La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

Frisson, frisson! Tirem os longos dos closets que, de hoje até quinta-feira, o high vai ferver na La Boite, a mais nova boate do Rio de Janeiro, e boate no sentido mais tradicional do termo: elegante, cool, reunindo o melhor do melhor. A iniciativa foi de Omar Rezende Peres, o Catito, que pretende reviver os bons e trepidantes tempos de Le Bateau, Jirau, Privé, Hippo e Régine’s. A casa vai funcionar todos os dias, ali na Praça do Lido, onde rolou o restaurante Le Bec Fin, reduto do soçaite carioca nos anos 70 e 80…

Hoje, dia da inauguração, o movimento foi grande no nightclub, que ainda não estava totalmente pronto. Mas calma, gente, até logo mais ele estará tinindo para a festa. É o que garante o Catito, que, de tanto sugerir a Ricardo Amaral que reabrisse o Hippopotamus, fazendo reviver os bons old times, cansou-se de esperar e resolveu ele mesmo ir à luta e fazer uma casa com esse perfil. Com o detalhe importante de um cartaz na porta avisando: “Sugerido para maiores de 40 anos”. É isso: Catito quer reunir os nostálgicos frequentadores da noite, no Rio e no mundo, que, hoje, com mais de 40 anos, não têm um espaço onde possam ouvir Roberto Carlos, Frank Sinatra, Donna Summer, Barry White. Mas a partir de agora eles terão…

“É claro que os mais jovens, que gostam de músicas com letra e melodia, serão bem vindos”, diz Catito, que também vai contar com o DJ Marcelo, especialista em som para quem tem menos de 40. Como o mailing list do Catito é gigante e a casa comporta no máximo 130 pessoas, ele fracionou a festança de inauguração em quatro dias, de hoje até quinta, sempre black-tie, para ter lá os amigos todos. Além dos habitués da noite carioca, Catito convidou amigos íntimos, como os colegas do Santo Inácio, artistas e intelectuais, que costumam bater ponto na sua La Fiorentina, no Leme…

O ar condicionado vai bombar para valer, por isso ninguém precisa se preocupar em vestir o smoking. Quatro festas, uma por dia, para lembrar os tempos de glamour do Rio e homenagear os que fizeram história. E o cenário é do mesmo arquiteto Gilles Jacquard que fez o Hippopotamus. Décor luxuoso, paredes em dourado envelhecido, sofás em toda a volta, assim como as mesas, que rodeiam a pista de dança, onde o som é mais alto que no restante da casa, para permitir que as pessoas também possam conversar…

Em uma parede da La Boite, caricaturas de 15 personalidades, by Chico Caruso. São pessoas que fizeram a noite do Rio e tanto a divulgaram. Ricardo Amaral, Katia Vita, Gilles Jacquard, Zózimo, Ibrahim Sued e esta bloguista (blogueira + colunista) que vos fala. No bar, fotos de época, tiradas por Ronaldo Câmara e Antonio Guerreiro, cerca de 100 delas. Tem Carmen Mayrink Veiga, Thereza Souza Campos, Paulo Marinho. Tem até o Antonio Guerreiro com o Pedrinho Aguinaga, ainda garotões e bonitões. Uma também do Nelsinho Motta e Marília Pêra, in love, dançando em uma boate carioca…

Dois outdoors inéditos e belíssimos, de uma fotógrafa americana que morou no Rio na década de 40, retratando o calçadão de Copa, com a Praça do Lido e o trânsito ainda em mão única, estarão na vitrine, do lado de fora. São fotos cedidas pelo colecionador George Ermacoff. Os uniformes das 12 pessoas, entre garçons, porteiros e maitres, foram feitos por Luiz Freitas. Um lugar para encontrar e dançar, com setlist e muito flashback. Tudo cuidadosamente pensado por Catito, com seu traquejo de grande frequentador da noite no mundo todo, que foi e é…

A promoter Anna Maria Tornaghi está à frente das festas de inauguração. Ela convidou, de A a Z, os vips de ontem e de hoje. A lista dos quase 500 convivas mistura gente das artes, como Laura Cardoso, Erasmo Carlos, Christiane Torloni; gente da moda, como Lenny Niemeyer e Letícia Birkheuer; gente do high, como Marco Antonio Alencar, Juju e Hans Müeller, Monica e Ricardo Faria; gente do entretenimento e da gastronomia, como José Hugo Celidônio, Mario Priolli (Canecão), Flavio e Joãozinho Ramos (do Jirau); gente de todas as praias, como Sylvinha Martins, Tanit Galdeano, Claudia Jimenez, Silvia Pfeiffer, Sylvia Bandeira, Ana Botafogo, Isabela e Luiz Felipe Francisco, Marcia e Paulo Müller, Luiz Eduardo Índio da Costa, Maria Geyer, Mila Moreira, Antonio Neves da Rocha. Agora é rolar a roleta pra acertar quem foi convidado para qual das quatro noites…

Nas três fotos de Antonio Guerreiro, um dos ambientes da La Boite, com a minha caricatura na parede ao fundo, by Chico Caruso. Fotos fresquinhas, fresquinhas, de agorinha há pouco…

guerreiro DSC05963 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

O cartaz da entrada sugerindo que a casa é apropriada para maiores de 40 anos e os motivos

guerreiro DSC05957 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

Catito entre as fotos e a minha caricatura

guerreiro DSC05951 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

Catito Peres e Gilles Jacquard

Nesta outra sequência de fotos, de Ronaldo Câmara, personagens do high dos anos 60, 70 e 80 e que hoje será “reinaugurada” por Catito. Essas fotos fazem parte do mural no La Boite

Hilde 2 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

O saudoso Jorginho Guinle com Lúcia Pedroso e Laís Gouthier

Hilde 3 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

Karmmita Medeiros, Bernardo Paz (dono do Instituto Inhotim) e Anna Maria Tornaghi

Hilde 1 La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

Marta (Surerus) e Erick Waechter

2 ideias sobre “La Boite abre hoje bombando e lembrando os personagens de uma época de ouro do Rio

  1. Ele deve estender essa ideia para a zona Norte do Rj aqui não há opção para esse público vai ficar rico !
    Eu mesma prefiro ficar em casa a ter q ir a uma balada com garotos de 20 30 anos sem saco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *