E a Rússia levou a sede da Copa do Mundo em 2018, mesmo Putin não indo a Zurique!

De estratégia, o o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, entende. Marcando posição, ele não viajou a Zurique para acompanhar a eleição de hoje de escolha do país vencedor para sediar a Copa do Mundo 2018, e deu abertamente as suas razões: o comportamento inescrupuloso dos outros concorrentes!…

O piti de Putin teve origem na clamorosa corrupção de alguns dos eleitores, denunciada pelo documentário Panorama, produzido e apresentado pela BBC, TV pública da Inglaterra, outro país forte competidor, que jurou nada ter a ver com a realização do programa…

Não me parece uma competição séria, Putin disse, cheio de moral, e ainda deu uma de elegante, acrescentando que não compareceria à cerimônia na Suíça para deixar à vontade os membros do comitê excutivo da Fifa, sem exercer pressão externa, para eles serem capazes de tomar uma decisão com objetividade. Dito isso, ele conclamou os países demais competidores a fazerem o mesmo…

E o que aconteceu? Ainda constrangidos com a repercussão negativa do documentário, que levantou tantas desconfianças sobre eles, os membros eleitores da Fifa escolheram a Rússia para 2018. Olé, Putin!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *