mágico, quando os que a amavam a chamavam. Uma quietude amorosa, um afeto sem muita contrapartida. Uma doação espontânea, alegre, ou, quando necessário, discreta como se soubesse que sua presença sem palavras, bastasse.

E foi nesta cuidadosa tecelagem que criou a enorme teia de amigos que hoje choram sua morte.

Anna tinha um jeito só seu de parecer desamparada no meio de uma multidão de amores. Amigas e amigos, sobretudo alguns deles, que se tornaram uma verdadeira família para ela e que tentaram amenizar os momentos de dor, de medo e de tristeza frente ao desafio diante da doença que lhe tirou a vida.

Ao se jogar nos braços e nas decisões tomadas por aqueles que a cuidavam nestes últimos tempos, ensinou-lhes o verdadeiro sentido da doação e da amizade.

Anna praticou a cortesia sem esforço, a elegância de sentimentos, com pitadas de humor, a suavidade e a fidelidade sem percalços. Anna que nos ouvia, Anna que ria ou que chorava conosco.

Anna. Amiga Anna. Para sempre”.

Tite de Lamare Rego Barros

 

“Anna Maria

Quando, há muitos anos, Marcos surgiu em Brasília acompanhado de Anna Maria, com aquele seu jeitinho assustado de menina, logo nos encantamos. Trazia com ela o sorriso de pessoa meiga e generosa, seu mais valioso passaporte. Logo tornou-se de nós, então futuras amigas, aquela amiga de sempre e para sempre, o que nunca deixou de ser, até o último domingo. Sempre querida, torcendo por nós e nos querendo.

Nas lembranças de nossos bons, jovens e, porque não dizer, dourados anos de Brasília, Anna Maria estará sempre lá, com sua doçura, sua elegância, seu chique e seu encanto. Fazia parte da paisagem, fazia parte da nossa vida. Foi querida por todo o Itamaraty, dos menos aos mais graduados. Foi especialmente querida por amigos e amigas do governo com quem convivíamos e por diplomatas estrangeiros. E foi sobretudo muito amada, não podemos deixar de mencionar, pela grande mãe “brasiliense” de todas nós, a querida Ivone Giglioli. Em nenhum momento Anna deixou de ser a mesma. Jamais importou a posição que o marido ocupasse. Tratava a todos igualmente, com o mesmo sorriso, o mesmo carinho, a mesma vivacidade.

E até há poucos dias, quando nos deixou, ela continuava assim, a mesma pessoa querida, se interessando por nós, nossas famílias, nossas atividades. Quem um dia dela gostou, tenho certeza, vai saber enxergá-la no céu, onde merece estar, sorrindo para nós”.

Maria Inês Barbosacleardot Anna Maria Ribas, aquela que soube despertar amizades verdadeiras
—————————————————————————–

Concurso Spa e Resort2 Anna Maria Ribas, aquela que soube despertar amizades verdadeiras

 

 

 

André Jordan no Brasil, em família e entre amigos

Dalal Achcar Bocayuva Cunha recebeu ontem para jantar. Com aquela doçura que lhe é peculiar, com aquele traquejo que lhe é inerente, com aquela inteligência que está no sangue, com o savoir faire do DNA. Era para homenagear o meio-irmão André Jordan, pois assim eles se consideram. Estava, é claro, a irmã de ambos, que os liga por todos os laços de afeição possíveis, Aniela Jordan. É lindo ver uma família que se gosta e se prestigia, e podemos captar, no olhar de cada um quando se espiam, a carga de recíproca admiração…

Éramos poucos. Mesa redonda. Zezé Nabuco e sua amada. Jean Louis Lacerda Soares e sua amada, xará minha. E Francis Bogossian com a amada dele, adivinhem quem?…

Desnecessário elogiar o cardápio, afinal estávamos em casa da Dalal, filha da Josefina. Supérfluo falar do alto nível da conversa em que houve deliciosas passagens reveladoras até da vida política brasileira, afinal já nominei os presentes à mesa…

Resta dizer da saudade de algumas ausências. Da Josefina, sempre lembrada. Do Baby Bocayuva Cunha, percebido nos objetos de arte, em detalhes ali e aqui, algumas lembranças. Noite ótima. Tão bom rever os amigos. Tão bom estar com o André. Nem que seja ao menos uma vez por ano…

andre jordan André Jordan no Brasil, em família e entre amigos

André Jordan é o grande empreendedor imobiliário dos resorts e do golf em Portugal. Transformou a fisionomia do turismo português. Deu-lhe classe. O Brasil está sentindo falta dele. Nosso turismo precisa de André. Volta, André!…

Foto RICS – Royal Institution of Chartered Surveyors

 


—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva André Jordan no Brasil, em família e entre amigos


 

Reconhecendo a importância de Verônica

Morta há pouco mais de dois meses, a arquiteta Verônica Rodrigues será homenageada com a montagem de um projeto seu, ainda inédito, usando os móveis do pai, o grande designer Sergio Rodrigues. Isso será feito pela empresária Eliana Pazzini, em sua loja Way Design, no CasaShopping, numa homenagem a Verônica, que por muito tempo foi seu braço direito e cujo trabalho ela considera de grande importância, merecendo reconhecimento geral…

A revelação foi feita por Eliana Pazzini ontem no coquetel vernissage da mostra Superfícies, do fotógrafo Pedro Duque Estrada Meyer, a celebração dos 30 anos de sua Way Design. Tudo isso na loja do Rio Design Leblon

163 Bia Rique Kiki Bastos Fernanda Lynch Eliana Pazzini Alice Tapajós Reconhecendo a importância de Verônica

Bia Rique, Kiki Bastos, Fernanda Lynch, Eliana Pazzini e Alice Tapajós

129 Michaela Barcellos Antonia Leite Barbosa Consuelo Paes Reconhecendo a importância de Verônica

Michaela Barcellos, Antonia Leite Barbosa e Consuelo Paes

241 Elda Priami Pedro Duque Estrada Meyer Reconhecendo a importância de Verônica

Elda Priami e Pedro Duque Estrada Meyer

077 Leonardo Pazzini Tatiana Neves Marina Teixeira Caco Borges Reconhecendo a importância de Verônica

Leonardo Pazzini, Tatiana Neves, Marina Teixeira e Caco Borges

143 Patrícia Brandão Ângela Hall Reconhecendo a importância de Verônica

Patrícia Brandão e Ângela Hall

038 Herbert Henn Guilherme Secchin Reconhecendo a importância de Verônica

Herbert Henn e Guilherme Secchin

Fotos de Paulo Jabur

 

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva Reconhecendo a importância de Verônica


E o prêmio “Homem do Ano” dilmou. Agora é “Pessoa do Ano”!

Aconteceu ontem à noite, como sempre no Hotel Waldorf Astoria em Nova York, a entrega do prêmio Homem do Ano promovido pela Câmara do Comércio Brasil Estados-Unidos. Desta vez, o contemplado foi o banqueiro carioca André Esteves. E a noite foi dos banqueiros, principalmente do Banco Pactual. A novidade foi que o discurso saudando o homenageado, feito pelo ex-presidente Lula, foi gravado horas antes, já que Lula, esperado na festa, foi desaconselhado no dia anterior por seus médicos a comparecer para fazer a entrega do prêmio…

Lula tratou o banqueiro André Esteves como um amigo dos tempos de infância, quase um “camarada”…

Três brasileiras se destacaram na plateia de mulheres de longos e homens engravatados: a loura Bettina Manfredi, de preto, a morena Patricia Fainziliber, também de preto, e, de vermelho, com brilhantes faiscantes, Rô Fischer...

No jantar, o destaque foram as sobremesas: para os homens, mousse de pêssego; para as mulheres, o pecado mortal do chocolate…

pessoa do ano1 E o prêmio Homem do Ano dilmou. Agora é Pessoa do Ano!

—————————————————————————–

Concurso Spa e Resort2 E o prêmio Homem do Ano dilmou. Agora é Pessoa do Ano!

 

 

Celebrando a vida no Paraíso… e o Tufão mora ao lado!

O convite veio assim: “Vamos celebrar a vida no Paraíso!”. Quem haveria de recusar? E todos colocaram o pé na estrada, mesmo naquele sábado com ameaça de chuvas fortes, e subiram a Serra. Afinal, uma convocação dessas não é todo dia. Logo, todos aprenderam que são muitos os percalços para chegar ao Paraíso. Deram voltas, erraram o caminho, saíram da estrada, mas, depois de muitos desafios vencidos, todos conseguiram atravessar os portões daquele Éden plantado na Serra do Rio, numa região chamada Secretário. Tudo isso pra disfarçar, pois o Paraíso, de fato, fica num pedacinho da Toscana transplantado para aquelas montanhas pela audácia de uma arquiteta corajosa e engenhosa: Margot Pitombo

Quem imaginava que Margot conseguiria transformar aquela paisagem serrana num pedaço da bela Itália ancestral, onde só faltaram mesmo as vinhas. Lá estão os terraços com os vasos com pequenos arbustos, os cipestres, os roseirais, os girassois… E aquela imensidão de paisagem onde o olhar mergulha e se perde, tal e qual nos campos da Toscana. Margot projetou uma casa que se abre toda para o verde externo e que, internamente, cobre as paredes de afrescos, à moda italiana. Para isso, um pintor foi importado da Europa (um inglês, com formação na escola de pintura italina) e passou seis meses morando lá, sob orientação de Margot, enquanto ela também coordenava a obra…

Essa mulher é mesmo uma danada. Além de transformar paisagens, erguer cenários inacreditáveis, promover celebrações paradisíacas, sabe dar festas como ninguém e mais: fazer mágica! Pois, a horas tais, estalou os dedos e, depois do magnífico almoço à italiana providenciado pela chef Cecília Borges naquele dia inteiro regado a champagne Pommery, um grupo de cantores se posicionou na sala central e tivemos um espetáculo absolutamente inacreditável…

Eram cantores líricos do Teatro Municipal, liderados pela cantora Carmen Nabuco. O repertório começou com canções leves da Broadway, depois música popular americana, spirituals e, por fim, árias de óperas conhecidas. Foi então que tivemos dois momentos absolutamente plenos e extraordinários, um deles protagonizado pelo tenor Paulo Mello, num solo inesquecível, que nos fez flutuar a todos. Depois, o encerramento do show, com Daniela Mesquita cantando a Habanera, para deslumbre geral…

Foi aí que Raul Chamma veio em nossa mesa com Gisela Pitanguy e comentou: “Foi mágico, um momento mágico!”. E foi aí que Sérgio Novis tomou conta da sala com sua forte presença cênica, abriu os braços, soltou a voz e fez um belo discurso, dizendo de como foi difícil chegar ao Paraíso e de como todos aprenderam que, mesmo com toda a dificuldade, souberam que chegar ao Paraíso vale a pena…

Discurso, aliás, que eu plagiei no início deste texto, vocês devem ter notado. Creditem isso não à falta de inspiração mas ao excesso de vinho de qualidade, o tinto Saint-Émilion, fartamente servido com as lascas de grana padano, ao som daquelas vozes inebriantes. Não dava mesmo para, naquela tarde de tal forma generosa com os sentidos, anotar tudo de forma disciplinada. Deixei a vida me levar e o jeito foi copiar a inspiração alheia. A do Novis

Com os cumprimentos aos Pitombo todos: a filha, Paulinha, Margot e o maridão, Volney, grande cirurgião plástico, que de Margot faz todas as vontades. Inclusive possibilitar a construção do Paraíso, que, tal e qual nas Escrituras, mora ao lado do Pecado. E ele se chama Tufão. Isto é: o galã Murilo Benício, proprietário de um charmoso chalet suíço juntinho da fazenda toscana! E lá estava, no almoço, o ator global com a família inteirinha…

toscana Celebrando a vida no Paraíso... e o Tufão mora ao lado!

toscana 21 Celebrando a vida no Paraíso... e o Tufão mora ao lado!

toscana 31 Celebrando a vida no Paraíso... e o Tufão mora ao lado!

Fotos de Luiz Otavio Themudo


—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva Celebrando a vida no Paraíso... e o Tufão mora ao lado!

 

Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

MG 9410 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Ziraldo, prestes a completar 80, com corpinho e disposição de 40

Com o Pão de Açúcar por testemunha, a Dufry, de lojas nos aeroportos do país e no exterior, lançou ontem, no Zozô, na Urca, linha exclusiva de produtos enaltecendo o Rio, assinada pelo artista mineiro Ziraldo

“Morro de Amor pelo Rio” é a coleção que homenageia a Cidade Maravilhosa. Chaveiros, canecas, baralhos, camisetas, garrafas, com o Pão de Açúcar como personagem principal e/ou a expressão pop “WOW”…

Humberto Mota, presidente da Dufry, subiu ao palco com Ziraldo e arrancaram boas risadas. Metido dentro de um jeans e com ares de quarentão, Zi, prestes a completar 80, alertou: “Não confie em ninguém com menos de 80 anos”…

Aí, foi a vez de falar o diretor executivo do grupo, o simpático português José Carlos Rosa: “Encontramos o Ziraldo no aeroporto informalmente. Depois, apareceu a ideia de termos produtos diferenciados exclusivos com uma imagem bacana do povo carioca e pensamos em seu traço. Conversamos e ele adorou a ideia. Agora, temos uma linha de produtos exclusivos na Dufry”…

A venda será feita com exclusividade nas lojas “Do Brasil”, do grupo Dufry, especializadas em produtos tipicamente brasileiros, que estão nos aeroportos do Rio de Janeiro e de São Paulo

Enfim, uma noite agradável, reunindo vários apaixonados pelo Rio, como os paulistas Zé Hugo e Marialice Celidônio e a atriz Claudia Alencar, a cantora mineira Marcella Fogaça, os baianos Aninha Costa e Ricardo Cravo Albin. Além de vários cariocas convidados pela simpática Isabela Menezes

MG 9428 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Time carioca: o baiano Ricardo Cravo Albin, o mineiro Humberto Mota, o pernambucano Marcos Vilaça e o da gema Leleco Barbosa

MG 9422 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Mario Gasparotti, José Carlos Rosa e Ziraldo

MG 9440 1 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Gisella Amaral

MG 9425 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Daniela Pedras

MG 9444 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Os cariocas de Petrópolis, Isabela e Luiz Felipe Francisco

MG 9446 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Kiki Moretti e David Zylbersztajn, o homem que vai montar a Rio+20

MG 9417 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Alexandre Ibitinga e Márcia Veríssimo

MG 9424 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

A carioca gaúcha de Canela, Maninha Barbosa

Fotos de Sebastião Marinho

 

—————————————————————————–

Concurso Spa e Resort2 Todos por amor ao Rio: uma gemada carioca no Zozô!

Não existe mulher difícil… palavra da Julinha

Para receber as muitas amigas para uma tarde de chá e muita conversa boa, a aniversariante Maria Luiza Fonseca abriu os salões da cobertura de sua filha, Cristiana Hosaná, na Delfim Moreira. Mesa enorme e variada de doces e bolo para os parabéns…

Brindando a nova idade de Maria Luiza, entre outras que aproveitavam uma xícara de chá, Angélique Chartouny, Christiana Medeiros, Vilma Guimarães Rosa, Helena Guimarães, May Mac Dowell, Mitzi Almeida Magalhães, Julinha Serrado recomendando o espetáculo Não existe mulher difícil, monólogo de seu filho, Marcelo Serrado, o Crô, vocês sabem…

 

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva Não existe mulher difícil... palavra da Julinha