ABÓBORA À FADA MADRINHA MARIA E À PRINCESA THAÍS

Quando eu era pequena,  meu sonho era ser a Cinderela. Só falava disso. Mamãe, que era uma mulher inteligentíssima, foi na feira e comprou uma abóbora enorme, a maior que encontrou, inteirinha, igual àquela que virou carruagem, e deu ela só pra mim! Eu passava o dia grudada na abóbora. Virou minha cadeira. Meu banquinho. Onde quer que eu fosse, lá ia minha abóbora. Se mamãe ia visitar minha avó no Jardim Botânico, ia eu no Fusca e minha abóbora junto. Punha a abóbora ao lado do fogão, sentava em cima e ficava conversando com vovó Chiquinha, enquanto ela esquentava torrada fininha na frigideira pra mim (assim ela fazia torrada, e havia estoque permanente na frigideirinha na boca do fogão, o dia todo). Esse foi meu jeito de ser Cinderela criança. Mas minha abóbora da infância, por mais que eu a chocasse, jamais virou carruagem… ;-(

Porém, a chef chic Beth Winston tem outro jeito de fazer de uma abóbora uma verdadeira carruagem, sem ter que, na falta de uma varinha de condão, passar o dia inteiro sentada em cima, tentando “chocá-la”…

É uma receita criada por Beth, que hoje homenageia Maria Geyer, a fada madrinha daqueles que ela ama, e Thaís Araújo, a bela princesinha que embeleza o high carioca, desde que foi incorporada por Maria ao seu grupo de amigos…

Abóbora Recheada com Creme de Lagostim à la Maria Geyer e Thaís Araujo

Ingredientes

Refogado (molho Bechamel)

Azeite

Manteiga

1 (uma) xícara de cebola branca picada s/ água

1 (uma) xícara alho picado

1 (uma) xícara de cebolinha picada (parte branca e verde)

1 (uma) xícara de 3 (três) pimentões: vermelho / verde / amarelo picados

1 (uma) xícara de alho porró

1 (uma) xícara de aipo picado

2 (dois) copos de requeijão (Poços de Caldas)

deixá-los refogar “al dente”.

Modo de preparar

Cortar a tampa da abóbora e retirar o excesso do miolo, depois levá-la ao forno, retirando após uns 20 minutos.

Em seguida,  forrar o interior da abóbora com catupiry e colocar manteiga com sal, sal grosso refinado e pimenta do reino.

Encher a abóbora com o refogado de lagostim, pincelar toda a abóbora com manteiga, colocar a tampa da abóbora e pincelá-la com manteiga e depois levá-la ao forno por 40 minutos em banho Maria ou até amolecê-la internamente.

Forro do fundo da abóbora:

2 (dois) copos de Queijo Catupiry

3 (três) colheres de manteiga com sal

Sal grosso refinado a gosto

Pimenta do reino a gosto

Acompanhamentos / Sugestões

arroz branco

arroz de côco

arroz de salsinha

arroz de jasmim

01 – Cortar a tampa da abóbora e retirar o excesso do miolo, depois levá-la ao forno e retirar após uns 20 minutos

02 – fazer um refogado com azeite, manteiga, alho picado, cebola branca picada s/ água, pimentão vermelho, verde e amarelo, alho porró e aipo picado, cebolinha picada (parte branca e verde) e deixá-los refogar “al dente”

03 – depois colocar o lagostim e mexer bem

04 – acrescentar o molho bechamel previamente preparado

05 – adicionar 2 (dois) copos de requeijão

06 – misturar bem o refogado

07 – forrar o interior da abóbora com catupiry e colocar manteiga com sal, sal grosso refinado e pimenta do reino

08 – encher a abóbora com o refogado de lagostim

09 – pincelar toda a abóbora com manteiga

10 – colocar a tampa da abóbora e pincelá-la com manteiga e depois levá-la ao forno por 40 minutos em banho Maria ou até amolecê-la internamente

11 – abóbora pronta com arroz branco

Beth Winston e sua abóbora de transformar Cinderela em Princesinha

Fotos de Marco Rodrigues (Montagem com Beth, foto de Antonio Guerreiro)

2 ideias sobre “ABÓBORA À FADA MADRINHA MARIA E À PRINCESA THAÍS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *