Sérgio e Ignês, o casal Música no Museu conquista o mundo

A apresentação do projeto Música no Museu em Madri superou toda e qualquer expectativa. Parecia seu recente concerto na ABL: gente demais, gente voltando por falta de lugar, gente de pé, gente assistindo sentada no chão, cadeiras extras, vários bis, mais de 500 pessoas, quando a capacidade da superconceituada Casa da America é de 420 lugares. Leo Gandelman e  Maria Teresa Madeira arrebentaram! Presenca do embaixador do Brasil, Paulo Oliveira Campos, e sra., do ministro Pedro da Costa e Silva,  de Maria Rosa Calvo y Manzano, a maior harpista da Espanha, entre  outras tantas personalidades. Mais uma vez, a certeza de que o Música no Museu está consolidado na sua versão internacional. E a quem nós devemos isso? Ao regente desse projeto, Sérgio Costa e Silva, que criou a fórmula (hoje copiada por muitos) dos concertos gratuitos para o público, patrocinados, em endereços importantes da cultura. Ele foi (e é) insistente, dedicou-se, foi atrás dos “sim”, ignorou os “não” e assim tem seguido com o projeto que já conquistou todo o Brasil, agora ganha o mundo, divulgando o trabalho de nossos músicos eruditos e conferindo a eles o merecido reconhecimento. Bravo, Sérgio!

Importante registrar a presença, sempre, ao lado, de Ignês, companheirona, inteligente, mulher classuda, poliglota, que só acrescenta, dando todo apoio a essa cruzada internacional do marido. Bravo, Ignês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *