TAPETES COM URINA E SANDUÍCHE DE CEBOLA NO JANTAR NO CRUZEIRO DE LUXO, SOCORRO!

Quem está pensando em passar o próximo carnaval al mare, chateado com a sujeira deixada pela passagem dos blocos de carnaval nas ruas do Rio de Janeiro, que reflita melhor depois de ler o que vou contar abaixo…

É dramática a situação dos passageiros que resolveram passar o período de Momo a bordo de um navio, que está à deriva no Golfo do México, em um cruzeiro da empresa Carnival. Aflitos, eles transmitem as informações através de seus celulares. Os relatos impressionantes descrevem um quadro de horror a bordo, com tapetes ensopados de urina, esgotos descendo pelas paredes e sanduíche de cebola como única opção para o jantar.

Somando com os tripulantes, são em torno de 4.200 pessoas ilhadas no navio, desde domingo, quando houve um incêndio no motor e a energia elétrica passou a funcionar precariamente, sem ar condicionado, levando os passageiros mais calorentos a levarem suas cobertas para o convés e dormirem lá.

Filas para conseguir alguma coisa pra comer se alongam por quatro, cinco horas. Gente deixa nos corredores fezes em sacos plásticos. Digo, as pessoas mais criteriosas, pois outras, como já contei, fazem suas necessidades diretamente nos carpetes das áreas comuns.

Enfim, ontem – aleluia, irmãos! – chegou ao local o primeiro rebocador, iniciando uma lenta operação de arrastar o navio gigantesco até Mobile, uma cidade no Alabama, onde enfim é previsto ele aportar amanhã…

navio carnivalOs passageiros, coitados, todos no convés, onde também dormem, aguardando desesperadamente pelo reboque que os salvará desses dias de desespero, miséria, jantares com sanduíche de cebola e tapetes ensopados com urina, eca!

5 ideias sobre “TAPETES COM URINA E SANDUÍCHE DE CEBOLA NO JANTAR NO CRUZEIRO DE LUXO, SOCORRO!

  1. Nossa desesperador !!! Já fiz tantos cruzeiros pelo Caribe e costa brasileira maravilhosos. Provavelmente falta de manutenção e muito desrespeito com a vida dos nossos semelhantes…

  2. São cidades que dependem dos motores da nave para funcionar.
    Com a paralisação dos mesmos, a conseqüência é caos total.
    É lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *