NÃO É SÓ A PELE DO PESCOÇO. O CÉREBRO TAMBÉM ENVELHECE, SOCORRO! MAS TEM JEITO, E A DRA. MARIELA VEM AO RIO ENSINAR, UFA!

Assim como o rosto ou aquela parte debaixo do braço, que faz bye-bye, o cotovelo, o joelho etc,. todo o resto do corpo envelhece, apesar de  muitas partes não nos incomodarem tanto, pois a gente não as vê no espelho, quando acorda e escova os dentes, nem ao entrar no elevador e dar de cara com aquele espelhão (socorro!) ou quando malha na academia.

Enfim, o envelhecimento não escolhe onde: ele ataca da sola do pé à raíz dos cabelos. E pior: atua também internamente.

Mas neste século 21 a gente envelhece muito “melhor” do que no século 20, e nem se fala se formos comparar com o século 19, isso é fato.

Agradeçamos tais avanços à ciência. E não estou falando das cirurgias plásticas ou dos tratamentos dermatológicos. Falo do saber científico de alto porte, aquele que a cada dia nos permite conhecimentos incríveis, fantásticos, extraordinários, que fazem da vida um eterno amanhã.

Assim, é cada vez mais comum ouvirmos frases como: “Setenta anos? Tão jovem, ela tem tudo para recomeçar a vida”. Ou: “Morreu aos 85? Mas com a vida toda pela frente, que pena!”. Sim, estamos nos acostumamos às mortes centenárias e aos recomeços septuagenários. A noite é uma criança.

Por tudo isso, conto os minutos para ir escutar, amanhã, na Associação das Empresas e Engenharia do Rio de Janeiro, a palestra da doutora Mariela de Oliveira Silveira, que pela sétima vez tem a láurea de receber o Awards For Excellence da Condé Nast Johansens, conferido ao Kurotel, Clinica Spa de sua família, da qual ela é a diretora médica. Uma coleção de prêmios na categoria Ciência + Luxo que acredito seja única no mundo.

É que a ciência praticada ali pela dra. Mariela e sua equipe é de ponta em relação a todos os grandes centros médicos internacionais. Isso é sabido e reconhecido. Ela falará a um grupo de convidados, na maioria diretores e donos de empresas de engenharia do Rio de Janeiro, sobre  “A influência do cérebro para a longevidade e felicidade”.

Pois, voltando ao comentário inicial, o cérebro também envelhece, queridos. Assim como a pele do nosso pescoço, que fica meio assim-assim, os neurônios também ficam. A memória. A capacidade de aprender, de criar… Mas tem jeito. A ciência está aí pra isso. É o que a gaúcha dra. Mariela vai nos contar em de-ta-lhes. Bem ex-pli-ca-di-nho. Com seu know kow de quem dá workshops no mundo todo.

É por essas e outras que eu não perco de jeito nenhum essa oportunidade.

E no dia seguinte vou ter a sabedoria da dra. Mariela só pra mim, pois vamos jantar juntas lá em casa. Isso não é o máximo?

Depois eu conto…

 

3 ideias sobre “NÃO É SÓ A PELE DO PESCOÇO. O CÉREBRO TAMBÉM ENVELHECE, SOCORRO! MAS TEM JEITO, E A DRA. MARIELA VEM AO RIO ENSINAR, UFA!

  1. Tbm quero, é bom começar cedo não é mesmo?
    Já marquei os dois quadradinhos ai embaixo para não perder nadica. rs
    Bom dia!…

  2. Hilde desculpe postar este comentario aqui, mas ontem a Guarda chegou em Paqueta com toda truculencia e recolheu quade todas as bicicletas e levaram pra Bonsucesso, o morador tera que retirar depois de pagar uma multa no deposito.
    Socorro Hilde… Socorrooooooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *