Saliência nos nomes de blocos e bandas

Carnaval é samba, é suor, é fantasia, é alegria e também é criatividade sem fim. Não foi à toa que Oswald de Andrade, no Manifesto da Poesia Pau Brasil, disse: “O carnaval no Rio é o acontecimento religioso da raça”…

Vejamos abaixo quanta criatividade existe nos nomes de bandas e blocos do Rio de Janeiro:

O negócio tá feio e o teu nome tá no meio // Banda do Catete //Largo da Mulher mas não largo da cerveja // Desliga da Justiça // Imprensa que eu gamo // Vai tomar no Grajaú // Calma, calma sua piranha // Bagunça o meu coreto // Balanço do pinto // Vem cá me dá // Entorta mas não cai // Vem que eu to duro // Dá cá tia // Parei de beber não de mentir // Espreme que sai // Deixa a língua no varal // Já comi pior pagando // Encosta que ele cresce // Pinto na perereca // Xupa mas não baba // Só o cume interessa // Se não quiser dá, me empresta //Suvaco de Cristo // Vem ni mim que sou facinha // Banda das quengas // Se me der eu como. Ai, ai, ai…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *