Cicogna apresenta aos amigos cariocas a Benedetta, que ela adotou como filha

Quem chegava ao apartamento de Paulo Fernando Marcondes Ferraz pensava estar entrando na máquina do tempo: os anos 60 voltaram! Era o jantar para a condessa italiana Marina Cicogna Volpi, com calças de lantejoulas pretas, feliz e bonita, esfuziante mesmo, como há muito tempo não era vista – alguns até diziam que está melhor do que jamais se viu! – acompanhada de sua amiga constante, a jovem e linda Benedetta Cicogna, e da duquesa fotógrafa Maria Luisa Gaetani D’Aragona
E aqui vamos fazer um parênteses para contar que Marina Cicogna (que em italiano quer dizer Cegonha) adotou como sua filha a Benedetta, com quem trabalha e que mora com ela na belíssima casa de Modena e hoje leva seu sobrenome. Marina, que define Benedetta como um “leone bambino” (leãozinho), adotou-a para deixá-la protegida, caso um dia lhe falte, conforme já declarou à imprensa italiana…
As convidadas eram todas Premier Cru. Lourdes Catão, Tereza Souza Campos (já que se trata de um revival, vamos manter seu sobrenome da época), Laís Gouthier, Vivi Nabuco e aqueles amigos de todas as horas e de todas as festas, no tempo em que Cicogna e Florinda Bolkan frequentavam juntas e bronzeadas o Rio: Renata Dechamps, Noelza Guimarães, Fernanda Bruni, Renato Garavaglia (sem Kiki, de cama em casa com uma alergia que a fez até parar no hospital), Anita e Miele, Jean Louis Lacerda Soares e, naturalmente, Alina Bulcão, irmã de Florinda (que está na Itália), para quem Marina telefonou, ainda lá do aeroporto, assim que desembarcou no Rio
A comida era suflê de camarão. Simone Stokler recebia, ao lado de Paulo Fernando, que não deixou de convidar seu irmão, Marianinho Marcondes Ferraz, outro personagem superpresente nos trepidantes anos 60/70 do Rio de Janeiro. Convidada, Lilibeth MC não foi. Estava gripada. Fernanda Basto estava lá com o Paulino. Vizinhos de andar de Paulo Fernando, eles eram o casal new face para Cicogna, que não os conhecia. Assim como era também o ator Marcos Paulo
Houve MPB da melhor qualidade, com músicos ótimos, como Tavynho Bonfá, o sobrinho do Luiz Bonfá, que toca um violão divino, Laudir de Oliveira, o rei da percussão afro-brasileira, e a cantora Ithamara Koorax. Até o Paulo Fernando anfitrião mandou ver na bateria. Sambinhas maravilhosos, a condessa dançou muito, a Benedetta dançou, a duquesa dançou, todos dançaram. Mas quem dançou de fato foi quem não foi convidado para esse party, pois, vocês sabem, nesse assunto de receber bem e com simpatia, PF Marcondes Ferraz é PhD
cicogna Cicogna apresenta aos amigos cariocas a Benedetta, que ela adotou como filha
A condessa Marina Cicogna chegando ao jantar de Paulo Fernando com sua pequena Benedetta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *