Italianos torcem por Agnelli

A notícia que publiquei aqui dando conta da possibilidade de Roger Agnelli seguir carreira de homem público repercutiu também na Europa, de onde recebi manifestação de alguns amigos italianos do executivo, pedindo-me que transmita a ele que estão todos “numa grande torcida”…

Eles são os Riva, quarto lugar no mundo em siderurgia, os Bagnasco e os Gardenghi, que trataram de enviar a notícia desta colu-blog para outro admirador do ex-presidente da Vale, Ferrucio de Bortolo, diretor do Corriere della Sera, que tantas páginas já escreveu sobre Agnelli, na parte econômica do jornal…

A torcida também é para que Tito Botelho Martins, próximo presidente da Vale, empenhe-se numa política administrativa em que o Brasil não perca o espaço conquistado no cenário do mundo, no mercado de minério…

Com referência às declarações do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma de que o Brasil deve exportar equipamentos siderúrgicos, esta é uma discussão para mais tarde, já que, basicamente, os que sabem do mercado acham que o Brasil não pode competir com seus compradores e temem que, se fizermos siderurgia aqui, as de fora não vão comprar minério da gente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *