HOMENAGEM FUNDAMENTAL A LUIZ CARLOS RIPPER, UM ARTISTA TAMBÉM FUNDAMENTAL!

Hoje à noite, no Centro Cultural Correios, foi aberta a exposição A mão livre, Luiz Carlos Ripper.  Ele morreu em 1996, e faria 70 anos este ano. Já era mesmo hora de ganhar mostra panorâmica de sua produção, um acervo inédito, referência na história do teatro e do cinema brasileiros. São 200 croquis, desenhos e textos à mão livre, maquetes, fotos, filmes e documentos, na mostra que tem a curadoria da cenógrafa Lidia Kosovski, professora da Unirio…

Premiadíssimo, Luiz Carlos Ripper formava, com Helio Eichbauer e Marcos Flaksman, a Santíssima Trindade da cenografia nos anos 70. Foram dele, o cenário e o figurino do espetáculo Hoje é dia de Rock, que fez história no Teatro Ipanema. Ele marcou época também no cinema com Xica da Silva, Pindorama, Como era gostoso o meu francês, São Bernardo, Azyllo muito louco.  No teatro, em A China é azul, no mesmo Teatro Ipanema, Dorotéia vai à guerra, Torre de Babel, Avatar, El dia em que me quieras. Trabalhou com grandes diretores e atores como Cacá Diegues, Nelson Pereira dos Santos, Arnaldo Jabor, Fernando Arrabal, Fernanda Montenegro, Miguel Falabella, Marília Pêra, José Wilker, Dina Sfat, Ítalo Rossi, Zezé Motta, Walmor Chagas, um colar de muitas voltas…

Enfim, Ripper foi da grande safra do talento brasileiro, num de seus momentos mais inspirados e frutíferos, as décadas de 60 e 70. E fez por onde. Os que conheceram seu trabalho, devem ir visitar a mostra respectiva. Os que não conheceram vão ganhar muito com uma visita ao Centro Cultural dos Correios…

Exposição-Dina Sfat ItaloRossi

Exposição-ComoEraGostosoOMeuFrances

Exposição-HojeéDiadeRock1971f

2 ideias sobre “HOMENAGEM FUNDAMENTAL A LUIZ CARLOS RIPPER, UM ARTISTA TAMBÉM FUNDAMENTAL!

  1. Bela homenagem ao grande Ripper! Tive o privilégio de conviver com ele no Teatro Ipanema, era pessoa rara e artista extraordinário. A sua estreia na cenografia e figurinos foi em “Tem Banana na banda” (1970),no Teatro Poeira de Ipanema, na revista tropicalista estrelada por Leila Diniz. E q estreia! deu um show de criatividade. Ripper for ever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *