Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

A palavra é: contrição. Foi uma missa dessa forma, as pessoas contritas, rezando de fato, sem sequer olhar pro lado, concentradas na cerimônia do 30º dia de morte do ex-vice-presidente José Alencar. No deslumbrante Mosteiro de São Bento, para mim a igreja mais linda do mundo, a missa foi um gesto coletivo de carinho das amigas de Mariza e José Alencar no Rio de Janeiro. Cada uma fez sua parte. Maria Célia Moraes imprimiu os folhetos creme com letras pretas e cordão preto de seda, e também coordenou; Idinha Seabra encomendou os arranjos de flores a Christina Lips; Maria Célia e Harilda Larragoiti publicaram os anúncios, dos quais todos os demais participaram; uma jornalista que vocês bem conhecem redigiu o anúncio; Maria Teresa Malta cuidou da redação das preces tão lindas e levou-as em fichas com letras bem graúdas para todos poderem ler ao microfone. Nas leituras, amigos do Rio e amigos vindos de Brasília

Carmen Vieira depois reuniu um grupo pequeno para almoço ali perto, no restaurante Mosteiro, quando Mariza pôde contar passagens dos momentos difíceis, abrir seu coração e também contar lembranças boas. Como, por exemplo, contar do gesto de Lula, que, depois de deixar a presidência, até sugeriu que, se ela precisasse, colocasse uma cama para ele ali “ao lado do “, no hospital, que ele faria companhia a Alencar. Mariza lembrou de outros gestos amigos do presidente Lula, como o dos pastéis de Belém, que ele duas vezes trouxe para eles, quando foi a Portugal, e mandou entregar cedinho no Jaburu, quando eles ainda estavam dormido, com orientação para serem colocados na geladeira…

E a unanimidade dos comentários: dom Cipriano se superou em sua homilia, nas palavras e na sinceridade de sua emoção. Ele fez grandes elogios a Mariza, apresentou-a como o fundamento, a base, a grande responsável pela vida vitoriosa do marido. E disse que, assim como Maria teve o seu José a lhe servir de grande apoio, o nosso José Alencar teve a sua Mariza

Fotos de Sebastião Marinho

Missa para José Alencar 2198 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Dona Mariza Gomes e dom Cipriano

Missa para José Alencar 2236 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Dom Cipriano e dona Mariza Gomes recebendo a comunhão

Missa para José Alencar 2125 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Maria Célia Moraes, senador Raimundo Lira com Gitana, e ministro Valmir Campelo, do TCU, com Marisalva

Missa para José Alencar 2133 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Maria Teresa Moraes e Bertha Mendes de Souza

Missa para José Alencar 2271 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contriçãoDom Cipriano com os alunos do Colégio Dom Cipriano

Missa para José Alencar 2254 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Maria Teresa Moraes, Bertha Mendes de Souza, Idinha Seabra Veiga, Mariza Gomes, Maria Célia e Walter Moraes

Missa para José Alencar 2184 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Dona Mariza Gomes da Silva, na cadeira diante do altar. Atrás, Idinha Seabra Veiga, Maria Celia e Walter Moraes

Missa para José Alencar 2233 Missa de 30 dias de José Alencar, momentos de fé e contrição

Dom Cipriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *