Dilma vai à ONU propor transparência nos governos

Este mês, durante a Abertura da Assembleia Geral da ONU, somando cerca de 75 chefes de estado e de governo, liderada como é tradição pelo presidente do Brasil, no caso a presidenta Dilma Rousseff, acompanhada do presidente do EUA, Barack Obama, será lançada a Parceria para Governo Aberto (Open Government Partnership). Eles vão assinar declaração se comprometendo a adotar medidas concretas para avançar nas áreas de transparência e abertura dos seus governos. Ao mesmo tempo, permitirão que seus governos sejam avaliados, com base nos compromissos firmados…

Aqui no Brasil, a Câmara Federal já se movimenta para apresentar sugestões de transparência. Por iniciativa dos deputados Hugo Leal (PSC-RJ), vice-líder do governo, e Sérgio Brito (PSC-BA), presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC), a Câmara realizou o Fórum de Debates Governo Aberto – Transparência, Participação e Cidadania, estratégias que serão apresentadas na Assembleia Geral da ONU. “Precisamos fazer governos abertos para a população. Hoje, para um cidadão brasileiro acompanhar o orçamento, precisa ter disposição de maratonista”, disse a este blog o deputado Hugo Leal

A ideia do fórum surgiu de uma viagem que Leal fez em julho a Nova York, quando se encontrou com a representante do Brasil nas Nações Unidas, Maria Luiza Viotti, e o assunto transparência nos governos foi um dos temas. Estiveram no fórum, representantes da Embaixada Americana, do Ministério das Relações Exteriores, da Casa Civil e da Controladoria Geral da União (CGU), entre eles o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União, Jorge Hage

Dilma 0267 Dilma vai à ONU propor transparência nos governosDilma Rousseff: transparente mas não invisível… (foto de Cristiana Giustino)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *