Joelho não deixa Cabral ir à Parada Gay

Apesar do mau tempo e do DJ fraco, que insiste no bate-estaca, a Parada Gay de hoje na Atlântica estava animada e alto astral, mesmo com menos gente do que nos anos anteriores. Sérgio Cabral pela primeira vez, desde que assumiu o governo, não foi dar pinta na parada. Foi representado pelo Carlos Minc, que justificou a ausência do governador, dizendo que seu joelho o estava incomodando muito hoje (o tempo virou, vocês sabem) e ele não pôde ir. Mas pediu para o Minc avisar que, ano que vem, ele vai estar presente sem falta. Minc fez um belo discurso e foi muito aplaudido pelo povo GLBT, que adorou seu colete com as cores do arco-íris. Outra coisa que a turma adorou aplaudir foi a menção ao microfone que o Brasil agora tem uma presidenta mulher. A vida gay é bela e colorida!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *