Morte de Marly Bueno repercute entre atores de Rei Davi

Alegre, culta, elegante, generosa e talentosa. São alguns dos adjetivos para definir a Marly Bueno que nos deixou a poucos dias do 10 de junho em que completaria 79 anos, geminiana inquieta que era. Deixa uma filha, Patrícia D’Angelo, dois netos, Stefano, 18 anos, e Micaela, quatro, e o sobrinho neto, Paulo D’Angelo, que morou com ela por 20 anos…

Marly passou mal quando se preparava para ir ao teatro assistir a uma das avant-prémières de Bibi Ferreira, no dia 29 de março. Estava feliz por rever Bibi no palco e por testemunhar a reabertura de um teatro, o antigo Terezão, sobretudo em Copacabana, bairro em que morava. Ela foi imediatamente internada para uma cirurgia de emergência. De então até a noite de ontem, travou uma luta contra a morte, que acabou perdendo. Vítima de uma infecção intestinal, Marly contraiu uma infecção hospitalar no Hospital Copa D’Or, que os médicos não conseguiram debelar, para choque e tristeza de todos…

Marly morava sozinha em seu apartamento, aqui ao lado do meu, há cinco anos. A filha e os netos também moram no Rio, no Leblon. E ela gostava de visitá-los e de ser visitada por eles. Típica mãezona de família, jamais descuidou, porém, do aspecto profissional e da atualização cultural. Frequentava assiduamente teatro e cinema. Não recusava trabalho. Seu contrato com a Record foi apenas para a minissérie Rei Davi, contudo Marly ainda alimentava a esperança de um contrato mais longo com a rede do Recnov, onde sentiu-se em casa trabalhando. Não houve tempo para isso…

Com muitos amigos, parentes e admiradores, serão dois velórios para Marly Bueno. O do Rio, amanhã, no São João Batista, em Botafogo. Depois, o corpo seguirá para ser velado em São Paulo, onde será sepultado sábado, no Cemitério da Consolação. Quem providencia os dois velórios é o sobrinho neto, Paulo, inconsolável: “Era uma pessoa linda, grande mãe, grande avó, uma pessoa maravilhosa que cuidava dos netos e se importava com os amigos. Começou a trabalhar aos 14 anos de idade. Uma perda enorme para todos nós”…

As gravações da minissérie Rei Davi terminaram no dia 20 de março, com a morte da Rainha Ainoã, vivida por Marly, no capítulo 15, que foi ao ar no dia 13 de março. Malvada, a rainha atormentou muita gente, principalmente a nora, Selima, de quem cobrava um neto para seu filho Jonatas, vivido por Claudio Fontana

Vamos ver o que alguns amigos falam sobre ela:

Marly Claudio Fontana JONATAS Michel Angelo 2 Morte de Marly Bueno repercute entre atores de Rei DaviClaudio Fontana, o Jonatas de Rei Davi, está em São Paulo, onde recebeu a notícia da morte de sua “mãe” na minissérie e levou um choque. Ele nos contou que conheceu Marly fazendo esse trabalho, mas que, como produtor teatral, sempre a teve como uma referência, com ela sempre citada por muitos como uma das melhores atrizes brasileiras…

Marly era uma pessoa elegante no modo de se vestir e ser. Era o oposto de seu personagem”, disse o ator, que nos conta que, após cada gravação de cena, brincava de dar nota a cada colega e a de Marly sempre era 10. Questionado, dizia aos colegas que era exatamente por ela conseguir ser em cena totalmente o contrário da pessoa doce e amiga que é, transformando-se em megera cruel…

Marly Edson Spinello Rei Davi Exibição Primeiro Cap. Michel Angelo 137 Morte de Marly Bueno repercute entre atores de Rei DaviEdson Spinello

Diretor da minissérie Rei Davi, Edson Spinello está arrasado com a notícia da morte de “sua atriz” Marly Bueno. Foi acordado hoje com a notícia e sequer sabia que ela estava internada. Emocionado, falou-nos de sua grande honra de trabalhar com aquela que considera uma das grandes damas do teatro brasileiro. Pode ver de perto uma profissional de imensa generosidade e dedicação ao trabalho, além de grande amiga. “Ficamos mais pobres hoje e a família Rei Davi, que se formou a partir da minissérie, está de luto”, ele nos disse, revelando que ontem, sem ainda nada saber, lembrou-se de Marly e lhe enviou um e-mail agradecendo pelo belo trabalho desenvolvido na minissérie…

Spinello lembrou a atriz extremamente disciplinada e confiante em seu trabalho de diretor, o que o deixava lisonjeado. Experiente, Marly transmitia segurança a todos do elenco e seguia à risca suas determinações, tanto que ele não conseguia imaginar outra Ainoã em cena…

Em uma cena em que a Rainha Ainoã precisava dar uma bofetada no filho, Marly disse ao diretor Edson Spinello: “Não consigo bater no Claudio”. Era assim a pessoa Marly com toda a sua generosidade e simplicidade, contou-nos o Edson

(Fotos de Michel Angelo/Record)

Marly BASTIDORES CASAMENTO DAVI E MICAL Munir Chatack 1 Morte de Marly Bueno repercute entre atores de Rei DaviAngela Leal e Marly Bueno na cena do casamento de Davi e Mical

Mal, muito mal com a notícia, Angela Leal mal consegue falar a respeito. Ficou realmente muito abalada com a perda da amiga: “Convivi muito com Marly e devo agradecer a Deus por tê-la conhecido e por ela ter sido uma pessoa tão iluminada, de uma elegância inimaginável”, falou às lágrimas Angela Leal

As duas atrizes se conheceram durante as gravações de Rei Davi e ficaram amigas como se fossem da vida inteira. Moravam perto uma da outra e iam juntas para os ensaios da minissérie. Angela soube que Marly estava internada e participava no facebook de uma corrente de orações para a sua melhora. Também foi pega pelo impacto, esta manhã, da triste notícia e lamenta muito. Muito mesmo. Angela está inconsolável…

(foto de Munir Chatack/Record)

Marly Rosamaria Murtinho e Maria Luiza de Mendonça PONTO FINAL de MARCELO TARANTO Fotos CRISTINA GRANATO  Morte de Marly Bueno repercute entre atores de Rei DaviRosamaria Murtinho e Maria Luiza de Mendonça (foto de Cristina Granato)

Maria Luiza Mendonça, mãe do ator Roberto Padula, o Cristo da Via Sacra dos Arcos da Lapa, é outra desconsolada com a morte da amiga Marly. No dia de sua internação, 29, haviam combinado comer, depois do espetáculo de Bibi, o inhoque da sorte. Maria Luiza teve um imprevisto, Marly outro, e não se viram mais. E agora essa triste notícia! Maria Luiza define Marly como “uma pessoa alegre, educada e de enorme coração”. Elas, que costumavam ir juntas às sessões do cinema Roxy, se conheceram durante a temporada da peça O pacto das 3 meninas, com direção de Ernesto Piccolo, em que Marly contracenava com Camilla Amado e a amiga comum de Maria Luiza, Rosamaria Murtinho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *