Os 98 anos da grande dama Mello Leitão

De cadeira de rodas, bem vestida, bem penteada, cheia de joias, enfermeiras e acompanhantes, Regina Mello Leitão festejou com almoço seus 98 anos, na casa da Urca, com presença do filho poderoso, Sylvio, o big boss do jornal A Tarde, que veio de Salvador. Convidados eram poucos. A família apenas, e a Carmen Sylvia Peltier, afilhada de Regina, com o marido, Humberto Tanure. Eles se casaram lá na casa. Até o cardápio era baiano: bobó de camarão.  Regina continua feliz e bem cercada, mas não é a mesma pessoa desde que, há dois anos, levou um tombo em Paris, em frente ao Plaza Athénée, e ficou dependente dos acompanhantes. Para uma mulher ativa e cheia de vida como ela era até então, foi um impacto muito grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *