A resposta de Carlinhos Vergueiro

Depois da reclamação feita aqui, pela jornalista Aline Toledo, da assessoria de imprensa Máquina, no último dia 2, contra o comportamento de Carlinhos Vergueiro em seu show no Centro Cultural Carioca, quando pedi ao artista que se manifestasse a respeito dando sua versão da história, recebo hoje, exatamente às 14h52m da tarde, a seguinte nota de sua assessoria de imprensa, enviada por Maisa Aguiar:

“A assessoria de imprensa do cantor e compositor Carlinhos Vergueiro vem repudiar veementemente as infundadas e absurdas acusações veiculadas no Blog de Hildegard Angel – Noticia R7, que, na data 02/12/2011, noticiou fatos inverídicos e ofensivos que teriam ocorrido no Centro Cultural Carioca, durante a apresentação do show Carlinhos Vergueiro interpreta Nelson Cavaquinho.

A reportagem que teria sido provocada pela assessora de imprensa Aline Toledo e seus companheiros da Máquina Public Relations, contém, em síntese, três inverdades: a primeira é que o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro teria chamado um jornalista do grupo de “veadinho”, a segunda é que teria proibido um casal de dançar, e a terceira que ele “reclamou até das pessoas olharem, em silêncio, o celular”

Entretanto, o público, os músicos, os integrantes da produção e o técnico de som são testemunhas de que o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro jamais proferiu a expressão “veadinho”, não pediu para que ninguém parasse de dançar e tão pouco reclamou de quem quer que seja por manusear o celular silenciosamente.

Ao contrário do que foi veiculado, o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro foi quem sofreu constrangimento de um grupo que agiu de forma desrespeitosa, alguns sentando-se de costas para o palco, outros de pé agrupados, assistindo num monitor cenas do grupo gravadas por eles durante o show, com a luz da câmera acionada, incomodando o público interessado em assistir ao espetáculo do artista.

Acrescente-se ainda que o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro sempre lutou, ao lado de outros artistas, por direitos iguais e contra qualquer forma de preconceito e discriminação.

Essas informações jornalísticas – que teriam origem nos e-mails disparados pela assessora de imprensa Aline Toledo e seus companheiros da Máquina Public Relations – imputaram falsamente ao cantor e compositor Carlinhos Vergueiro fato ofensivo a sua reputação, causando-lhe incontestável dano moral.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *