VOTE: AS MAIS BEM-VESTIDAS DO CASA COR 2012

Nesta semana, temos uma edição especial de As Mais Bem-Vestidas. Não poderíamos deixar passar em branco o jantar maravilhoso de inauguração do Casa Cor 2012, que contou a presença de belas, elegantes e charmosas da cidade. Confira a nossa seleção pra lá de especial, escolha sua preferida e não deixe de votar na enquete ao final do post e você pode votar quantas vezes desejar…

Lembrando que a eleição vai até quarta-feira (10)…

3,2,1…Valendo!…

[poll id=”3″]

18 ideias sobre “VOTE: AS MAIS BEM-VESTIDAS DO CASA COR 2012

    • Com certeza! O que vestem tem qualidade e elegância! São roupas diferenciadas e não aquelas que nós populares usamos para ir ao supermercado!

  1. é impressão minha, ou há duas candidatas com o mesmo traje? O vestido de Solange Medina é igual ao de Gloria S. Ribeiro., só diferem as cores!

  2. Para mim a mulher mais elegante do Rio é a Mariza Coser. Ela criou um estilo unico com seus vestidos tunicas que sao sempre espetaculares, alias quem é seu estilista?

  3. Não tem a menor graça ver quase toda semana algumas senhoras que estão vestidas com roupas que nós populares usamos para ir ao supermercado ganharem de outras com roupas maravilhosas porque dão um “jeito” de colocar votantes contratados para disparar na contagem! Isso nos deixa desanimadas, ver mulheres com trajes belíssimos perder para saia e blusinhas…

  4. Hilde, peço desculpas, pois v. gosta da Antonia Frering, mas o vestido dela parece roupa antiga, deve ter sido de sua mãe, e esta incrivelmente mais comprido na bainha, não agradou…

  5. Não agradou a quem? Pela votação, parece que agradou a muitos, de forma espontânea e não “orquestrada”! Pelo menos é um traje refinado e não uma saia e blusa comum!

  6. Aliás, acompanho sempre essas votações e vou dar alguns exemplos de injustiças feitas em razão doa tais votos “orquestrados”:
    1) Em duas semanas recentes a senhora Vera Tostes apareceu na lista com vestidos belíssimos, de alta classe , mas perdeu, numa delas, para um conjuntinho de calça e comprida lisos, sem nenhum charme;
    2) Numa dessas lista apontadas acima havia trajes elegantíssimos, de alta qualidade como o da senhora Sonia Romano, praticamente ignorado.
    Logo, qual é o diferencial, classe, estilo ou “arregimentação” de votantes?

    • Aa pessoas votam quantas vezes quiserem. Dody, se você torce por alguém deve se empenhar pela pessoa. Essa é a regra da internet. Não há marmelada. Não há como haver. O resultado não é sequer controlado pelo blog, é pelo WordPress. Se quisermos influir em algum resultado também temos que ficar lá apertando a tecla com nosso próprio dedinho. Não há mistério. O fato de um vestido ser a rigor, porém, não quer dizer que ele seja mais elegante do que uma roupa esportiva. Pode ser justamente o contrário. Cada um tem seu ponto de vista. Às vezes também discordo do resultado. Mas procuramos selecionar sempre pessoas que realmente merecem o título, por isso estão na lista.
      Beijos
      Hilde

      • Entendo,mas se fosse possível cada um apenas votar uma vez, como nos portais de notícias, ficando impedido de repetir voto, via identificação do IP, seria mais justo. Não me referi a trajes de gala.Há trajes estilos sociais,curtos ou semi longos de grande elegância. Várias vezes já apareceram aqui. Não vou polemizar mais. Minha identificação é real, pode ser encontrada via Google no Facebook ou Twitter. Sou responsável pelas minhas opiniões e não uso pseudônimo ou me escondo em nomes fictícios. Sou sua leitora há anos e como você, afirmo opiniões, que podem não ser as suas, mas são a minhas. Abraços.

  7. Concordo com comentario feito, o vestido da Sra.Antonia Frering é de coleção passada e estah com a bainha arrastando.

  8. Estamos votando na mais bem-vestida, e isso vale para a roupa em questão.Independe se a roupa é de coleção atual, se é vintage ou releitura de original, como é comum aqui no Brasil. O que não podemos é eleger como melhor vestida, diante de trajes classudos, belos e que possuam bom corte, confecção e originalidade, roupa de boutique sem qualquer diferencial. E ainda mais, sem analisar a conveniência do traje com o “cabide” que o sustenta. Idade, shape, adequação etc…

  9. É Hilde, o poder de arregimentação deu a vitória, entre tantos trajes espetaculares, à saia e blusa comum! Triste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *