A fofoca que incendeia Saint-Tropez neste verão

Atenção, brasileiros, que descobriram agora os encantos de Saint-Tropez: tem uma grande fofoca no café-society mundial, que escapou aos ouvidos da mídia neste verão europeu e a Vanity Fair de outubro vai revelar. Envolve uma controvérsia que está correndo na Riviera Francesa, ao longo de Pampelonne Beach, uma faixa margeando o Mediterrâneo, ao sul de Saint-Tropez, onde oficiais municipais resolveram adotar uma política de preservação da área pedindo demolição de quase todas as construções na orla, e isso inclui alguns dos mais  famosos clubes e restaurantes de frente pro mar, como o famoso Club 55, au sécours!

A notícia estourou como uma bomba junto aos donos de bares, restaurantes clubes e hotéis da orla, bem como de sua bilionária clientela, que está absolutamente injuriada, e foi deflagrada a guerra contra a prefeitura de St.-Trop (é assim que os verdadeiramentes ricos e chics chamam Saint-Tropez).

Na contramão da indignação geral, Taki Theodoracopulos, o milionário grego, ex-playboy famoso no high mundial, dono da Taki’s Magazine e antigo frequentador de St. Trop, onde é amigo há mais de 50 anos  do badalado Colemont, dono do Club 55, declarou, se esquivando de entrar nessa briga: “Não tem muita coisa para defender. O Club 55 foi invadido por um bando de nouveaux riches! Eles que fiquem em Monte Carlo e Cannes e deixem St. Trop. para os antigos frequentadores, como eu e meu barco a vela, em vez de porcarias como Puff Daddy e seu super iate alugado que mais parece uma geladeira flutuante”.  Com a palavra o Puff Daddy…

 

bardot st tropez 2 A fofoca que incendeia Saint Tropez neste verão

Brigitte Bardot com o amigo Laurent Verges, no emblemático Club 55, no verão de 1973, em foto AFP/AFP/Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *