O Cabaret obrigatório de José Possi Neto

De volta da França, para onde levou ao Casino de Paris o espetáculo Samba, com as cantoras Zizi Possi, sua irmã, e Paula Lima, o diretor José Possi Neto prepara-se para estrear no Rio, sexta-feira, no Oi Casa Grande, seu Cabaret

Com coreografia de Anselmo Zolla, o show na capital francesa, que no Brasil teve o título Samba, suor brasileiro, brilhou com a participação de 18 bailarinos da companhia Studio 3 e da orquestra de percussão de Felipe Venâncio

Aos 64 anos, arredio aos holofotes, o paulista José Possi Neto é um dos mais prestigiados diretores de teatro do país. Formado em crítica e dramaturgia na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, foi diretor da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia e diretor de diversos musicais de sucesso…

Com Possi Neto na direção, já subiram ao palco, Beatriz Segall, Marília Pêra, Fernanda Montenegro, Nathália Timberg, Marisa Orth, entre outros grandes nomes da cena. Os shows musicais são marcantes em sua história profissional. Já dirigiu Maria Bethânia e todos os shows da irmã Zizi Possi

Criou em São Paulo um musical inspirado na Geni da música de Chico Buarque. Dirigiu consagrados, como Irene Ravache, no espetáculo Filhos do silêncio, e Paulo Autran, em Traições. Foi em 1983, a partir de Band-Aid, que José Possi passou a ter seu nome vinculado ao mundo da dança e do musical…

Em 84, vieram muitas premiações, com a montagem da peça De braços abertos, com Irene Ravache e Juca de Oliveira. Esther Góes foi dirigida por ele em Santa Joana; Glória Menezes e Tarcísio Meira, em Um dia muito especial; Marieta Severo, em Ligações perigosas. Outra importante montagem com direção de José Possi Neto foi Lobo de Ray-ban, tendo como intérpretes os ótimos Christiane Torloni e Raul Cortez

Cabaret estreia nesta sexta-feira no Shopping Leblon, com espetáculos de quinta a domingo, até o dia 10 de junho. Na segunda-feira, 2 de abril, haverá sessão especial só para convidados. Com produção geral de Sandro Chaim, o espetáculo, que lotou o Teatro Procópio Ferreira em São Paulo, deverá entrar em temporada popular no Carlos Gomes, antes de seguir em turnê pelo país…

Com texto de Joe Masteroff adaptado por Miguel Falabella, o musical levou as plateias paulistanas ao delírio com a performance apoteótica da atriz-cantora-dançarina Claudia Raia, interpretando a prostituta e cantora Sally Bowles, personagem que ficou famoso quando interpretado no cinema por Liza Minelli

Com a direção do talentoso Possi Neto, Cabaret faz-se um programa obrigatório para os aficionados dos musicais…

José Possi Neto Foto de Caio Galluci O Cabaret obrigatório de José Possi NetoO diretor José Possi Neto

(foto de Caio Galluci)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *