A volta de Pastore

A dona deste belo par de olhos verdes, aí abaixo, é a artista plástica Claudia Mellin. Ela tem seu atelier no lugar mais charmoso do Rio, no alto do Jardim Botânico, em meio à mata fechada, pedras cobertas de musgo, riozinho correndo, barulho de água. Foi nesse cenário que ela recebeu para jantar no sábado. Tudo light e agradável, como a alcachofra servida e a conversa à mesa, que reunia apenas 10, e pelo mais válido dos motivos: tentar retribuir o amável convite para o fim de semana na Argentina, na Estância Los Lobos, de Luiz Oswaldo Pastore e sua amada, Carolina Overmeer, editora especial da Harper’s Bazaar brasileira, cuja primeira edição já saiu, via Editora Carta, ex-Vogue Brasil…

Entre os presentes, Maria Alice e Zé Hugo Celidônio, a artista plástica Ira Etz, Vera Bocayuva Cunha, Renato Garavaglia, Viviane Soares Sampaio e seu namorado novo, Totó, o melhor amigo de Pastore, que Viviane conheceu na visita que todo o grupo fez (menos a Ira) à estância dele para celebrar o aniversário do Manuel Lamarca

Pastore está tipo assim redescobrindo a Cidade Maravilhosa. E o Rio de Janeiro redescobrindo ele. Em todo lugar que vai, é festejado, saudado com entusiasmo, carinho mesmo. Como aconteceu outro dia no Country. Ele, que já morou muitos anos aqui, quando deu lindas festas e multiplicou amizades, está por isso tudo até pensando em voltar a residir no Rio e trazer escritórios de sua empresa para cá…

Com aquele seu jeito simpático e brincalhão, ninguém diz que Pastore é um notável gestor, um homem do trabalho mesmo, cujo dinamismo significou um marco na história da Ibrame (Indústria Brasileira de Metais), empresa fundada por seu pai em 1940, mas que ele, em 1980, assumiu, comprando o controle acionário e imprimindo à indústria um ritmo de desenvolvimento adequado à realidade de um mercado cada vez mais exigente…

A Ibrame produz laminados de alumínio e cobre em suas diversas ligas. No início da última década, a empresa investiu no segmento de cabos ópticos, internos e de transição, com a instalação de uma das mais modernas fábricas da América Latina, no município de Salto, em São Paulo, voltada para o setor de telecomunicações e informática, com todos os seus produtos certificados pela Anatel

E o Pastore, quando está entre os amigos, nada fala sobre isso. É reservadíssimo. Foi ele que, com Carolina, abriu a bela residência do casal no Jardim Europa, há uns dois anos, para celebrar a passagem pelo Brasil de Margherita Missoni, a herdeira da marca famosa…

E o riacho do Jardim Botânico correndo redondo, e a alcachofra descendo suave, e a conversa fluindo agradável. E o Rio de Janeiro, esta eterna caixinha de surpresas, sempre revelando um lugar novo, uma cara nova, um jeito novo, uma cidade sempre por se descobrir. E, por falar em descobertas, quem quiser saber mais sobre os trabalhos de Claudia Mellin, eles podem ser encontrados nas galerias Eduardo Fernandes e H.A.P. Galeria

claudia mellin 2 A volta de Pastore

Claudia Mellin, artista plástica

Foto Sebastião Marinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *