Ministra do Canadá foge ao circuito clássico para aprofundar relações

ministra das Relações Exteriores do Canadá, Diane Ablonczy, iniciou hoje uma visita ao Brasil, até o dia 31, que foge totalmente ao circuito clássico Rio de Janeiro – São Paulo – Brasília. Visando prospectar parcerias comerciais e de negócios em novas áreas do país, fora dos grandes centros, a ministra segue uma rota nada tradicional, visitando estados e municípios bem geridos e bem aquinhoados…

No roteiro está a pujante Minas Gerais, a dos minérios como bem diz o nome, com reunião agendada com o governador Antonio Anastasia, prefeitos de alguns municípios, representantes locais da Câmara Brasil-Canadá e parceiros da área de educação. É bastante expressivo o número de jovens mineiros que hoje escolhem oCanadá como destino para seus cursos de graduação e pós-graduação…

Depois, Diane Ablonczy vai ao Rio Grande do Sul, audiência marcada com ogovernador Tarso Genro em Porto Alegre, com o prefeito de Caxias do Sul e prefeitos de outros municípios gaúchos, parceiros na área de ciência, tecnologia e inovação, várias autoridades, e lideranças empresariais,  representantes da Câmara de Comércio e Indústria

A ministra de Estado canadense também visitará a cidade paulista de Barretos, onde fará uma visita de cortesia ao prefeito Emanoel Mariano Carvalho, visitará o Hospital de Câncer de Barretos e assistirá a uma competição internacional durante a Festa do Peão de Barretos, que é semelhante ao famoso rodeio de Calgary

Diane Ablonczy  Ministra do Canadá foge ao circuito clássico para aprofundar relações

“Estou ansiosa para sair da rota tradicional e explorar parcerias em novas áreas do Brasil, fora dos grandes centros”, diz a ministra Diane Ablonczy, para quem “o incremento das relações comerciais e de negócios entre o Canadá e o Brasil é das melhores formas de apoiar o crescimento econômico e fortalecer as comunidades”.

Ablonczy também declarou, na véspera de embarcar para o Brasil: “Estamos continuamente construindo relações interpessoais e relações institucionais entre os nossos dois países, a fim de fortalecer a nossa compreensão e cooperação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *