PRADA E WES ANDERSON EM “DOCE” PARCERIA MODA & CINEMA… ABOIM E GILSSE CORRENDO POR FORA…

Encontrei ainda há pouco, no almoço dos Aboim, a Gilsse Campos, toda entusiasmada, falando do show que dará dia 3 de abril, no Salão Marlin Azul do Iate Club, com o fabuloso João Carlos Assis Brasil ao piano, e ela, no gogó, cantando Hollywood e contando histórias da moda no cinema.

No post anterior, vimos Christiane Torloni ser eleita A Mais Bem Vestida da Semana num pretinho básico digno de Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo. E a origem do basic black dress  (o ‘BBB do bem’) também esta no roteiro do show de Gilsse.

basic black dress surgiu justamente a partir daquele filme de Blake Edwards, não esquecendo que os figurinos eram de Hubert de Givenchy, o mestre francês trazido por mim/Instituto Zuzu Angel, ao Brasil/Rio de Janeiro,  para o I Congresso da Moda Brasileira, no mesmo 1995 de sua aposentadoria na moda…

Verdade é que cinema & moda vivem, desde sempre, um caso de amor indissolúvel. Assim como muitos artistas plásticos e estilistas costumam imprimir um estilo próprio às suas criações, não poderia ser diferente com os cineastas. Afinal, o cinema também é uma arte… risos…

Wes Anderson é um desses diretores com características bem peculiares e originais, não apenas em seus enquadramentos ou planos de cena, mas, em toda a estética. Quando assistimos a um de seus filmes, nos encantamos com os tons esverdeados e os beges que envolvem os takes, os figurinos retrô e as trilhas sonoras, que ondulam pela canção francesa dos anos 60.

Por essas e outras, Wes é um dos diretores mais cultuados da atualidade. Tamanho o impacto visual que consegue criar na tela do cinema, não demorou muito para uma grife de moda o convidar a dirigir um curta para uma campanha. Moda & Wes: o casamento perfeito!

Vocês já viram os lindos comerciais Dior de Sofia Coppola (filha do Francis Ford), outra diretora de cinema que prioriza a estética visual, para a campanha do perfume Miss Dior Cherie. Agora vocês assistirão ao curta metragem que Wes Anderson fez para Prada, em parceria com o produtor Roman Coppola (irmão de Sofia), dividido em três partes.

É a campanha do perfume Candy, um triângulo amoroso ao melhor estilo Jules et Jim, de Truffaut, com participação da atriz Léa Seydoux. Vejam que graça!

Os figurinos, claro, são todos da Prada.

Ah, meus blog-leitores eruditos, lendo e vendo Hildezinha vocês vão ficar cada vez mais cada vez…

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *