Daqui a pouco, o mais badalado dos casamentos gays, com direito a chá!

O padrinho Carlos Minc já selecionou o colete e o desembargador Siro Darlan já escolheu, em sua coleção famosa de gravatas exóticas, a que ele vai usar, daqui a pouco, no Parque Lage, no casamento que vai celebrar, unindo o fundador do Grupo Arco-Íris, Claudio Nascimento, e seu companheiro, João Silva. Diante de 18 padrinhos, eles vão assinar o pacto de união homoafetiva. E, em se tratando de padrinhos, Cláudio, que hoje ocupa o pomposo cargo de Superintendente de Direitos Individuais e Coletivos da Secretaria de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro, soube escolher bem. Além de Minc, a secretária de Cultura Adriana Rattes também estará entre eles…

Durante a cerimônia, Zezé Motta vai recitar o Soneto de fidelidade, de Vinicius de Moraes, e cantar Eu sei que vou te amar. Também cantarão, Leila Maria e Jane di Castro. Depois, os noivos oferecem um chá aos 300 convidados. Tudo com muita classe. Nada de bebida alcoólica a rodo, só um brinde com espumante e o bolo. Não faltarão, é claro, os bem-casados distribuídos à saída…

Claudio foi o primeiro funcionário público do Estado a merecer a licença gala para casamento, em se tratando de parceria homossexual. Afinal, ele é coisa pacas no mundo dos gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. Ele também preside o Conselho Estadual dos Direitos LGBT do Governo do Rio. Quanto ao outro noivo, João, é assistente social e militar da Marinha. A grande expectativa é se João usará a farda de gala, como soi acontecer em casamentos de gente da arma. E haverá cadetes na porta cruzando as espadas?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *