Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução – final da série

Na década de 30, o recém-formado advogado João Pedro Gouvêa Vieira já despontava com um nome que ia fazer história de alguma maneira. Jovem, estudioso, muito alinhado e sempre atento às questões dos mundos empresarial e político, ele foi trabalhar no escritório do primo, José Nabuco, e logo se destacou entre os demais profissionais…

Em 1939, o jovem advogado selou o encontro de sua vida: casou com a elegante Cecília Almeida e Silva e, com ela, permaneceu casado até sua morte, em 2003. Essa união marcou a sociedade carioca como um exemplo de casamento perfeito, conjugando a fórmula família + amizade + amor + respeito…

Já casados, eles sempre estavam com suas respectivas famílias, em Petrópolis, para férias e fins de semana, numa época em que a cidade ganhava a cada dia mais ares urbanos. João Pedro queria um contato maior com a terra e com o verde. Foi então que ele chegou ao Vale do Cuiabá, distante o bastante de qualquer sinal da civilização…

Na época, no vale, não havia luz, as estradas recém-abertas eram de terra e as casas eram raras. Porém, o lugar era no mínimo esplendoroso. A temperatura, a vegetação exuberante, os rios e as muitas nascentes de água cristalina. A luz do sol atravessava por entre as montanhas, fazendo com que tudo ganhasse vida e se respirasse um ar privilegiado…

Poucas pessoas habitavam o vale, onde algumas famílias desbravadoras já tinham sítios para os finais de semana e férias. João Pedro descobriu ali o Sítio São José, que pertencia ao senhor português Lopes Fortuna. Uma área no começo do vale, perfeita para um casal que começava a construir uma família…

João Pedro amava a natureza e, aficionado da botânica, passou esses seus conhecimentos para todos os filhos. Ele gostava de preservar a mata em sua forma original, só adicionando a ela elementos para dar um toque, de forma que o belo fosse mais bem observado. Não era um agroempresário, embora no sítio houvesse pomar e horta, para um sustento local e muito conforto…

João Pedro e Cecília tiveram seis filhos: Maria Cecília, João Pedro Filho, Jorge Hilário, Eduardo Eugênio, João Francisco e Antonio Alberto. Todos cresceram no Vale do Cuiabá e aprenderam a amar o lugar, tal e qual o pai e a mãe. A infância dos filhos foi marcada pelas alegrias de uma vida no campo, a um modo inesquecível. Enraizou-se dentro deles uma paixão pelo lugar, uma paixão inabalável…

No começo dos anos 60, temendo por uma revolução social no país, o já então empresário do ramo petrolífero e também político, João Pedro, se desfez do Sítio São José. O casal ficou inconsolável e, logo, vendo que a revolução tomou rumos diferentes do que imaginavam, João Pedro e Cecília voltaram a procurar um outro pouso no Vale do Cuiabá…

Em pouco tempo, foram informados de que o casal Bento e Belinha Soares Sampaio queria vender sua propriedade no vale, o Sítio Santa Cecília. Foi uma opção dos Soares Sampaio, que queriam ir para Petrópolis, enquanto os Gouvêa Vieira desejavam voltar para o vale. Tudo certo, ainda mais porque a propriedade era um espetáculo. Os Soares Sampaio sempre foram conhecidos pelo seu bom gosto, verdadeiros estetas. Daí que a casa não podia ser mais bonita, de frente para um lago e com uma montanha ao fundo. Uma pintura! No interior, salas e quartos amplos e um pátio interno em estilo espanhol…

Era o que se poderia dizer, na época e até hoje, uma das mais bonitas casas de campo do país. A única modificação feita nela ao longo de todos esses anos foi a construção de uma varanda pelo arquiteto Jorge Hue…

O casal comprou a casa e uma nova vida repleta de alegrias começou. Nas lembranças muitas, a chegada dos netos e, em 1979, o casamento, ainda muito jovens, do filho caçula, Antonio Alberto, com Ângela Salles, na Fazenda Santa Cecília – um casamento que marcou uma geração, e eu vou contar agora aqui…

A cerimônia foi na fazenda , Ângela, vestida por Guilherme Guimarães, tudo perfeito. A festa marcou também a estréia do decorador português Pedro Espírito Santo, que, com simplicidade e extremo gosto, usou tecidos de algodão Bangu, nas cores branco e verde, e fez uma grande tenda de frente para o lago. Um dia especial, que inspirou diversos casamentos ao longo dos anos…

Em 1982, o senhor Sérgio Bahouth colocou à venda sua propriedade, ao lado da Fazenda Santa Cecília. O advogado e agora um dos empresários mais importantes do país, João Pedro Gouvêa Vieira, pode finalmente construir um condado onde, não só ele tinha sua casa, como todos os seus filhos poderiam desfrutar daquilo, sem precisar ter outro lugar para seus fins de semana. No ano passado, a família Gouvêa Vieira recomprou o Sítio São José, resgatando, além das terras, o valor afetivo daquele lugar…

Para os Gouvêa Vieira, as melhores cidades do mundo são para visitar, passear, conhecer, mas o que importa de fato é o Vale do Cuiabá. Essa paixão, esse amor, foram transferidos aos filhos e aos netos de João Pedro e Cecília, a matriarca, que passou seu aniversário de 91 anos, no ultimo domingo, cercada por todos, na Fazenda Santa Cecília, nesta sua fase de retomada. Uma vitória que nada derruba…

Bom lembrar que dona Cecília, sempre atenta às necessidades da comunidade do vale, criou creche, escola, levou técnicas de artesanato para as mulheres de lá, onde até hoje desenvolve um trabalho de responsabilidade social atuante. Na fazenda, ergueu uma capela, onde guarda as cinzas do senhor João Pedro Gouvêa Vieira…

No último janeiro, a família Gouvêa Vieira foi dragada, no meio da tragédia que se abateu sobre o Vale do Cuiabá, com o desastre natural que provocou a perda de vários membros da família Conolly de Carvalho. No entanto, forças tiradas desse profundo amor pelo Vale do Cuiabá, levaram os Gouvêa Vieira a iniciarem um processo de reconstrução da área, junto com as demais famílias residentes e empresários locais. De novo, pouco a pouco, o Vale do Cuiabá se ergue, com toda a pujança de sua beleza…

Sta Cecilia3 Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

staCecilia1 Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

StaCecilia21 Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

Acima, em três flashes , a Fazenda Santa Cecília

sitio Sao Jose 1 Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

O Sitio São José

sitio Sao Jose Moinho Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

Sítio São José Moinho

Fazenda Santa Cecília1 Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução   final da série

Fazenda Santa Cecília no casamento de Antonio Alberto e Angela Gouvêa Vieira

Uma ideia sobre “Vale do Cuiabá, paixão dos Gouvêa Vieira, em fase de reconstrução – final da série

  1. Gostaria de saber, se alguém possui o nome do pai, do tetra avô materno de Alberto Gouvêa Vieira Filho (1979), que chamava Jose Pedro Dias de Carvalho ? Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *