COPA PROMETE ACESSIBILIDADE DO LOBBY E ENVIA CRONOGRAMA PARA ISSO!

Minha querida amiga de muitos e muitos anos Claudia Fialho, diretora de relações públicas do Copacabana Palace, telefona-me, a propósito do comentário aqui sobre a ausência da anunciada acessibilidade no lobby reformado do hotel, que, segundo ela informa, ainda está operando “em regime de soft opening”…

Reafirmando que “o Copacabana Palace preza MUITO sua acessibilidade e por isto acho que é o único hotel do Rio de Janeiro que tem apartamentos e suites especialmente preparados para portadores de necessidades especiais”, Fialho envia e disponibiliza pela primeira vez a um órgão da imprensa o cronograma, visto aqui abaixo, com as datas previstas para a conclusão e a  entrega dos detalhes do lobby a serem completados. Aí estão:

“1)      Data de conclusão do corredor para portadores de necessidades especiais19/10/2012

2)      Data de conclusão de montagem do elevador do lobby – 11/10/2012

3)      Data de conclusão de montagem do elevador do corredor para cadeirantes25/10/2012

4)      Data de colocação do corrimão do lobby – 11/10/2012

5)      Data de colocação do corrimão da escada da boutique (reinstalação do existente)05/10/2012.”

Como vemos, assim que o lobby do cinco estrelas da Avenida Atlântica estiver de fato concluído, com os anunciados e prometidos aperfeiçoamentos de acessibilidade, ficarei ainda mais feliz, pois poderei continuar a encher a boca e voltar a dizer uma das minhas frases preferidas, quando me refiro ao Hotel Copacabana Palace:

“Porque o Copa é o Copa, meus amores”

4 ideias sobre “COPA PROMETE ACESSIBILIDADE DO LOBBY E ENVIA CRONOGRAMA PARA ISSO!

  1. ……….continuar a encher a boca…………….Que expressão feia, suburbana e mal educada, minha cara. Os seus leitores não merecem isso. Um abraço.

    • Caro leitor, expressão não tem moradia, pode ser do subúrbio ou da zona sul, não importa, não tenho esse tipo de preconceito. O encher a boca aqui é mais um recurso, digamos, estilístico, do que o encher de fato a boca propriamente dito. Mas posso também ficar, digamos, de boca vazia, seca, sem saliva, sem palavras, mudinha, se assim puder melhor agradá-lo. O que, se o conseguir, me dará grande satisfação. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *