Hildezinha Utilidade Pública informa…

O jornalista Luiz Carlos Lourenço enviou documentos importantes, certidões e fotos para sua mãe, Nair Elisa, em Porto Alegre, no último dia 15 de março, às 15h18m, utilizando a Agência de Correios de Copacabana, na rua Siqueira Campos, 143 loja A. A encomenda foi postada em envelope especial comprado na agência, via Sedex, pesava 232 gramas e a remessa custou R$ 32, incluindo o envelope…
Agora, passadas mais de três semanas, Lourenço soube que a encomenda até hoje não chegou à destinatária e nem o envelope foi devolvido ao remetente. A agência de Copacabana só tem uma desculpa: “O envelope sumiu…”, e mandou reclamar ao serviço o800 dos Correios, pelo telefone 08007250100…
A encomenda tem o número 430159423 BR. O serviço do 0800 deu um prazo de cinco dias úteis (desde o dia 21 de março) para localizar a encomenda e nada! Só continuam informando: Não sabemos o destino do envelope”…
Cansado de esperar, o jornalista decidiu tornar pública, através desta coluna, a falha da ECT e partir para as devidas providências judiciais, exigindo a devida indenização, ai, ai, ai…
E a pergunta que não quer calar: dá pra confiar em Sedex?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *