Baile do Copa, instituição imbatível no carnaval carioca

O Baile do Copa, assim como o Bloco da Bola da Preta no mesmo sábado de Momo, é instituição imbatível do carnaval carioca. Consagrada e consagradora. O que nasceu de raiz boa só prospera, disso o Baile do Copacabana Palace é exemplo bom.

Tendo a sabedoria de manter em sua equipe nomes básicos, que há 23 anos brilham no evento, como os iluminadores e a direção musical, o hotel conseguiu superar o difícil trauma da saída do mega-talentoso metteur-en-scène Zéka Markez, que desde o segundo baile, até o de 2015, realizou aquela festa, e agregou ao grupo antigo o ótimo cenógrafo Mario Borrielo, que tem cumprido com grande eficiência e beleza o seu papel.

Neste sábado, pela segunda vez, Borrielo venceu o desafio de fazer bonito no carnaval do Copa, com um lindo décor japa, no tema Geisha.

 

O Baile da Geisha foi uma festa muito boa e milionária. Tão rica que um único folião usava um colar de rivieras de diamantes avaliado em US 1.200.000 dólares. Ele desfilava pelos salões sem nenhum aparato de segurança, uau!

BB Schmitt exibe a riviera de US$ 1.200.000, no pescoço do folião milionário

A diretora-geral do Copa, Andréa Natal, geisha em rouge et noir, recebeu em seu super camarote do fundo do Golden Room

Trinca de geishas belas e desobedientes

Heckel Verri tornou-se um habitué

Felipe Velloso

Eliana Pittman, a voz do Copa

O fenômeno Carol Sampaio, que no mesmo sábado emplacou 750 mil pessoas na Avenida Atlântica com seu bloco Favorita, e Claudia Raia

Claudia Raia e seu filho, Enzo Celulari

Narcisa Tamborindeguy e Nina Stevens, a suíça que não perde Baile do Copa jamais!

Victor Dzenk

Yasmin Brunet

Marcia Veríssimo, geisha loura

Alberto Sabino

Alice Tamborindeguy e Francisco Barreira

Mario Borrielo

Ticiane Pinheiro

Patricia e Gerardo Rabello, diretamente from Paraíba

O cônsul do Kuwait, Narcisa e Nina Stevens

Regina Giacomelli e David Zylbermann

Sabrina Sato com faixa de Rainha do Baile

O Copa siderado com a musa Sabrina

Adooooooorei a almofada dobrada das costas da geishinha Sato

O par de geishas rainhas do Baile do Copa: Sabrina Sato e Andréa Natal

Bruna Costa, Luis e Liege

Beth Pinto. geisha gaúcha

Claudia Fialho à casa torna

Impecáveis

 Paulo Muller e Daniela Martizaki

Rizzo Silva e Ruddy

A japa-patchwork de Vera Loyola

Celebridades várias presentes, mas a grande campeã do sábado de carnaval foi Carol Sampaio (na foto com Claudia Raia), que horas antes fez a Praia de Copacabana explodir com 750 mil foliões, em seu 3º desfile na Atlântica – desde aquele em que surpreendeu adentrando a avenida com o “Baile de favela”.

O mais bacana nisso tudo é que Carol não é celebridade não é global, não é atriz, cantora nem capa de revista. Ela é Carol, competente, que surgiu se fazendo amada pelos famosos, sabendo carreá-los com seu carisma para onde quisesse e bem entendesse, e acabou transformando essa sua credibilidade junto às celebridades numa empresa de eventos e realizações. Fez os Bailes da Favorita na Rocinha, e tudo explodiu colorido nesse bloco espetacular, com o auxílio e a participação de todos os amigos consagrados.

Neste carnaval, Carol Sampaio divide com José Victor Oliva o comando do Camarote Nº 1, como sócia! Uma empresária e tanto. Ah, garota!

Fotos de Marcelo Borgongino e Veronica Pontes









2 ideias sobre “Baile do Copa, instituição imbatível no carnaval carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *