O OBITUÁRIO DE SIMON LANE NO THE INDEPENDENT

O jornal britânico The Independent publica um longo obituário do escritor inglês Simon Lane, morto em 28 de dezembro e que viveu os últimos 10 anos de sua vida no Rio de Janeiro, com sua linda namorada Betsy Salles.

O autor Adrian Dannatt o descreve como um romancista em que a vida superou as peripécias narradas em sua própria obra e traça um perfil muito interessante de Lane, contando lances surpreendentes e rocambolescos de sua vida.

Relatos de como ele conseguiu, a partir de uma vitória num jogo de pôquer, ter seu primeiro livro publicado por um dos mais prestigiados editores do mundo, responsável pelas obras de Borges, Solzhenitsyn, Salman Rushdie e García Márquez, e como, em menos de 24 horas, graças a um tremendo pileque, Lane conseguiu incompatibilizar-se completamente com todo o mais alto meio literário de Nova York e perder o editor, o contrato e todas as altas relações feitas. Travessuras do Simon.

Na parte amorosa, há lances de conquistador inveterado, que nem mesmo Tirso de Molina teria imaginado para seu Don Juan. Um deles implica em ter se apaixonado por uma noiva no dia do casamento da jovem, no Sul da França, ter partido junto com o casal na lua de mel, fugido com a noiva e a abandonado em Roma!

E por aí foi a saga do fascinante personagem real Simon Lane, deixando à sua passagem um rastro de gargalhadas e de desastres. Um ser humano que alguns supunham inconsequente, porém agia, ao seu modo, às últimas consequências.

Simon, sem dúvida, era mais literário ao vivo do que impresso em livro. Apesar, diga-se de passagem, de sua obra ser excelente, o que o artigo do The Independent também enfatiza, conferindo a ele todos os louvores.

Enfim, você lê bem em inglês? Quer ler? Pois acesse…

http://www.independent.co.uk/news/obituaries/simon-lane-novelist-whose-life-outdid-his-fiction-8451342.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *