Um almoço de príncipes

O almoço em casa, hoje, de Pedro e Naná Paranaguá teve também o príncipe dom João de Orléans e Bragança. O programa não poderia ser mais família: reuniram-se para conferir as fotos e os comentários da viagem dos filhos Yasmin (dos Paranaguá) e João Philippe (do João), que acabam de chegar de um passeio europeu. Este namoro só não vai dar em casamento se Santo Antonio estiver de mau humor. Afinal, eles se amam de verdade. Não fosse assim, não teriam retomado sua love story com tamanha intensidade, depois de breve-brevíssimo interregno, em que o jovem príncipe até arrastou uma asa para a belíssima Maria Frering, e os jornais registraram…

Yasmin e João Philippe parecem feitos um para o outro, um casal su misura, termo que ela, que é do mundo da moda desde pequenininha, há de entender bem. Vocês sabem que Yasmin é neta da estilista nº 1 das bolsas lindas deste país, a embaixatriz Glorinha Paranaguá, e que seu tio, Cacá de Souza, foi o braço direito do costureiro Valentino a vida toda…

Não é só isso. Yasmin tem as histórias mais bacanas da nobreza do mundo praticamente na ponta da língua. Ainda no berço, tinha à disposição uma avó a lhe contar e recontar, quantas vezes pedisse, a mais encantada das histórias de reis e rainhas. A do rei da Inglaterra, Eduardo VIII, que abriu mão do trono, da coroa, do cetro, do manto de arminho e das joias, “que eram tantas que precisavam ser guardadas numa torre inteira, a Torre de Londres“*, pelo amor de uma plebeia, Wallis, “que tinha o nome parecido com o de uma baleia, Wales, mas era seca, um palitinho, praticamente uma Olívia do Popeye, e era até parecida com ela”**. Wallis ganhou o rei na inteligência, no charme, na elegância, no savoir-faire. E quando ele deixou de ser rei para se casar com ela, os dois passaram a ser duque e duquesa de Windsor. Eram muito amigos de sua avó (aqui, a Glorinha parava a história e mostrava para baby Yasmin aquela coleção de retratos capotantes, ela e o Paulo chegando nas festas europeias com os duques, os homens de casaca, cartola e luvas brancas)***…

Glorinha Paranaguá foi, de fato, uma das grandes amigas dos duques de Windsor. Assim como, quando Paulo serviu na Espanha, ninguém foi tão linda e tão jovem quanto ela e dançou um flamenco tão elogiado. E no Marrocos conquistou a amizade das mais poderosas princesas. Por isso, histórias de reis e rainhas, ocidentais ou orientais, destronados ou Sherazades, não há como a Glorinha para contá-las aos netos. E que venham logo os bisnetos, pois a memória dela continua ótima e só o que não vai muito bem são os nobres da atualidade, que não produzem mais histórias encantadas como as de antigamente…

* – Glorinha não disse isso. Quem diria seria eu, se contasse a mesma história a alguma criança, pois neta não tenho ainda.

** – O mesmo caso acima.

*** – Tudo imaginação minha, queridos…

yasmin Paranaguá Um almoço de príncipes

Yasmin e Joao Philippe

Fotos: arquivo meu blog e reproduções do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *