O bem-amado Leleco Barbosa

A festa foi organizada em cima da hora, como é a marca dos Barbosa, que jamais se apertam pois se comunicam muito bem, e “quem não se comunica se trumbica”, já dizia o mestre. Os filhos ajudaram Maninha a convidar e a receber os amigos, que eram centenas, na super celebração do aniversário do Leleco Barbosa, ontem, na casa da Barra. Happy hour, happy pizza, happy salgadinhos, happy cachorros quentes e happy bolo da dona Dirce confeitado com o escudo do Vasco, time da família. O gêmeo de Leleco, Nanato, com uma indisposição alimentar, não foi e fez grande falta. Todos perguntaram por ele….

Não, não vou puxar aqui o listão de quem foi porque vocês iriam perder a hora do jantar. Vou dizer quem não foi: o grande amigo Carlos Alberto Serpa, que Leleco até chama de “papai”, ficou em casa com um resfriado fortíssimo. Mas Beth, que Leleco não ousa chamar de “mamãe”, pois ela não tem idade pra isso, foi. Na hora do bolo, Gisella Amaral puxou uma Ave-Maria. No final da festa, quando todos saíam, São Pedro puxou um baita temporal. As mulheres logo cuidaram de conseguir sacos plásticos na cozinha da casa para protegerem seus belos sapatinhos Louboutin. Ou não…

Vejam a turma boa que foi abraçar o bem-amado Leleco

Leleco 4607 O bem amado Leleco Barbosa

Maninha, Leleco e o bolo vascaíno

Leleco 44591 O bem amado Leleco Barbosa

As irmãs Dandynha e Ana Paula Barbosa

Fotos de Sebastião Marinho

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *