O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

A exposição Tarsila do Amaral – Percurso afetivo traz de volta à cena carioca uma individual da artista modernista ao Rio depois de 43 anos. No CCBB, com curadoria de Antonio Carlos Abdalla, a exposição reúne 85 obras de Tarsila e fica em cartaz até o dia 29 de abril. Além das telas da artista, a mostra reúne peças pessoais de Tarsila, como pinceis, espátulas e um Moleskine com desenhos e anotações cedidos por sua sobrinha-neta, Tarsilinha. Tarsila perdeu a única filha, Dulce, e também a única neta, Beatriz…

Paralelamente, à mostra, outros eventos vão lembrar Tarsila. Amanhã e quinta-feira, acontecerão debates com a participação de Aracy Amaral, Maria Alice Milliet, Camilo Osório e Fernando Cocchiarali

Tarcila 75341 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

João Ataliba de Arruda Botelho e Tarsilinha

Tarcila 75011 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

Edson Celulari confere Antropofagia, uma das telas mais significativas de Tarsila

Tarcila 7505 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

As colecionadoras Cookie Richers e Hecilda Fadel

Tarcila 7530 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

Carlos Alberto Vieira, do Banco Safra

Tarcila 7529 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

Antonio Carlos Abdalla, curador e guia da expo

Tarcila 7515 O Rio recebe individual de Tarsila do Amaral após 43 anos

Uma panorâmica da exposição

Fotos de Sebatião Marinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *