A DESASTROSA COLEÇÃO YSL DESFILADA HOJE EM PARIS! PARA A INDÚSTRIA DA MODA, POUCO IMPORTA O LEGADO DE UM GÊNIO

Não, este não é um post saudosista sobre os tempos áureos da moda. É apenas a constatação do declínio da indústria da moda atual. Hoje, pouco importa se Yves Saint Laurent revolucionou a moda feminina do século XX. Os grandes empresários só querem ver brotar a cor do dinheiro, nem que, para isso, tenham que jogar no lixo, da noite para o dia, anos e anos de história de uma marca icônica. É aí que está o grande erro.

Querem prova maior? Basta dar uma olhada na coleção de inverno da Saint Laurent, desfilada hoje, em Paris.

Há uma sucessão de erros no recente reposicionamento da marca no mercado. Tudo começou quando demitiram Stefano Pilati, que vinha realizando um bom trabalho há alguns anos como diretor criativo. Contrataram Hedi Slimane, que no passado já havia estado à frente da linha masculina da grife. Hum, ok. Mas não para por aí.  Depois, anunciaram que a maison mudaria de nome, de Yves Saint Laurent, para Saint Laurent Paris. A ideia partiu do próprio Slimane, que, segundo assessoria, desejava “restaurar a verdadeira essência e pureza da marca, respeitando seus princípios e ideias”. Por fim, nos deparamos com essa coleção grunge horrenda. As roupas são usáveis e bastante comerciais. Mas, entendam, isso não é Saint Laurent, não corresponde à história e ao DNA da marca. Se me dissessem que esta coleção foi apresentada pela Topshop ou pela H&M, eu acreditaria. Ou melhor, preferiria acreditar. Acharia natural. Mas a realidade é que esta coleção que vocês vêem abaixo, meus queridos, é Saint Laurent! Não é preciso ser um especialista em moda para notar o quão decadente isto é.

A tentativa de rejuvenescer a marca foi totalmente frustrada. Isso, não necessariamente, deve passar pela ideia de diminuir a idade de seu público alvo, mas sim, de trazer uma roupagem mais contemporânea à peças que estão associadas ao universo e à história dessa maison. Só que, ao invés de tentar transformá-la em algo contemporâneo e bacana, mudou-se totalmente a idade e o perfil de seu público alvo. Ao que parece, os vestidinhos de comprimento curto e as mini-saias cairiam super bem no corpo de uma adolescente, que, certamente, os vestiria em uma noitada. Mas não esqueçam que a mulher que veste Yves Saint Laurent é uma mulher madura, com, pelo menos, 30 anos de idade. E, certamente, este tipo de mulher não está à procura deste estilo de roupa…

Neste caso, ninguém sai ganhando. Nem o público alvo, nem os empresários…

Saint Laurent 1Certo que todos precisam ganhar dinheiro, mas não se pode renegar um DNA, um legado. É uma falta de respeito e total falta de visão dos próprios empresários que estão no comando destas grandes maisons. É claro que não temos mais Yves Saint Laurent, nem Christian Dior, nem Cristóbal Balenciaga. Para isso, temos novos estilistas, muitos deles talentosos e competentes, que carregam nas costas a difícil tarefa de comandar estas marcas. Difícil, pois há uma pressão terrível. Mais do que tentar resgatar os valores que seus fundadores deixaram, estes novos nomes precisam ceder às imposições do mercado de luxo, ou seja, dos grandes empresários da moda que detém das ações dessas marcas. E o que eles querem? Obviamente, vender.

Saint Laurent 2Saint Laurent 3Saint Laurent 4

Fotos via Style.com

6 ideias sobre “A DESASTROSA COLEÇÃO YSL DESFILADA HOJE EM PARIS! PARA A INDÚSTRIA DA MODA, POUCO IMPORTA O LEGADO DE UM GÊNIO

  1. Sem duvida o mau gosto e a disfunção visual não fazem sentido. Parecem uma mistura de roupas de thrift store com garage sale. Mulheres usando essas roupas na rua à noite provavelmente seriam detidas pela policia por suspeita de solicitação…já se foram os tempos de elegancia feminina hoje em dia é o trash chiclete que predomina.

    • MAIS DO Q CORRETA SUA OPINIÃO.
      NEM AS “MENINAS” DO “SALVE JORGE” USARIAM.
      JE SUIS DESOLÉ ! rssss

  2. Well a minha opiniao em relacao ao YSL e muinto simples! Como spokesperson para o Bergdorf Goodman por 10 anos e acho que YSL vai virar viral no market 4 fashion! Emillio Pucci que o grupo LVMH vai sair com pop-up stores world wide incluindo BR , isso mostra que grandes grupos estao tomando o market in fashion due 2 the fact que os designers nao tem $$$$ para investir, com isso vai se tornar + dificil para os designers fazeren o que queren pq todos estao se tornado Corp principalmente o mercado Asia & the US incluindo CK, Carolina Herrera,Oscar de la Renta, Michel Kors & so fort isso e o novo market in Fashion !!

    • Exatamente Gabriel, já vimos isso há tempos e comentei aqui. Acabou-se a era das estrelas da moda. Dos grandes nomes. Dos talentos. Agora é tudo no coletivo, equipe, e a mais baratinha possível. Eles compram a marca e fazem dela o que bem entendem. É marca + marketing + preço. Com isso fazem a moda que bem entenderem, não precisam criar, copiam o que já está na rua, botam uma novidadezinha em cima, lançam, e a “boiada” consumidora vai atrás, achando lindo o que mesmo horroroso está. A época do belo, do original, do refinamento, da criatividade, do talento já passou. Agora moda é exclusivamente business.
      O consumidor tem que ter muito olho e muito bom gosto para comprar certo nesse mercado de ofertas “espantalho”. 😉

  3. Também acho que que a nova coleção se distanciou do estilo original da marca. A maturidade e elegância presentes deram lugar a algo jovem e comum na atualidade, claro, a coleção esta legal algumas peças ao menos,mas essa transição ficou muito evidente. eles até tentaram amenizar colocando peças tradicionais da marca como o Le Smoking ,mas só fez ser mais visível essa quebra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *