SP-Arte, maior em artistas expostos, morna no astral e nas vendas

E vamos a mais alguns pitacos deste blog sobre a SP-Arte

1- Toda feira é um grande mostruário. Quanto mais diversificada e ampla melhor. Melhor para o alcance das variadas contas bancárias e olhares…

2- A SP-Arte continua sendo a maior feira brasileira, em artistas expostos e em galerias nacionais e de fora. Por aqui, ela ganha uma outra importância, uma vez que não temos tradição de visitação a museus e não temos também políticas de aquisição de acervo para instituições públicas…

3- As feiras não substituem, evidentemente, o caráter e a vocação pública da obra de arte, mas têm no Brasil essa importante função complementar…

4- A SP-Arte oferece a oportunidade de vermos de Calder a Waltercio Caldas; de Antonio Dias a Fontana; de Palatinik a Cruz Diez, Soto e Vasarely; de Richard Serra e Miró a Nuno Ramos, Cildo Meireles, Tunga e Ernesto Neto; de Rauschenberg, Tàpies, Christo, Man Ray a Nelson Felix, Gabriela Machado, Ana Holck, Marcelo Cidade e Angelo Venosa. Ufa!…

5- Essa pluralidade, que vai do grafite ao moderno, da arte popular à contemporânea, da pintura à escultura e à instalacão é formidável. Assim como possibilita a um colecionador estruturado encontrar um trabalho raro ou a um jovem começar a sua coleção com preços acessíveis…

6- A SP-Arte, nesse sentido, está cumprindo muito bem o seu papel. Apesar dos seus problemas ainda não resolvidos: sinalização clara, opções de alimentacão etc. Por exemplo, para se chegar no terceiro piso, pega-se uma escada rolante acanhada e suja. E por aí…

7- Algumas galerias optam por trocar toda a exposição diariamente, essa decisão não significa que “tudo foi vendido”, ok? Estratégia de comerciante…

8- A galeria White Cube é a vedete da vez… De resto, sem nenhum bairrismo de carioca, a feira está morna no astral e nas vendas. Se o Rio repetir o sucesso do ano passado, a Art Rio pode se firmar, mesmo, como o evento comercial mais importante do circuito nacional. Vamos ver!…

9- Por fim a “saia justa” do ICMS permanece. Parece que o benefício ficou restrito às galerias internacionais e às paulistas. Ou seja: as galerias dos outros estados ficaram de fora! Outro pequeno percalço é que, reiteradamente, têm acontecido furtos de celulares, Ipads etc. Chato!

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva SP Arte, maior em artistas expostos, morna no astral e nas vendas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *