Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo…

Semana passada, na Paris Fashion Week, foram celebrados com um desfile os 40 anos da marca Kenzo, atualmente sob direção criativa deAntonio Marras, que apresentou a coleção verão 2011 na primeira parte do desfile e, na segunda parte, exibiu 40 peças inspiradas no DNA da marca durante essas quatro décadas. A grande ausência no evento foiKenzo Takada, fundador e estilista da marca durante anos até ela ser vendida. O que se dizia é que Kenzo estava no Brasil envolvido em projetos e não pôde participar. Estava mesmo. Quem lê Caras, por exemplo, viu a foto do Kenzo num evento dum shopping paulistano. Mas verdade é que essas vendas das grifes por seus costureiros costumam deixar um rastro de desentendimentos e contrariedades para ambas as partes – a que vende e a que compra…

Kenzo é realmente um talento. Um artista extraordinário e completo, e este blog se soma às comemorações prestando, ele também, uma homenagem ao gênio japonês da moda…

Kenzo Takada foi o primeiro estilista japonês a se destacar em Paris, ainda na década de 70. Seu estilo é de uma roupa de características folclóricas, um melting pot de etnias e culturas, com mistura de padrões, estampas, cores, releitura de quimonos, túnicas e outros trajes folk. Na época em que foi lançado, suas criações fizeram grande sucesso, até porque nos anos 70 o estilo hippie estava em alta e suas roupas traduziam aquela inspiração multicultural, rústica e alegre tão em voga. Kenzo logo conquistou um público jovem e descolado, com espírito de aventura, que gostava de viajar mundo afora, livre, leve e solto…

1983 hans feurer C Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

1983 hans feurer B Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

1983 hans feurer A Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Campanhas da Kenzo no ano 1983, fotografadas por Hans Feurer

O sucesso da marca se consolidou nos anos 80. Em 1987, Kenzo criou sua linha Kenzo Parfums, que até hoje é um must, e por isso muitas pessoas associam mais seu nome à perfumaria do que a roupas. Ambas conjugam o mesmo espírito nômade e natural. Um clássico de seus perfumes é oFlower, com aroma da papoula, cujo vidrinho estampado cria a impressão de que há uma flor de papoula em seu interior. Há seis anos, é o estilista Antonio Marras quem está à frente da marca, vendida por Kenzo em 1993 ao grupo LVMH (o mesmo que é dono das marcas Louis Vuitton, Fendi e Givenchy) e da qual ele se afastou em 1999 para se dedicar a novos projetos…

flower by kenzo epd fem 02 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Perfume Flower By Kenzo

Se a moda de Kenzo Takada tivesse trilha sonora, o hit seria certamenteImagine, de John Lennon, que propõe um mundo sem fronteiras, com todos os povos em harmonia. Pois Kenzo é o estilista mais multicultural do século XX, promovendo a diversidade cultural através de sua moda, unindo as mais diversas culturas como se todas fossem uma só. O mesmo velho sonho dos Beatles…

winter 86 Hans Feurer Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Inverno de 1986, fotogrado por Hans Feurer

KENZO 1985–86. SHOT BY PETER LINDBERGH Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Inverno masculino de 1986,  por Peter Lindbergh

kenzo spring campaign buero 1 MARIO SORRENTI spring 2009 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Campanha de verão 2009,  por Mario Sorrenti

winter 2010 mario sorrenti Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Campanha de inverno 2010,  por Mario Sorrenti

visuel 2209 dadt10131018w1 web foulard Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Foulard criado em homenagem aos 40 anos da marca.

Com grande competência e talento, Marras soube traduzir esse estilo Kenzo mixando, na coleção apresentada na comemoração, peças clássicas da marca a outras, de sua própria autoria, produzidas durante esses seis anos. Foi um verdadeiro espetáculo multicultural de looks, com a ajuda inspirada da stylist Vanessa Reid. Montanhas e montanhas de tecido vestiam verdadeiras bonequinhas vivas que deslumbraram o Cirque D’Hiver, em Paris. Todos os modelos com forte influência dos figurinostradicionais japoneses, mixados a referências de Perú, Rússia, África, Alemanha… em uma profusão de cores, estampas, tricôs e volumes, resultando numa apoteose de formas, num delírio de cores, num show impressionante de alegorias. Pois a moda, meus amores, só é grande quando é maior do que simplesmente a arte de bem vestir, quando expressa vida, mundo e sentimentos. Esta sim é a moda com o M maior…

KENZO 13 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 12 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 11 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 10 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 7 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 6 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 5 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 4 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 3 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 2 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

KENZO 14 Os 40 anos da Kenzo celebrados em Paris, mas sem o Kenzo...

Fotos do desfile de 40 anos da marca. Por iMAXTREE, via Elle UK.

 

O vídeo do desfile também é deslumbrante! Na primeira parte é desfilada a coleção verão 2011, inspirada na Sardenha. Na segunda parte, a grande homenagem aos 40 anos da Kenzo. Cliquem abaixo na tela e vejam…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *