Carmen de prato principal, casamento como sobremesa

Toda bege, suéter e cardigan de cashmere com renda aplicada no mesmo tom, calças bege com risca branca, brincos de brilhantes, medalhão de ouro no pescoço, anel capotante, bem maquiada e penteada como sempre, por ela mesma aliás, Carmen Mayrink Veiga brilhou no almoço en petit comité, neste domingo, no apê-palácio dos Serpa. O look de Carmen justificava a mesa toda em tons de cor de rosa, louça, guardanapos, as flores, o copeiro a postos a tarde toda, a conversa ótima. Guilherme Guimarães almoçou e partiu rumo a outro almoço: na cobertura do Carlos Fernando Gomes de Almeida, na Vieira Souto, pelo aniversário de Tanit Galdeano, com direito à presença de Edney Silvestre no cardápio. Guilherme está até aqui de encomendas para o casamento, sábado que vem, de Tamara, a filha de Ana Maria Gontijo, e José Rudge, em Brasília. Beth Serpa fez dois vestidos. Um todo bordado com tema Art-déco, em azul safira e strass branco, desenho que Gui-Gui copiou de uma pulseira antiga de Cartier. A barra salpicada com plumas azul marinho. O outro vestido, preto, bordado com pedrarias de strass, mangas de renard negro, saia abrindo evasée. Ambos longos, pois casamento em Brasília é sempre assim. Beth escolheu vestir o preto, pois o marinho é muito pesado para usar numa noite em que ela terá que se deslocar da cerimônia, na Catedral de Brasília, para a festa, numa chácara comprada especialmente para a ocasião. Os casamentos das filhas dos Gontijosão famosos. Cada um mais suntuoso e bonito do que o outro. Este é o Sim da terceira filha. Como sempre, a mineira Denise Magalhães vai decorar. Ela construiu no local um verdadeiro Palácio de Versailles, é o que dizem. São dois mil convidados, que serão servidos em lugares sentados, com talheres de vermeil. Lustres de cristal, Ana Maria comprou sete, daqueles bem poderosos, num antiquário de São Paulo, para iluminarem o grande salão. A noiva será vestida pela Daslu e usará uma tiara antiga, que pertenceu a uma princesa da família imperial, Orléans e Bragança. A mãe da noiva não sabe qual vestido vai escolher. Fez quatro. Dois deles do Gui-Gui. Na hora, Ana decide…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *