Do high ao funk ou do luxo ao lixo (ou vice-versa)

Está saindo do forno o livro O lixo do luxo – Dos alpes suíços à Babilônia, a história bombástica de uma mulher que abdicou de tudo em busca da sua felicidade. O livro será lançado no início de julho e conta a vida de Heloisa Faissol, de criança até hoje. Nascida em berço esplêndido, filha do dentista top da alta sociedade carioca, Heloisa largou a convivência do high, subiu o morro e se transformou em funkeira. Neste seu livro, ela fala desta sociedade, suas alegrias e mazelas. Muita verdade, muita criatividade. Metade/metade. Para vocês, a capa do livro…

Heloisa olixodoluxo Do high ao funk ou do luxo ao lixo (ou vice versa)

——————————————————————————

Concurso Spa e Resort2 Do high ao funk ou do luxo ao lixo (ou vice versa)

Morre a dona da Casa de Pedra da Avenida Atlântica!

Morreu hoje a dona da famosa Casa de Pedra da Avenida Atlântica, quase esquina da Santa Clara, uma das duas últimas casas da Praia de Copacabana. Zilda Canavarro Pereira, que de solteira era Azambuja Lowndes, famílias tradicionalíssimas, tinha 101 anos, vivia cercada de empregados leais e era sempre visitada por vários sobrinhos seus herdeiros, que cuidavam dela. Hoje mesmo ela foi enterrada no mausoléu do marido falecido, Olavo Canavarro Pereira, no Cemitério São João Batista…

Muito generosa com os empregados, que a cercavam de carinho, Zilda recebia todas as quartas-feiras para almoço os sobrinhos e os parentes, entre eles, Lygia e John Lowndes, seus primos. No último almoço, vários passaram mal, inclusive John. Com problemas de garganta, apesar de já não mais falar, Zilda caminhava com agilidade, sem mesmo precisar de qualquer ajuda. Há dois anos, acompanhada de Dulcinha Brant Pereira, ela foi calçando salto alto à última grande festa de bodas dos Lowndes no Country Club. Tinha, então, 99 anos!…

Segundo consta na vizinhança, Zilda deixou todos os bons empregados garantidos em seu testamento…

——————————————————————————

Concurso Spa e Resort2 Morre a dona da Casa de Pedra da Avenida Atlântica!

Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse Show

Uma espécie de esquenta do Athina Onassis Horse Show terminou ontem, no Portobello Resort & Safari de Mangaratiba, a segunda etapa do Oi Brasil Horse Show Tour, que terá a final em junho, em Sampa. Organizado por Rodrigo Rivellino e André Beck, do Grupo Aktuell, o evento reuniu desde sexta-feira no cenário belíssimo com praia particular de frente para a Baía de Ilha Grande e safári ecológico, com animais vindos de outras partes do mundo…

O hotel ficou fechado exclusivamente para os convidados desta segunda etapa do evento, com equipe de 250 pessoas, entre tratadores, veterinários e cavaleiros. Desde quarta-feira, quando chegaram, os 152 cavalos foram muito bem tratados e consumiram 820 quilos de ração e 7.700 quilos de feno…

Passaram o fim de semana por lá, Nando Miranda (cunhado da Athina), Patrícia e Marco Antônio Alencar, André Lara Rezende, Gisela e Rodrigo Marinho. Bruna Di Tullio foi com o marido, Pedro Pacheco. Ontem, encerrando, Rodrigo Rivellino e André Beck atacaram de DJs e animaram a noite…

Oi Brasil 7402 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowLuciana Malavasi e Bruna Di Tullio, da Record

Oi Brasil 9244 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowHelio de La Peña, Ana Quintella e o filho, João

Oi Brasil 9022 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowJoão Roberto Marinho

Oi Brasil 8737 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowRodrigo Rivellino e André Beck deram certo como DJs

Oi Brasil 8541 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowBruna Di Tullio e Luciana Malavasi curtindo o safari de dentro do carro

Oi Brasil Mini GP Governo do Estado RJ Medium Tour 3 Lugar Pedro Henrique Monteiro 3 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse ShowPedro Henrique Monteiro, terceiro lugar no Mini GP Governo do Estado RJ – Medium Tour

Fotos de Beatriz Cunha

——————————————————————————

Concurso Spa e Resort2 Esquentando as ferraduras para o Athina Onassis Horse Show

Novo par romântico no Rio

O novo par que está “se conhecendo” é formado por Ana Vitoria Lemann e Gilberto Buffara Jr. Porém, muito civilizadamente, Ana almoçava ontem, Dia das Mães, na companhia do ex-marido, Carlos Roberto Osório, e dos filhos, no restaurante Satyricon

O psicanalista Antonio Quinet, autor de Abram-se os histéricos!, participa de um bate-papo com a plateia após a peça, quarta-feira, 16 de maio, no Centro Cultural Justiça Federal

A atriz Taís Araujo foi nomeada a nova Golden Girl da sexta edição do Auditions Brasil, maior concurso de design de joias de ouro do mundo! Ela será a imagem da premiação pelos próximos dois anos. Este será o 10º ano do Auditions no Brasil e o tema será a Brasilidade. A primeira musa foi a atriz, também negra, Janaína Lince

——————————————————————————

Concurso Spa e Resort2 Novo par romântico no Rio

Isabel Fillardis na luta pelos que vivem abaixo da linha de pobreza

A atriz e modelo Isabel Fillardis é a madrinha do Rio Eco Moda, programado para o final do segundo semestre, no Rio de Janeiro. O evento será no Instituto Doe seu Lixo, fundado em 2003 por Isabel, que sempre esteve envolvida com questões sociais e ambientais ao lado do marido, Julio Cesar Santos, lutando pela valorização e profissionalização dos catadores de materiais recicláveis, dando oportunidade às pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza. O Rio Eco Moda promoverá desfiles de marcas que utilizam materiais ecológicos em suas produções, mesas-redondas com grandes nomes do mundo fashion sobre o tema A Importância de Pensar Verde na Moda, expo de fotos e coquetel para convidados…

Isabel Fillardis Isabel Fillardis na luta pelos que vivem abaixo da linha de pobreza

Isabel Fillardis

E agora? Você segura mesmo essa onda de ser mãe?

time r7 E agora? Você segura mesmo essa onda de ser mãe?
A revista Time pergunta na capa: “Você é suficientemente mãe?”

Eis aí a capa da revista americana Time, motivo de uma onda de ódio e indignação neste fim de semana entre grande parte das mães americanas, que se manifestam através das redes sociais. Ela traz uma linda mãe amamentando seu filho de três anos (que mais parece ter seis) e coloca, no título, a questão: “Você é mãe o bastante?”. Traduzindo: Você segura mesmo a onda de ser mãe?…

Muitas mães acusam a revista de tentar deflagrar, pra tirar proveito, uma “guerra entre as mães”, do tipo mães que trabalham x mães que ficam em casa ou mães que amamentam x mães que dão mamadeira…

O artigo que deu margem a esta capa é baseado no conceito proposto por um certo dr. Bill Sears, de “apego infantil”, de que a amamentação até uma idade tardia ajudaria a criança a estabelecer, na idade adulta, relações mais sólidas, seguras e felizes…

A capa da Time polemiza sob todos os aspectos, inclusive pelo inusitado de a criança estar sendo amamentada de pé, pois grande como é o ato já não comporta mais a clássica posição da amamentação no colo…

Tudo isso surpreende, choca e mobiliza, com uma avalanche de comentários e twitters, que vão de “@TIME sua capa atual é o último suspiro daquele que já foi um grande gigante da mídia” até “Não consegue vender revista com uma entrevista razoável com uma mulher inteligente sobre suas escolhas para criar seus filhos?”…

Para a conservadora sociedade americana, em que tudo é tabu, a amamentação também ainda é. Agora, a Time coloca uma cereja nesse bolo: até que idade uma criança deve ser amamentada? Hoje em dia, os pediatras americanos falam em um mínimo de um ano. O máximo é um critério pessoal…

Esse meninão grande parece bem contente com o mamá de mamãe. Se a teoria do “apego” do dr. Sears é válida, ele vai bater um bolão nas relações seguras e felizes, quando for gente grande. Ah, garoto!…

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva E agora? Você segura mesmo essa onda de ser mãe?

Enfim, o esperado balanço deste blog da 8ª SP-ARTE

E vamos, enfim, ao tão aguardado balanço da SP-ARTE deste ano. Vou fazê-lo em tópicos, como fiz as avaliações no post anterior sobre a feira, porque as colocações ficam mais precisas e objetivas, sem rodeios. Relendo todos os itens, lembrei-me do verso cantado por Renato Russo: “Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar / Que tudo era pra sempre / Sem saber / Que o pra sempre / Sempre acaba”…

1- Este ano, as vendas na feira foram menores do que nas edições passadas. Menores em vendas e no número de trabalhos comercializados…

2- Na opinião de expositores veteranos, apesar de a feira obter o recorde de 110 galerias, 27 delas estrangeiras, infelizmente a expectativa dos organizadores de superar os 20 mil visitantes e mais de R$ 40 milhões em negócios foi, seguramente, frustrada. Porém, vamos aguardar os números oficiais…

3- Decididamente, a euforia e o deslumbramento perderam fôlego. Como este blog sempre tem um olhar otimista, podemos encarar esse fato como positivo. Afinal, os colecionadores e mesmo os compradores esporádicos sinalizaram – com todas as suas “notas” – que desejam preços justos nas obras que compram…

4- Este oitavo ano da feira paulista marcou o amadurecimento do circuito das artes, que parece não se render mais ao oba oba, ao vale tudo, ao deslumbramento para se ter na parede o artista da moda. As “grifes” deram vez a um cuidado maior nas escolhas… Por melhor que seja o momento da nossa economia, dinheiro continua a não aceitar desaforo…

5- É claro que há sempre uma exceção para confirmar a regra. Os preços astronômicos ficaram por conta do polêmico artista inglês Damiem Hirst e suas infindáveis bolinhas… Há bolso e gosto para tudo. Ainda bem…

6- A ArtRio tem muito o que aprender com os erros e acertos da sua irmã mais velha: a SP-ARTE. É recomendável cautela na sua expansão, empenho na sua organização e acuidade em todos os detalhes do evento…

7- O Rio pode dar o exemplo: muita segurança, transporte farto, estacionamento fácil, bilheteria sem filas, opções de alimentação, banheiros limpos, ar condicionado impecável, uma programação atraente e múltipla: com debates, conversas e performances para todos, sem permitir que a arte se feche em modismos comerciais de ocasião. A boa arte não pode estar restrita numa feira de arte, ou mesmo excluída dela, porque está “fora de moda”. São uma postura e um pensamento equivocados. Ela pode não estar num bom momento comercial, mas, se a arte é boa, ela é atemporal. Mais um belo desafio para nós cariocas…

8- A cidade tem que pulsar junto com a ArtRio. Transformar esse evento num espaço de conhecimento e gente bacana. A deslumbrante paisagem da Baía de Guanabara só ajuda o que o Cristo abençoa…

No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: “Volta, Antonio!”

 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Isabel Bierrenbach e seu filho, Antonio Sicoli: Volta, Antonio!

Antonio fez três anos neste maio. Até há pouco mais de quatro meses ele era um menininho feliz. Filho de pais brasileiros, casados no Brasil, eles moravam os três em Los Angeles, onde o pai, Marcio Sicoli, era treinador de vôlei de uma dupla de americanas famosas, Walsh e May. Isabel engravidou lá e Antonio ao nascer foi registrado como brasileiro, já que até ano passado sequer green card possuíam. O casamento foi mal e, de comum acordo, a mãe, Isabel, voltou com Antonio para o Rio, onde vivem as famílias da mãe, os Bierrenbach, e do pai do menino, os Sicoli

antonio e isabel 015 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Antonio, filho de mãe e pai brasileiros, neto de brasileiros, foi levado pelo pai e a avó para os EUA, raptado, e agora o pai se recusa a devolvê-lo à mãe. Volta, Antonio!

Em dezembro, Marcio, o pai, veio passar as festas de fim de ano no Rio, com seus pais, e esteve o tempo todo que desejou com o filho, num clima de paz e amor total com a ex-mulher: escolhiam juntos a escola, o esporte que o menino praticaria. Tudo civilizadamente como deve ser…

Quando partiu duas semanas depois, Marcio pediu para levar Antonio, junto com a avó paterna, que ajudaria a cuidar dele, para passarem juntos as férias de janeiro. O menino tinha dois anos e meio e, em fevereiro, no início do período escolar, ele voltaria com a avó de Los Angeles, pois já estava matriculado na escola Carolina Patricio…

Bem, vocês sabem o que aconteceu: 48 horas antes do dia marcado para a volta da criança, Isabel recebeu da Corte de Los Angeles o comunicado de que o menino não voltaria, pois Marcio havia entrado com um pedido de guarda lá. A avó “prestativa” retornou sozinha, deixando lá o neto….

Isabel teve menos de 30 horas para constituir um advogado na Califórnia, onde conhece pouca gente e, com muito esforço, na hora marcada, 8h30m da manhã de lá, um advogado apresentou-se com os documentos necessários para representá-la na Corte…

Na Terça-Feira de Carnaval foi realizada uma audiência, via Skype, com Isabel participando de casa, no Rio de Janeiro, com advogada constituída, também no Brasil, para dar entrada na guarda da criança, o que já havia sido anteriormente discutido e o pai concordara que seria dela. Isabel e Márcio são brasileiros, moraram a vida toda aqui, portanto é essa a jurisdição do casal…

A partir desse fato, Isabel viu-se sufocada num turbilhão jurídico, envolvendo recurso do ex-marido, decisões provisórias do juiz, rogatórias de busca e apreensão, traduções juramentadas, diferentes âmbitos do Governo a recorrer, Ministério da Justiça, Secretaria de Direitos Humanos, num emaranhado complicado, apesar de o Governo brasileiro ter sido todo o tempo de total presteza e de a própria ministra Maria do Rosário ter declarado o caso como inédito, por envolver dois brasileiros…

Com toda a angústia de Isabel, a maior vítima é mesmo o menininho Antonio, que nada entende, vê-se abandonado pela mãe, sem saber o porquê, sem a avó que o deixou por lá, sem babá, sendo deslocado pra lá e pra cá, acompanhando o pai e a dupla de atletas em torneios pelo mundo todo, sem qualquer rotina ou vidinha saudável, como toda criança merece e deve ter…

antonio e bebel 21 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

O menino Antonio, um botafoguense da estrela solitária, não estava aqui para ver seu time levar a Taça Rio e não vai abraçar hoje sua mãe, Isabel, no Dia das Mães. E nem sabe o motivo! Volta, Antonio!

Hoje, Isabel está na Califórnia, a três quarteirões do filho, lutando para vê-lo, tocá-lo, beijá-lo, neste Dia das Mães, e impedida disso pelo pai. Ontem, diante de um conciliador americano, ela levou horas tentando negociar seu Dia das Mãe, e viu Marcio Sicoli, o pai raptor, tirar do bolso um documento, já previamente elaborado, em que exigia que ela declarasse que ele era inocente do rapto, que fez tudo por amor e pela segurança (!!!) do Antonio, e que ela se comprometia a retirar todas as ações, já correndo na Justiça, de guarda, de divórcio etc. e que conversaria e decidiria tudo só com ele, que ela teria que tratar Antonio como cidadão americano e, por fim, teria que entregar a ele, o poderoso Marcio, o seu (dela, Isabel) passaporte!…

Tudo isso, somente para ver o próprio filho e poder estar com ele neste Dia das Mães!

É por isso que este blog apoia e endossa a campanha “Volta, Antonio!”, que caiu nas redes sociais, pegou “feito rastilho de pólvora”, repercute, emociona e está por toda a parte. Quem quiser abraçar a campanha acesse a página VOLTA ANTONIO, no Facebook, ou #VOLTAANTONIO, no TWITTER…

E para vocês se emocionarem e se mobilizarem ainda mais com essa história triste aí vai a carta de Bebel Bierrenbach, mãe do Antonio, escrita no dia de seu 3º Aniversário

Volta Antonio!

“Parabéns Bebezão!

Meu filho, 5 de maio de 2012!

O Bebezâo da mamãe está fazendo 3 aninhos!! Hoje você nâo entenderá, mas um dia mais velho irá compreender o porquê de a mamãe não estar hoje do seu lado para te ajudar a apagar a sua velinha! Se é que isso é compreensível..!

Estou longe de você fisicamente, mas ligada a você eternamente! O coração que bate dentro do seu peito foi primeiro ouvido dentro da barriga da mamãe, e o sangue que circula nas suas veias foi primeiro alimentado na barriga da mamãe!

Estamos conectados por um amor de mãe e filho que é imbatível, move montanhas, abre oceanos e se espalha por onde passa! Você é uma criança muito especial, amada por muita gente que nem imagina conhecer! Quero que você tenha um dia muito lindo, que seja a criança feliz e maravilhosa que você sempre foi e, se vc parar um minuto e pensar “ué, cadê a mamãe, por que ela não está aqui?!”, fique sabendo que eu queria e lutei muito para estar ao seu lado neste dia especial, mas infelizmente a mamãe não conseguiu.

Coisas de gente grande estão acontecendo que são muito difíceis de te explicar! Até para nós, são difíceis de compreender!!

Não fique bravo com a mamãe, eu não te abandonei e não irei fazer isso nunca, estarei presente na sua vida para sempre e nunca vou desistir de ter vc ao meu lado!

Parabéns, filho! Que seus 3 aninhos, sejam muito especiais e que você continue sendo essa criança alegre, simpática e linda que você é!

A mamãe está aqui, sempre pensando em vc. E já já estaremos juntos de novo!!!

Mamãe te ama muito! E está aqui sempre.

Mamãe Bebel”

E veja abaixo a mensagem de Isabel Bierrenbach para o Dia das Mães, gravada ontem

http://voltaantonio.com.br/

Isabel é filha de Henrique Bierrenbach, casado com a atriz Vera Vianna, que estrelou Toda donzela tem um pai que é uma fera, no Teatro Glaucio Gil, texto e direção do próprio, e Asfalto selvagem, no cinema, dirigida por J. B. Tanko, a partir da obra de Nelson Rodrigues.

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Loreta dá “bye-bye” by Nassif

Depois de uma semana do acidente sofrido na festa de 60 anos de Dadado Veiga, a morena Loreta Gama passa bem. No meio do jantar farto e maravilhoso, assinado Pederneiras, que reuniu a família Veiga e mais de 300 amigos da vida toda de Dadado e Cecília, lá pela tantas, Loreta foi se juntar a umas amigas apoiadas em uma grande mesa de mármore e o peso a mais foi o bastante para a mesa se partir e Loreta ir ao chão. Na ânsia de se levantar, Loreta, sem notar os vários copos de cristal que caíram com ela, cortou uma das mãos profundamente. Com o sangue jorrando em quantidade, ela foi levada para o banheiro do casal e subiu as escadas cercada por um cortejo de pelo menos 10 médicos presentes. Tinha de oftalmologista a pediatra. Mas quem assumiu a paciente foi o cirurgião plástico Thomaz Nassif, que no dia seguinte operou a mão da bela, costurando-a com pontos internos. Ela passa bem e, logo que o sol volte a brilhar, retornará ao calçadão de Ipanema, exibindo sua beleza e dando bye-bye para os amigos, com a mãozinha nova em folha. Um bye-bye by Nassif, naturalmente…

cleardot Loreta dá bye bye by Nassif————————————————————————————————-
Concurso Vestido de Noiva Loreta dá bye bye by Nassif