OOOOOOH! NORMA…

Morreu Norma Bengell…

NORMA

Era linda, talentosa, inteligente, engajada, intensa, doida, ousada, politizada,
de esquerda, porra louca! Norma era todas as mulheres em uma…

Era a nossa Brigitte Bardot, só que MUITO melhor…

Era a nossa Jeanne Moreau, só que mais bonita ainda…

Era a nossa atriz ao estilo La Dolce Vita de Fellini e MUITO mais…

Em 1959, estreou no cinema interpretando Brigitte Bardot em O Homem do Sputnik, filme estrelado por Oscarito e dirigido por Carlos Manga.

Mas a consagração veio em 1962, em Os Cafajestes, o primeiro e impactante longa de Ruy Guerra, em que Norma protagonizou o primeiro nu frontal do cinema brasileiro, rolando nas areias da praia! O choque foi tanto, que a Igreja Católica pediu ao até então governador Carlos Lacerda que retirasse o filme dos cinemas… A projeção só voltou ao circuito após sofrer alguns cortes.

No mesmo ano, interpretou a prostituta Marli no único filme nacional vencedor da Palma de Ouro em Cannes: O pagador de promessas, de Anselmo Duarte.

Ao lado de Odete Lara, protagonizou outro clássico, Noite vazia, de Walter Hugo Khouri.

Foi show girl de sucesso dos shows apoteóticos e emplumados de Carlos Machado.

Gravou Bossa Nova com sua voz meio rouca, morna, sensual.

Dizem que foi impedida de cantar em um show na PUC-Rio por defender o uso da pílula anticoncepcional.

Fez chanchada, cinema novo, cinema italiano e francês!

Dirigiu O guarani, filme péssimo, mas quem liga?

Namorou ninguém menos que Alain Delon!

Foi casada com um italiano lindo, o ator Gabriele Tinti.

Era, também, homossexual!

No teatro, fez Nelson Rodrigues.

Sua ousadia lhe causou alguns problemas. Foi perseguida, presa e até sequestrada por militares na época da Ditadura Militar, durante a temporada do espetáculo Cordélia do Brasil, peça de Antônio Bivar.

Tá bom pra vocês ou querem mais?

Norma foi e É a maior diva do cinema brasileiro!

Além de tudo isso, eu a considerava uma amiga solidáriana luta da minha família. O que sempre demonstrou ser. Nos piores momentos.

R.I.P Norma Bengell

NORMA1NORMA2

Fotos e vídeos: reprodução

5 ideias sobre “OOOOOOH! NORMA…

  1. Linda reportagem, adorei, uma viagem no tempo através da obra de uma grande artista. Sugiro, para completar, a belíssima gravação que ela fez com Dick Farney de um clássico da bossa-nova, Você. Luiz Eurico.

  2. Era amiga de meu pai, João Bulcão Mello.Considerava-a de uma beleza e presença estonteante .Ele me contou histórias de Norma, algumas muito engraçadas, como a com Rock Hudson, no Copacabana Palace.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *