No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: “Volta, Antonio!”

 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Isabel Bierrenbach e seu filho, Antonio Sicoli: Volta, Antonio!

Antonio fez três anos neste maio. Até há pouco mais de quatro meses ele era um menininho feliz. Filho de pais brasileiros, casados no Brasil, eles moravam os três em Los Angeles, onde o pai, Marcio Sicoli, era treinador de vôlei de uma dupla de americanas famosas, Walsh e May. Isabel engravidou lá e Antonio ao nascer foi registrado como brasileiro, já que até ano passado sequer green card possuíam. O casamento foi mal e, de comum acordo, a mãe, Isabel, voltou com Antonio para o Rio, onde vivem as famílias da mãe, os Bierrenbach, e do pai do menino, os Sicoli

antonio e isabel 015 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Antonio, filho de mãe e pai brasileiros, neto de brasileiros, foi levado pelo pai e a avó para os EUA, raptado, e agora o pai se recusa a devolvê-lo à mãe. Volta, Antonio!

Em dezembro, Marcio, o pai, veio passar as festas de fim de ano no Rio, com seus pais, e esteve o tempo todo que desejou com o filho, num clima de paz e amor total com a ex-mulher: escolhiam juntos a escola, o esporte que o menino praticaria. Tudo civilizadamente como deve ser…

Quando partiu duas semanas depois, Marcio pediu para levar Antonio, junto com a avó paterna, que ajudaria a cuidar dele, para passarem juntos as férias de janeiro. O menino tinha dois anos e meio e, em fevereiro, no início do período escolar, ele voltaria com a avó de Los Angeles, pois já estava matriculado na escola Carolina Patricio…

Bem, vocês sabem o que aconteceu: 48 horas antes do dia marcado para a volta da criança, Isabel recebeu da Corte de Los Angeles o comunicado de que o menino não voltaria, pois Marcio havia entrado com um pedido de guarda lá. A avó “prestativa” retornou sozinha, deixando lá o neto….

Isabel teve menos de 30 horas para constituir um advogado na Califórnia, onde conhece pouca gente e, com muito esforço, na hora marcada, 8h30m da manhã de lá, um advogado apresentou-se com os documentos necessários para representá-la na Corte…

Na Terça-Feira de Carnaval foi realizada uma audiência, via Skype, com Isabel participando de casa, no Rio de Janeiro, com advogada constituída, também no Brasil, para dar entrada na guarda da criança, o que já havia sido anteriormente discutido e o pai concordara que seria dela. Isabel e Márcio são brasileiros, moraram a vida toda aqui, portanto é essa a jurisdição do casal…

A partir desse fato, Isabel viu-se sufocada num turbilhão jurídico, envolvendo recurso do ex-marido, decisões provisórias do juiz, rogatórias de busca e apreensão, traduções juramentadas, diferentes âmbitos do Governo a recorrer, Ministério da Justiça, Secretaria de Direitos Humanos, num emaranhado complicado, apesar de o Governo brasileiro ter sido todo o tempo de total presteza e de a própria ministra Maria do Rosário ter declarado o caso como inédito, por envolver dois brasileiros…

Com toda a angústia de Isabel, a maior vítima é mesmo o menininho Antonio, que nada entende, vê-se abandonado pela mãe, sem saber o porquê, sem a avó que o deixou por lá, sem babá, sendo deslocado pra lá e pra cá, acompanhando o pai e a dupla de atletas em torneios pelo mundo todo, sem qualquer rotina ou vidinha saudável, como toda criança merece e deve ter…

antonio e bebel 21 No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

O menino Antonio, um botafoguense da estrela solitária, não estava aqui para ver seu time levar a Taça Rio e não vai abraçar hoje sua mãe, Isabel, no Dia das Mães. E nem sabe o motivo! Volta, Antonio!

Hoje, Isabel está na Califórnia, a três quarteirões do filho, lutando para vê-lo, tocá-lo, beijá-lo, neste Dia das Mães, e impedida disso pelo pai. Ontem, diante de um conciliador americano, ela levou horas tentando negociar seu Dia das Mãe, e viu Marcio Sicoli, o pai raptor, tirar do bolso um documento, já previamente elaborado, em que exigia que ela declarasse que ele era inocente do rapto, que fez tudo por amor e pela segurança (!!!) do Antonio, e que ela se comprometia a retirar todas as ações, já correndo na Justiça, de guarda, de divórcio etc. e que conversaria e decidiria tudo só com ele, que ela teria que tratar Antonio como cidadão americano e, por fim, teria que entregar a ele, o poderoso Marcio, o seu (dela, Isabel) passaporte!…

Tudo isso, somente para ver o próprio filho e poder estar com ele neste Dia das Mães!

É por isso que este blog apoia e endossa a campanha “Volta, Antonio!”, que caiu nas redes sociais, pegou “feito rastilho de pólvora”, repercute, emociona e está por toda a parte. Quem quiser abraçar a campanha acesse a página VOLTA ANTONIO, no Facebook, ou #VOLTAANTONIO, no TWITTER…

E para vocês se emocionarem e se mobilizarem ainda mais com essa história triste aí vai a carta de Bebel Bierrenbach, mãe do Antonio, escrita no dia de seu 3º Aniversário

Volta Antonio!

“Parabéns Bebezão!

Meu filho, 5 de maio de 2012!

O Bebezâo da mamãe está fazendo 3 aninhos!! Hoje você nâo entenderá, mas um dia mais velho irá compreender o porquê de a mamãe não estar hoje do seu lado para te ajudar a apagar a sua velinha! Se é que isso é compreensível..!

Estou longe de você fisicamente, mas ligada a você eternamente! O coração que bate dentro do seu peito foi primeiro ouvido dentro da barriga da mamãe, e o sangue que circula nas suas veias foi primeiro alimentado na barriga da mamãe!

Estamos conectados por um amor de mãe e filho que é imbatível, move montanhas, abre oceanos e se espalha por onde passa! Você é uma criança muito especial, amada por muita gente que nem imagina conhecer! Quero que você tenha um dia muito lindo, que seja a criança feliz e maravilhosa que você sempre foi e, se vc parar um minuto e pensar “ué, cadê a mamãe, por que ela não está aqui?!”, fique sabendo que eu queria e lutei muito para estar ao seu lado neste dia especial, mas infelizmente a mamãe não conseguiu.

Coisas de gente grande estão acontecendo que são muito difíceis de te explicar! Até para nós, são difíceis de compreender!!

Não fique bravo com a mamãe, eu não te abandonei e não irei fazer isso nunca, estarei presente na sua vida para sempre e nunca vou desistir de ter vc ao meu lado!

Parabéns, filho! Que seus 3 aninhos, sejam muito especiais e que você continue sendo essa criança alegre, simpática e linda que você é!

A mamãe está aqui, sempre pensando em vc. E já já estaremos juntos de novo!!!

Mamãe te ama muito! E está aqui sempre.

Mamãe Bebel”

E veja abaixo a mensagem de Isabel Bierrenbach para o Dia das Mães, gravada ontem

http://voltaantonio.com.br/

Isabel é filha de Henrique Bierrenbach, casado com a atriz Vera Vianna, que estrelou Toda donzela tem um pai que é uma fera, no Teatro Glaucio Gil, texto e direção do próprio, e Asfalto selvagem, no cinema, dirigida por J. B. Tanko, a partir da obra de Nelson Rodrigues.

—————————————————————————————

Concurso Vestido de Noiva No Dia das Mães, o nosso grito parado no ar é: Volta, Antonio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *