Cárcere privado, uma curta e triste novela carioca

Senhora muito querida da Sociedade carioca – da Zona Sul e da Emergente da Barra – antes muito ativa e presente nos eventos, vive nos últimos tempos praticamente em cárcere privado em sua própria casa, impedida de se comunicar com o mundo exterior pela nora megera, que se transferiu para a residência com armas, bagagem e marido, que não apita nem pia.
 
A senhora, agora idosa e adoentada, não tem como reagir. Os amigos, indignados e com razão, contam que não conseguem ser atendidos por ela ao telefone e, ao tentar visitá-la, são barrados na entrada do condomínio na Barra. O grupo do terço, tristíssimo com as ausências dela, que vale seu próprio peso em prata e o de seu coração em ouro.
 
Rezemos por ela!
A foto é apenas uma ilustração simbólica da situação opressiva

10 ideias sobre “Cárcere privado, uma curta e triste novela carioca

  1. Falta de humanidade, a velhice e muito triste pra alguns Hilde, às vezes tenho medo e dúvidas com incertezas de não saber se terei alguém pra cuidar de mim, servimos enquanto temos saúde e dinheiro, e mesmo com dinheiro a debilidade da velhice nos deixa à mercê de pessoas como essa megera.

  2. A violência em nossa sociedade contemporânea chega a requintes inimagináveis até um tempo atrás. Crianças, mulheres e idosos – cada qual com seu papel no mundo – sempre foram venerados e respeitados. Hoje…

  3. A velhice o que deveria ser um ciclo de vida tranquila, de respeito e digna às pessoas que chegam na maturidade e cheia de sabedoria, são tratadas como se fossem um embrulho a ser descartado. Em sua hora derradeira, de tudo que o ser humano conquistou ao longo de sua vida em dois tempos vira nuvem de fumaça, as suas recordações, as amizades e bens materiais. Uma lástima!!!

  4. Hilde, os amigos devem invocar o Estatuto do Idoso, tendo em vista a omissão do próprio filho. O fato de ser privada em ter contato com eles, já configura crime. Se ela não tem outros filhos, o que parece ser um fato, urge uma providência. Infelizmente isso tem ocorrido com frequência, em todas as classes. Muito triste!

    • Que amigas são estas que ainda não ligaram para a Delegacia da Mulher ou para a Polícia? Cárcere Privado é Crime! Ganância também. Mau caráter então nem se fala! Divulga o nome da MEGERA!!!

  5. Amiga Hilde, esta luz vinha sempre em minha loja me ver e eu ia sempre a sua casa. Era muito minha amiga. Tentei por inumeras vezes contato e nao consegui. Por diversas vezes ela me dizia que este era o seu medo…. Diabólicos!!!!! Hilde Obrigada por este desabafo!!! Amada L………y, te amamos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *