Nota 10 com louvor para a abertura dos Jogos Militares

O Rio de Janeiro ontem passou com louvor em seu primeiro teste para os grandes eventos mundiais esportivos. Com presença da presidenta Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, foram abertos os V Jogos Mundiais Militares do CISM. Começaram às 4 da tarde, no Engenhão, com boa parte das arquibancadas e cadeiras ocupadas. A organização do evento fechou algumas ruas próximas ao estádio e o policiamento, feito pelo Exército e por voluntários, direcionava os espectadores para os portões principais. Tudo na maior segurança e organização…

.

Os jogos acontecem desde 1948 e pela primeira vez são realizados no Continente Sul Americano. Além de esportes tradicionais, há também os esportes militares. São 11 países participantes com transmissão para 130 países…

.

Vou contar direitinho como foi. A festa começou com uma apresentação da Esquadrilha da Fumaça e as bandas militares, de Marinha, Exército e Aeronáutica, executando seus hinos. Em seguida, as bandas da Polícia Militar do Estado e do Corpo de Bombeiros. Marchas, fanfarras e um desfile que o público adorou…

.

Anunciada a presença da presidenta Dilma Rousseff, ela foi muuuuito aplaudida, e logo sucedida pela rainha das bandas militares, a dos Fuzileiros Navais, que adentrou o Engenhão com toda sua pompa e elegância. Um verdadeiro show de conjunto e formação. Um grande avião a jato passou sobre o estádio, finalizando assim a primeira parte da abertura. Tudo podia ser acompanhado também pelo telão…

.

A primeira emoção: o hasteamento da bandeira pela primeira aspirante a oficial indígena brasileira do Exército, Silvia Nobre Waiãpi, ao som do Hino Nacional executado pela Orquestra Militar do Brasil. Muito tocante! Na verdade, não foi a primeira emoção, foi a segunda. A primeira foi testemunhar a presidenta cantar in-tei-ri-nho o Hino da Bandeira, com a letra na ponta da língua…

.

Logo após, Dilma Rousseff, ao microfone, declarou abertos os V Jogos Mundiais Militares e foi ovacionada! E se alguém tinha alguma dúvida se ela havia conquistado os corações dos militares brasileiros não tem mais…

Houve uma grande projeção no chão do estádio, coberto de lona preta, com imagens dos primeiros mapas da formação do planeta até o mapa atual. A cada entrada de uma delegação de atletas, acendia-se no mapa mundi o desenho de seu país respectivo. Muito bem bolado e simples…

.

E lá vieram eles… Afeganistão, Alemanha, Coréia do Norte, Irã – com suas mulheres militares usando burca – as delegações enormes de Estados Unidos, França e finalmente o Brasil, todos unidos nos chamados “Jogos da Paz”. A representação Síria, trazia, além da bandeira nacional, uma bandeira com o retrato do presidente Basar Al Assad. Na tribuna de honra, Dilma conversava ao pé do ouvido com Cabral

.

O show prosseguiu com os Paralamas do Exército, ops!, do Sucesso, que interpretaram Soldado da paz. E para o frenesi geral foi apresentado o Mascote dos Jogos, Arion, criação do Mauricio de Souza, junto com a Turma da Paz. Depois foi a vez do sempre encantador Toquinho cantar Aquarela, enquanto crianças executavam movimentos sincronizados, criando desenhos e encenando alegorias. O ponto alto: a canção A paz, na voz de Zizi Possi, enquanto surgia no palco a figura de uma pomba que, graças aos efeitos especiais, levantou voo, enchendo os céus do Engenhão, sobrevoando a cidade e ganhando o mundo, até chegar ao Japão, conforme diz a letra da música…

.

O gran finale foi a entrada da “marron’ Alcione, com sua voz maravilhosa, contagiando até a presidenta Dilma, que entrou no coro de Não deixe o samba morrer. E não é a primeira vez que Dilma canta com Alcione. Isso já aconteceu no ano passado, em casa de Lily Marinho, na época da campanha – e esta cena, meninos, eu vi! Foi quando a viúva Roberto Marinho prestigiou a candidata com um almoço, apoio que naquele momento foi fundamental. A cantora Alcione, aliás, era a única artista presente ao almoço de Lily. E não foi por falta de convites. Atrizes, cantoras, cineastas, apresentadoras de TV… muita gente na época declinou do convite e preferiu ficar em cima do muro…

.

Durante a apresentação de Alcione, a presidenta Dilma deixou o estádio, seguindo a orientação da segurança. Uma grande queima de fogos encerrou a primeira noite dos V Jogos Mundiais Militares CISM. Foi uma abertura singela, patriótica e emocionante, numa preparatória dos grandes eventos esportivos que vêm por aí no Brasil

jmm3 Nota 10 com louvor para a abertura dos Jogos Militares

Sheila e o comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Julio Moura Neto

jmm Nota 10 com louvor para a abertura dos Jogos Militaresjmm1 Nota 10 com louvor para a abertura dos Jogos Militaresjmm2 Nota 10 com louvor para a abertura dos Jogos Militares

Os vários momentos da Pomba da Paz, com efeitos especiais de luz

Fotos de Sebastião Marinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *