BATISTA DA COSTA: O RIO DO NUNCA MAIS

Vai ser no Centro Cultural da Academia Brasileira de Letras o lançamento, dia 7 de novembro, do livro “Álbum João Batista da Costa”, reunindo imagens de 120 pinturas selecionadas do grande artista, pelo autor e editor Roberto Hugo da Costa Lins

Trata-se de uma realização cultural independente, sem contar com patrocínios públicos, privados ou leis de incentivo de qualquer espércie. Iniciativa de um colecionador apaixonado pela obra do pintor Batista da Costa, o médico cardiologista Roberto Hugo Lins, diretor da Cardiologia da Casa de Saúde São José, um de nossos grandes nomes na especialidade, que dedicou muitos anos de sua vida a fazer esse levantamento único, pela primeira vez reunindo número tão expressivo de obras do pintor num só livro…

Além da qualidade artística reconhecida de Batista da Costa, sua pintura também tem uma inegável importância documental, já que retrata cenários e paisagens, princpalmente do Rio de Janeiro, de Niterói e de São Paulo no início do século passado…

Folhear as páginas deste magnífico “Álbum João Batista da Costa” não afaga apenas os olhos, também instiga a imaginação a passear pelo passado, as praias desertas do Rio, as montanhas intocadas e virgens de nossa Cidade Maravilhosa, daquele Rio do nunca mais…

Batista da Costa em seu ateliê, 1919,  Rodolfo Chambelland (1879-1967)

Lago do Jardim Botânico (Rio de Janeiro RJ), 1894 , Batista da Costa – Coleção Abrahão Zarzur, São Paulo

Entrada da Barra do Rio de Janeiro vista da Praia do Russel (Estudo), circa 1895, Batista da Costa – coleção particular, Rio de Janeiro

Vista da Igrejinha da Copacabana (Rio de Janeiro RJ), 1903, Batista da Costa – coleção particular, Rio de Janeiro

Poços de Caldas (MG), circa 1905, Batista da Costa – coleção particular, Rio de Janeiro

5 ideias sobre “BATISTA DA COSTA: O RIO DO NUNCA MAIS

  1. Belíssima pintura mesmo. Vale a pena degustar essas obras de arte e conhecer mais um artista brasileiro.

  2. Realmente um pintor notável que permanece ainda desconhecido da maoiria dos brasileiros. Vale a pena pesquisar e conhecer a obra desse grande mestre.

    • Você tem razão, João Fernando. Semana passada fui a Petrópolis e passei pela casa do Barão do Rio Branco, tão bem representada no álbum numa pintura do Batista à época de sua construção, um registro histórico importante e indispensável. A publicação é um trabalho notável do médico Roberto Hugo Lins.

  3. Parabéns para o Dr.Roberto Hugo Lins, diretor da Cardiologia da Casa de Saúde São José, por este grandioso trabalho em resgatar para a história das artes – 120 quadros da obra artista brasileiro, João Batista da Costa, ainda desconhecido por uma geração de novos artistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *