“A etiqueta torna a vida mais simples”

Nossa embaixatriz Solange Greco da Fonseca, consulesa do Brasil em Milão ao lado do cônsul-geral e embaixador Luiz Henrique da Fonseca, conhece todas as manhas do receber bem. Sabe desde abrir a casa para um jornal formal, cheio dos protocolos, assim como para uma reunião leve, descontraída e sem afetações. Receber é uma arte que poucos sabem conjugar em todos os seus matizes, como Solange. Daí que, tendo lançado no Brasil seu belíssimo livro de etiqueta, ela agora lança, na Itália, a versão em italiano: “Etichetta e Protocollo – Suggerimenti da un’Ambasciatrice amica”. Leia-se: Etiqueta e protocolo – Sugestões de uma embaixatriz amiga. Já em fase de lançamento, o livro mereceu uma excelente matéria no site Grazia.It, da revista italiana feminina de maior prestígio, a Grazia

sg2 A etiqueta torna a vida mais simples

Afirmando que a etiqueta não é um conceito arcaico, Solange tranpõe as regras teóricas do protocolo para a vida cotidiana, valendo-se de sua experiência de mulher que viajou muito e serviu como embaixatriz do Brasil, ao lado do marido, em vários países, aprendendo a se adaptar a sociedades diversas, adequando-se às diferentes regras de vida e de comportamento, de acordo com a cultura local. Não é um livro para quem queira nem quem precise aprender, mas para quem esteja simplesmente interessado em aprimorar seu relacionamento com o próximo…

Confiram abaixo alguns trechos da entrevista com Solange feita pela jornalista Delphine Hervieu

O que é etiqueta?
A etiqueta é um conjunto de regras para se comunicar bem em sociedade. A etiqueta torna a vida mais simples. Não precisa ter receio: elas têm o objetivo de facilitar a vida cotidiana, indicando por exemplo como receber de modo apropriado.

Você tem uma etiqueta pessoal?

Não. A etiqueta é um código geral, porque toda a sociedade humana é governada dentro das boas maneiras. O ponto chave é o “menos é mais”, não se precisa apregoar o próprio conheceminto do protocolo, basta agir de acordo, mas com naturalidade. Por exemplo, se trabalhar em casa, vestir-se como se fosse trabalhar num escritório, porque estará pronta para abrir a porta se alguém tocar a campainha. O mesmo vale para quem come sozinho: prepara a mesa como se estivesse esperando um amigo. É um sinal de respeito por si mesmo e custa pouco esforço.

sg11 A etiqueta torna a vida mais simples

Qual é, segundo a etiqueta da alta sociedade, a primeira coisa a se fazer ao acordar?

Escovar os dentes de modo a estar pronta para falar.

Você acha que na nossa sociedade falta um senso de “savoir faire”?

Decisivamente sim. Talvez os pais trabalhem muito e não tenham tempo para transmitir tradições e boas maneiras.

A etiqueta é um conceito global ou um guia de comportamento local?

Naturalmente que há algumas coisas sempre válidas, como por exemplo apresentar sempre a pessoa menos importante a aquela mais importante (não o contrário!), porém conforme a cultura existem diferenças. Se vai numa viagem de negócios ao Japão deve dar seu cartão de visitas segurando-o com as duas mãos e não com uma, como fazemos no Ocidente. Aquilo que eu considero normal não o é para um oriental e vice-versa. Outro exemplo: na Finlândia as pessoas não se tocam como se faz na Itália. Antes de dar um beijo no rosto precisa haver já uma grande intimidade.

sg21 A etiqueta torna a vida mais simplessg3 A etiqueta torna a vida mais simples

A mesa deve estar vestida de acordo com a importância daquilo que vestimos?

Sim, se você dá importância à pessoa que convidou. Qual é a razãode seu jantar ou do seu almoço? Quer impressionar alguém? Homenageá-lo? Vista-se e à sua mesa de modo adequado, de acordo com o conjunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *