Arnaldo Danemberg ou como subir na vida fazendo força – com trabalho, sabedoria e dedicação

Vocês, que estão atualizados na blogosfera, sabem que o almoço dos 30 anos de antiquariato de Arnaldo Danemberg foi um tremendo sucesso. Chiquérrimo como ele é, Arnaldo transportou de seu antiquário, na galeria do Edifício Chopin, para o Salão Nobre do Copa ali em frente, as peças lindas que tem, e montou um ambiente extraordinário, com mesas e cadeiras lindíssimas e até uma coleção de escadas, para quem quisesse subir alguns degraus na vida ali mesmo (rs…). E olhem que para estar à altura daquele primeiríssimo time de convidados podia até faltar degraus…

Era o melhor do melhor da elegância, da categoria social, da sabedoria e do bom gosto. Cabeças coroadas de fato, como os Orléans e Bragança, arquitetos e decoradores respeitadíssimos, o primeiro time de nossas embaixatrizes, gente da literatura, dramaturgos, estilistas, um show de elenco! Luciana Kreimer foi a decoradora do salão. O arquiteto Dado Castello Branco veio de São Paulo e decorou a varandona do Copa, ficou lindo. Havia um momento memorabilia no décor, com peças familiares dos Danemberg, cartões de visita, correspondências em cima de um bureau, sobre o qual havia um portrait a óleo do avô de Arnaldo, Henrique Danemberg, que foi durante muitos anos diretor-geral do Copacabana Palace, nos tempos gloriosos do fundador Otavio Guinle….

Um almoço emocionante, de torcida, de amizade, da família Danemberg (família bonita) unida e atenciosa com cada um. Para celebrar os 30 anos, como contei, Arnaldo fez editar uma revista comemorativa, muito bem orquestrada pela Editora Conceito A, de Kathia Pompeu e Marco Antonio Rezende

Foi um almoço com música ao vivo, e boa música: o grupo Entre Atto, uma pequena orquestra com violinos, sopros, piano e um repertório para ouvidos sofisticados. Na hora do bolo, garçons já a postos com as flutes cheias com champagne rosé nas bandejas, Arnaldo fez antes um discurso agradecendo emocionado a todos, à família e, principalmente, aos funcionários, o pessoal da loja, os lustradores, restauradores, estofadores, todos lá, felizes da vida, pois a festa também era deles…

E a grande emoção foi ver a sobrinha de Arnaldo, a cantora lírica Fernanda Schleder, cantando Ave Maria, de Schubert, como ela sempre faz nas reuniões familiares dos Danemberg. Foi uma tarde tudo de bom. Com a qualidade que só mesmo Arnaldo para proporcionar…

Depois do almoço , foram todos à loja ali ao lado conferir os belíssimos ambientes criados pelas decoradoras Gisele Taranto e Márcia Müller, uma pequena prévia do que teremos no começo de outubro na Casa Cor

Fiquem com as belas fotos e aguardem, porque ainda hoje vamos ter a TV Hildezinha com toda a cobertura do evento. Beijos…

ad Arnaldo Danemberg ou como subir na vida fazendo força   com trabalho, sabedoria e dedicaçãoAD B Arnaldo Danemberg ou como subir na vida fazendo força   com trabalho, sabedoria e dedicação

Fotos de Geraldo Valadares, José Ronaldo Müller e Marco Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *