SAIBAM AQUI POR QUE NÃO CHUTO O BALDE…

Por que é que eu não desgrudo de vocês?

Meu marido, meus amigos mais próximos, minha família vivem me dizendo: “larga disso, Hilde, vai passear, viajar, desligar a cabeça, cuidar de você!”. E eu aqui, atracada nesse laptop, que carrego pra lá e pra cá, pra qualquer lugar do planeta que eu vá.

Porque, meus amores, o que efetivamente me dá prazer é saber que, do meu jeitinho, do meu tamaninho, estou fazendo o meu esforço para transformar o nosso mundo. Fazê-lo melhor.

E este mês, no último dia 3, fiz uma marquinha no meu escore contribuindo para desativar a cracolândia que florescia na Praça Cláudio Coutinho, no Leblon, comércio e consumo de drogas vicejando a olhos vistos, de noite e de dia.

A ação do poder público foi imediata – dá-lhe Prefeitura do Rio, a melhor que temos em muitos anos! – e o retorno dos comentários dos leitores também. Leiam aqui clicando no título do post CRACOLÂNDIA SE INSTALA NO CORAÇÃO MAIS DOURADO DO LEBLON!

Mas o comentário do professor César Parcias, da Academia ProForma, mencionada no texto da notícia, veio para meu email pessoal e foi o último a chegar.  Como se trata de um empresário diretamente atingido, em seu cotidiano e em seu trabalho, por tudo que ocorre na Praça Cláudio Coutinho, seu depoimento é bastante importante e impressionante, e eu o transcrevo:

“Grande jornalista Hilde,

Em nome dos moradores do Leblon e frequentadores da Praça Claudio Coutinho, gostaria de agradecer a nota colocada em seu Blog. A velocidade para demolirem o “quiosque do trafico”, foi surpreendente.
Torcemos para que agora, aquela praça, o saudoso Claudio Coutinho e os frequentadores, recebam o devido respeito. Por enquanto deixaram o “osso” da demolição.

Muito obrigado pelo carinho e atenção,
Prof. Cesar Parcias’

E eu, penhorada, agradeço o retorno dos leitores, que dessa forma me mantêm assim, grudada, coladinha, aprisionada a este meu vício de mudar o mundo. Mesmo que desta forma tão modesta.

Beijos, meus amores, nesta segunda-feira que, surpreendentemente, amanheceu ensolarada em Vancouver. Cidade linda, acolhedora, multicultural e charmosa no Canadá, em que chove todos os dias, e, por isso, costuma ser chamada pelos gozadores de “Raincouver”.
😉

Vancouver-Wallpaper-1Vancouver é assim, bela, jovem, pulsante e uma das cidades no topo do ranking das com melhor qualidade de vida do mundo, ar mais puro, água mais limpa, serviços públicos mais eficientes, povo mais cordial e culto, população reduzida, amplos espaços, gente de todo o mundo, muitos asiáticos – os estudantes brasileiros adooooooram Vancouver!

Vancouver_Panoramic-viewÀ noite, a cidade de Vancouver é assim, atraente, faiscante, provocante e… segura! Por isso a juventude adora estar aqui: livre, leve, solta e sem riscos maiores. Quanto à chuva, a temporada dela está terminando, chegou a primavera e agora tudo serão flores, ai, ai, ai…

13 ideias sobre “SAIBAM AQUI POR QUE NÃO CHUTO O BALDE…

  1. PARABÉNS HILDE, SE TODOS PENSASSEM COMO VC O MUNDO, CERTAMENTE, SERIA MUITO MELHOR!!! CONTINUE … BJS

  2. Amada Hilde, é sempre salutar ver vc engajada em causas mais abrangentes, como essa. É claro que todos dão ouvido sim, pois vc é verdadeira e sabe abordar com elegância e eficiência, os fatos. Sempre uma mestra! Nos mostrando com paciência e charme o ir e vir não só do carioca, mas de muitos brasileiros, em várias regiões do pais. O jornalismo é uma energizante cachaça vc sabe muito bem disso. E não dá mesmo para abandonar o barco em qquer situação. As idéias fervem em nossa cabeça e não tem como não externá-las. Somos reféns do nosso trabalho. Aguentando tantos percalços, engolindo sapo, aguentando desaforo de colegas mau criados, kkkk! Mas vale a pena sim insistir. Veja os veteranos jornalistas, Jânio de Freitas, Alberto Dines, Helio Fernandes, embora certamente cansados, desanimados até mas continuam lutando com exemplar garra diante do teclado como um inveterado ébrio que acampa num botequim que só sai dali enquanto não beber todas que aguentar. Não se esqueça disso. E para arrematar não esqueçamos de mestre Fernando Pessoa, “tudo vale a pena quando alma não é pequena”. Bjs te amo demais! Agora mais do que nunca quando começamos a delinear o crepúsculo no horizonte!!! Do seu muito antigo admirador goiano,

  3. Segura firme na alça deste balde, coloca seu laptop dentro e siga em frente pela estrada a fora que nos os anões estamos aqui para colaborar e agradecer todo este carinho que nos transmite nas horas que de você precisamos. Até a próxima. Parada… Grande beijo

    • Obrigada, querida, segura a alça aí que estou voltando… e bota a água no feijão também… 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *