Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Queridos, aí estão alguns highlights do encontro de ontem no Casa Grande. Tudo reproduzido direitinho. Mas estou devendo a vocês uma crônica bacana que fale da minha emoção, que foi enorme, de estar ali naquele clima de Apesar de você. Estou maturando… já, já, ela vem… Beijos!…

Oscar Niemeyer, Leonardo Boff, Ziraldo, Chico Buarque, Jorge Salomão, Alceu Valença, Alcione, Beth Carvalho, Chico César, Elba Ramalho, Fred Zero Quatro, Hugo Carvana, Jonas Bloch, Leci Brandão, Margareth Menezes, Marilena Chaui, Osmar Prado, Paulo Betti, Ruy Guerra, Sérgio Mamberti, Macalé, Emir Sader, Eric Nepomuceno, Geraldo Azevedo, Dira Paes, Silvia Buarque, Rosemary, Lia de Itamaracá, Wagner Tiso, Zé Celso Martinez, Yamandu Costa, Otto, Perfeito Fortuna, Luiz Carlos e Lucy Barreto, Eliana Caruso, Tessy Callado, Antonio Pitanga… Os grandes representantes da cultura brasileira foram prestar seu apoio à candidata Dilma Rousseff e entregar a ela um manifesto com mais de 4.000 assinaturas em noite histórica no Teatro Oi Casa Grande…

Palco de peças, eventos e debates importantes na busca pela democracia brasileira, nas décadas de 60 e 70, o Casa Grande viveu outro momento histórico: o encontro da Cultura com Dilma…

Logo na entrada do Teatro havia uma fila que praticamente contornava o quarteirão até os fundos da área externa do Shopping Leblon, e mais um monte de pessoas amontoadas na porta gritando: “LIBERA!” Todas queriam fazer parte deste grande acontecimento…

Aos poucos, o Oi Casa Grande foi enchendo: artistas, militantes, políticos, simpatizantes, jornalistas, empresários, velhos, jovens, muitos jovens…

E os que não conseguiram entrar, não arredaram o pé de lá: assistiram a tudo em telão instalado do lado de fora…

Uma bancada foi montada em cima do palco e lá estavam algumas das personalidades importantes que prestam apoio à Dilma. Quando Oscar Niemeyer entrou sereno em uma cadeira de rodas guiada por sua Vera, todos se levantaram numa explosão de êxtase e emoção!…

Leonardo Boff disse: “Hoje de manhã, ao fazer minhas orações, pedi um sinal de Deus. Se Oscar Niemeyer for ao encontro, será um sinal de que a vitória está garantida”…

No entanto, muita emoção ainda estava por vir…

O Ministro da Cultura Juca Ferreira disse: “Este movimento é um marco”…

A filósofa Marilena Chaui declarou em seu discurso que sua geração viu um negro chegar ao poder na África do Sul. Mais recentemente, um negro nos Estados Unidos, um índio na Bolívia, um operário no Brasil e, agora, veremos uma mulher!…

Marilena ainda criticou campanhas políticas que fazem o uso indevido da religião para conquistar votos, tendo em vista que o Brasil é um Estado laico…

O ex-ministro da Justiça, Márcio Thomas Bastos, entregou para Dilma um manifesto assinado por advogados brasileiros afirmando apoio à candidata, cujo título era “Profissionais do Direito com Dilma”…

A cantora Margareth Menezes disse apoiar Dilma pois, assim como ela, passou por necessidades e sabe o valor real da vida. Margareth também exaltou a importância de se ter uma mulher candidata à presidência da República…

Outra cantora que arrancou aplausos foi Beth Carvalho, que, por conta de uma cirurgia, foi ao evento de cadeira de rodas. Beth puxou o coro para sua versão da música Deixa a Vida Me Levar: “Deixa a Dilma me levar,Dilma leva eu…”. A plateia toda cantou empolgada!…

Um manifesto assinado por representantes católicos, evangélicos e budistas também foi entregue à petista por líderes religiosos, que criticaram o uso da fé para condenar uma candidatura, referindo-se à campanha do candidato José Serra contra Rousseff…

Ao lado de Chico Buarque, Leonardo Boff fez discurso emocionante em que falou sobre a importância do governo Lula na vida das classes de baixa renda e afirmou: “Todos os programas que Lula fez não são assistencialistas, são humanistas.” Boff ainda disse que o presidente fez o governo “do óbvio”. O óbvio, neste caso, é dar atenção, em primeiro lugar, ao povo. Disse também que graças ao governo de Lula muitas pessoas puderam pela primeira vez ter acesso à luz e a três refeições diárias. Por fim, o teólogo afirmou: “Se a esperança com Lula venceu o medo, agora, com Dilma, a verdade vai vencer a mentira”…

Já Chico Buarque, também ovacionado, disse que o governo atual não corteja os poderosos de sempre e fala de igual para igual: “Não fala fino com Washington e nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai”. Nessa hora, todos se levantaram e aplaudiram de pé, inclusive Dilma…

Rousseff fez discurso de cerca de uma hora, em que ressaltou as melhorias do governo Lula para a vida do povo brasileiro. “Hoje, graças a programas como o PROUNI muitos jovens, que nunca teriam condições de chegar a uma universidade, podem cursá-la e mudar o rumo de suas vidas”. Afirmou que tem a obrigação de continuar o legado de Lula e seguir melhorando a vida dos brasileiros. Uma de suas grandes metas é zerar a pobreza no Brasil. Mas para que isso aconteça, ressaltou a importância da educação. Deve-se investir tanto na educação de base quanto em universidades…

Dilma citou a importância do pré-sal, cujo lucro deve ser revertido diretamente para a melhoria da qualidade de vida da população, pois trata-se de uma riqueza que pertence ao Brasil e não a entidades privadas. Enfatizou que, no mundo, “ninguém respeita quem deixa uma parte de seu povo na miséria, pode ser o maior dos intelectuais, pode ser tudo, mas o mundo não respeita”. A plateia foi ao delírio…

Ela também disse: “Tenho orgulho de minhas derrotas, porque foram derrotas de uma vida correta”…

Reafirmou que o Brasil é o país da tolerância e que tentar destilar o ódio religioso é romper com os valores de um Estado laico…

Dilma fechou dizendo que a responsabilidade de ser presidente é ainda maior pelo fato de ser mulher. E, por isso, vai fazer de tudo para honrar as mulheres do Brasil…

Fotos de Cristiana Giustino

DSC 0127 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Dilma e Chico em abraço caloroso

DSC 0174 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Em destaque: Boff, Dilma e Chico

DSC 00641 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Oscar Niemeyer

DSC 0040 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Ziraldo

DSC 0148 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Em destaque: Governador Sérgio Cabral

DSC 0236 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Em destaque:  cantora Alcione

DSC 0247 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Beth Carvalho, Niemeyer e sua mulher Vera

DSC 0267 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

A candidata Dilma Rousseff estava muito bonita, como bem disse em seu speech Leonardo Boff

DSC 0310 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

O palco ao final do evento

DSC 0320 Cultura em peso com Dilma no Teatro Oi Casa Grande

Reencontro de amigos de longa data: Zé Celso Martinez Corrêa e esta colunista que vos fala

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *