A primeira heroína do Brasil contemporâneo ingressa no Panteão da Pátria acompanhada de milhares de outras mulheres

Depois da votação favorável unânime da Câmara Federal e de o mesmo ter ocorrido no Senado, o presidente da República sancionou hoje, no Palácio do Planalto, o projeto da Deputada Federal Jandira Feghali, incluindo Zuzu Angel no Livro dos Heróis da Pátria, que, na ocasião, teve seu nome modificado para Livro dos Heróis e das Heroínas da Pátria, superando-se também uma questão de gênero.

Zuzu será a quinta mulher a ingressar no Panteão da Pátria, com o nome inscrito no livro de páginas de aço, bem como a primeira heroína da vida contemporânea do país, rompendo a visão, sempre predominante, de que a memória está reservada aos fatos do passado remoto, ignorando-se a história mais recente, referencial e exemplar.

10 ideias sobre “A primeira heroína do Brasil contemporâneo ingressa no Panteão da Pátria acompanhada de milhares de outras mulheres

  1. Parabéns, Hilde, enfim uma justa e bela notícia ! É resultado de longo empenho de tantos anos ! Seu incansável esforço resultou nessa homenagem emocionante ! Um abraço muito cordial do José-Luiz G. de Montenegro-Magalhães

  2. HILDE, fico feliz em saber que tudo isso se deve ao grande esforço de suas lutas. E sua emoção é, com certeza, nossa emoção. Nossa, digo, de pessoas que, como eu, apesar de não conhece-la pessoalmente, sou leitor e admirador, não somente de sua coluna social, mas de você como mulher de luta, que, apesar dos desafios, é sempre persistente.
    Parabéns por essa vitória e parabéns também à querida ZUZU, a quem Deus iluminou e que deu à luz nossa querida Hilde, que, mesmo distante fisicamente, porém tão próxima virtualmente através de sua coluna social, nos enche de alegria por textos tão maravilhosos.
    Espero eu, um dia, nas minha idas ao Rio de janeiro, poder conhecer essa mulher lutadora que eu admiro muito.

  3. Um grande abraço de confraternização e carinho pela sua luta e não desistência em provar, a todos que duvidaram, que um dia sua amada mãe, Zuzu Angel, seria reconhecida como Heroína desta Pátria tão sofrida! Parabéns à Jandira Feghali pelo apoio que te deu na tua luta, e conseguiu esta vitória tão significativa para todos, que, como Zuzu, sofreram na carne a perda de entes queridos na brutalidade impune da Ditadura! Todos que te amam estão dividindo esta alegria com você, querida amiga. VIVA ZUZU ANGEL, que entra gloriosa para a nossa História!
    Yone Kegler

  4. MEU COMENTÁRIO SAIU SEM O MEU NOME!!!Está escrito: “nquanto médicos em..” … Dá pra corrigir? Sabe que faço questão de assinar embaixo do que escrevo..Um beijo carinhoso….Yone Kegler.

  5. Pingback: A primeira heroína do Brasil contemporâneo ingressa no Panteão da Pátria acompanhada de milhares de outras mulheres | Blog do Borges

  6. O significado do nome da estilista Zuzu Angel como a primeira mulher no Livro da História da Pátria é de enorme poder simbólico. Você, com seu talento, explicou de forma brilhante esse significado profundo e abrangente, que nos toca a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *