Havelange: 95 anos de sabedoria

Entre vários momentos bacana da entrega do Atitude Carioca, um dos pontos altos foi o discurso de João Havelange, homenageado hors concours da noite, cuja presença no palco foi antecedida por um vídeo, muito bem produzido, sobre sua trajetória, projetado no telão. Desde seus tempos de menino, quando ainda se chamava Jean, nome francês, à mudança de nome para João, o atleta, cartola, dirigente da CBD e, depois, da Fifa, da qual hoje é presidente de honra…

Ao receber o troféu das mãos do governador Sérgio Cabral, Havelange foi incisivo: “Se pudesse definir a felicidade, eu diria que ela se encontra aqui no palco”. Depois, visivelmente, emocionado lembrou a amizade familiar que o liga ao governador do Rio, que conheceu aos 6 anos de idade, “quando – ele revelou – seu apelido era Fofinho”. E fez vários elogios ao governo Cabral por seus esforços em deixar o Estado cada vez mais lindo…

Havelange também elogiou a Rede Record, enaltecendo-a mesmo, e relembrando o fundador da emissora, Paulo Machado de Carvalho, que conheceu em São Paulo. Lembrou que Paulo, quando chefe da delegação brasileira na Copa de 58, foi um dos responsáveis pela conquista brasileira; e falou da sua importância por ter dado origem à emissora que só cresce. No auge de sua clareza e lucidez, Havelange, que no dia 8 de maio vai completar 95 anos, foi aplaudido de pé. Mereceu!…

hav Havelange: 95 anos de sabedoria

João Havalange, o grande laureado da noite, no palco do Municipal com o governador Cabral e a primeira-dama Adriana Ancelmo (foto Sebastião Marinho)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *