Lucro de Refinaria de Pasadena deixa TCU em posição desconfortável: o negócio é um sucesso!

Com a divulgação, pela Petrobras, de seu relatório especial sobre a Refinaria de Pasadena, a população brasileira, que vinha sendo contaminada com informações agourentas sobre o negócio realizado, é informada de que o lucro líquido da estatal com ela neste 1º semestre de 2014 foi de US$ 73 milhões, isto é, R$ 160 milhões.

Isso quer dizer que Pasadena pode pagar em menos de dois anos os R$ 700 milhões de prejuízo calculados pelo relator José Jorge, do TCU, e com sobra!

Com isso, o relator José Jorge, que no governo Fernando Henrique ocupou o ministério da Energia, fica em posição desconfortável, já que até agora ninguém havia se lembrado de lhe cobrar o prejuízo, à sua época, de US$ 1,5 bilhão pelo afundamento da plataforma P-36, pois afinal desastres acontecem e há que se ter compreensão para tais fatos.

Abaixo, para o conhecimento de vocês, o post publicado no blog da Petrobras.


Conheça o histórico da aquisição de Pasadena

pasadena 1

Visão noturna da Refinaria de Pasadena (2007)


Pasadena é um complexo de refino e comercialização, localizado no Texas, às margens de importante via navegável, fazendo parte de um centro refinador de 2 milhões de barris por dia e exportador de derivados para o mercado norte americano. A refinaria está em plena atividade, tem capacidade de refino de 100 mil barris por dia e, no momento, opera de forma rentável com petróleo leve disponível nos Estados Unidos a partir do crescimento da produção local de óleo não convencional (tight oil).

À época da aquisição dos 50% iniciais, em 2006, o negócio foi considerado potencialmente bom e atendia aos pressupostos do Plano Estratégico da Petrobras, contemplando os investimentos a serem feitos para que a Refinaria passasse a processar petróleo pesado da Petrobras, mediante a implementação de projeto de ‘’Revamp” na refinaria.

Mas, com a crise econômica nos EUA a partir de 2008 e consequente queda na demanda de derivados, as margens de refino caíram significativamente. Além disso, o preço do petróleo que tinha também se reduzido a partir de agosto de 2008 e em 2009, voltou a se elevar de 2010 em diante, não deixando margens para operar a refinaria de forma lucrativa. Nesse quadro, as condições financeiras e econômicas dos negócios no segmento do refino tornaram-se críticas em todo o mundo no pós-crise de 2008. Assim, por conta de uma crise econômica mundial, um negócio potencialmente bom transformou-se em um empreendimento com baixo retorno, o que levou inclusive ao reconhecimento contábil de perdas de US$ 530 milhões, as quais podem ser revertidas no futuro.

Em 2007, houve desentendimentos entre os sócios a respeito do projeto de “Revamp”, ou seja, sobre os investimentos a serem feitos para que a Refinaria passasse a processar petróleo pesado da Petrobras.

Outros dois fatores impactaram profundamente o negócio. A descoberta de vastas reservas de petróleo no pré-sal em 2007 e o acentuado crescimento da demanda de derivados no mercado brasileiro, recomendaram a prioridade de investimentos no segmento de exploração e produção de óleo e na expansão do refino no Brasil. Dessa forma os investimentos previstos para adaptar a refinaria de Pasadena para processar óleos pesados brasileiros (mais barato) perderam a prioridade, não só por causa da falta de rentabilidade decorrente da crise mundial como também pela melhor oportunidade para processar esses óleos no Brasil.

Entenda a cronologia do empreendimento:

pasadena 2


1999 – 2004: Expansão do refino no exterior

Desde 1999, a Petrobras tinha o objetivo de expandir o refino no exterior. Crescia o potencial de produção de petróleo no Brasil, mas o mercado de derivados estava estagnado e não havia capacidade de refino para o volume de óleo pesado descoberto. O óleo pesado é mais denso e exige refinarias mais complexas, para que dê origem a produtos mais leves e valorizados. Ele era exportado, por exemplo, para os EUA com elevado deságio por ser pesado. A aquisição de refinarias e sua adaptação para processar o óleo Marlim (pesado) no exterior permitiriam, portanto, agregar valor ao óleo pesado, entregando derivados valorizados localmente. Esse posicionamento foi formulado em 1999 (Visão 2010) e confirmado em 2004 (Visão 2015) no Plano Estratégico da empresa.

2004: Astra compra Pasadena da empresa Crown

Em 2004, a empresa Astra assinou contratos com a empresa Crown para aquisição de Pasadena. Conforme apuramos, o valor desembolsado pela Astra, antes da venda para a Petrobras, foi estimado em US$ 360 milhões (equivocadamente circula informação que o custo para Astra teria sido somente US$ 42,5 milhões).

 


pasadena 3

2005 – 2006: Astra oferece parceria em Pasadena à Petrobras

Após mapeamento que apontava efetiva oportunidade de operação no Golfo do México e oferta da Astra propondo parceria, iniciamos a avaliação da Refinaria de Pasadena:

• Era um complexo localizado em um importante “hub” (centro) de movimentação de petróleo e derivados, em um mercado que crescia;

• Apresentava preço atrativo, já que Pasadena era uma refinaria de óleo leve. Por não ser ainda adaptada para processamento de óleo pesado, custava bem mais barato do que outras refinarias já adaptadas;

• Tinha o diferencial de contar com licenças e espaço físico (terreno) necessários para ser transformada em uma refinaria maior e capaz de processar óleo pesado Marlim, para o que Petrobras e o sócio investiriam na remodelação da unidade (“Revamp”);

• Contava com acesso a um grande parque de armazenamento de petróleo e derivados e com contratos de comercialização e de acesso à infraestrutura para escoamento de derivados;

• Dominava, ainda, conhecimentos para operar no mercado norte-americano, por meio da companhia de “trading”, uma empresa de comercialização de petróleo e derivados;

• Astra não era especialista em refino e vira na associação com a Petrobras uma oportunidade para juntas crescerem no mercado.

A Petrobras analisara várias outras oportunidades, e chegou a fazer ofertas em outras refinarias americanas, sem sucesso. Em Pasadena, as negociações tiveram êxito.

A parceria da Petrobras com a Astra unia competências em refino com competências na comercialização local, incluindo uma carteira de clientes para toda a produção da Refinaria de Pasadena. Contava, ainda, com escoamento garantido para os derivados e acesso a poliduto de exportação e porto para receber o petróleo nacional. Dispunha de área e licenças para ampliar a refinaria para processar petróleo pesado da Petrobras (o óleo Marlim), de forma que se mostrava atrativa para ambos os sócios.

2006: Petrobras compra 50% de Pasadena

Após estudos e avaliações, a Diretoria da Petrobras, seu Conselho de Administração e analistas de mercado à época avaliaram como potencialmente boa a compra de 50% de Pasadena, sendo:

pasadena 4


Os valores pagos em 2006 correspondem a 8.580 dólares por barril por dia (bpd) de capacidade, enquanto a média para compra de refinarias no mercado norte-americano naquele período era de 9.400 de dólares por bpd de capacidade.

Cláusulas contratuais que se destacaram nos noticiários recentes sobre o negócio:

“Marlim” – o contrato previa uma rentabilidade mínima de 6,9% para a refinaria (50% Astra 50% Petrobras) se no processamento do petróleo Marlim essa rentabilidade não fosse atingida. Essa condição se devia ao fato de que a Petrobras tinha o direito de impor o processamento do seu petróleo para 70% da capacidade da refinaria, apesar de deter somente 50% de participação na sociedade. Essa cláusula não foi acionada, pois a refinaria jamais processou o óleo Marlim, por não ter sido adaptada para tal (o “Revamp” não foi implementado);

“Put Option” – trata-se de cláusula frequentemente utilizada na formação de parcerias entre empresas. Cabe destacar que as condições para o seu exercício e a fórmula do preço de saída (“put price”) variam caso a caso e são, portanto, características de cada negócio. O contrato previa, com essa cláusula, a obrigação de compra, pela Petrobras, da outra metade da Astra no negócio, sob condições previamente fixadas. Esta cláusula foi prevista como contrapartida à Astra para o direito da Petrobras impor suas decisões no negócio.

2007 – 2011: Desentendimentos com a Astra

A partir de 2007, começaram os desentendimentos com a Astra, que não concordava em fazer investimentos que a Petrobras propôs para que a “Revamp” elevasse a capacidade de 100 mil para 200 mil barris por dia, além de não querer investir em segurança, meio ambiente e saúde no padrão Petrobras. No final desse ano, foi firmada uma carta de intenções, que não gerava obrigação, para a compra dos outros 50%, porém o Conselho de Administração da Petrobras, no início de 2008, não aprovou essa compra. Na mesma época, fora descoberto o petróleo do pré-sal ao mesmo tempo em que a demanda de derivados no Brasil crescia. Nos EUA, como efeito da crise mundial a demanda caiu derrubando as margens de refino no mundo. Assim, não fazia mais sentido investir em “Revamp” (investimentos que seriam feitos para que a Refinaria passasse a processar petróleo pesado da Petrobras) e na ampliação de Pasadena (aumento da capacidade de 100 para 200 mil barris de petróleo por dia).

A Astra se afastou da gestão da refinaria, deixando de cumprir suas obrigações como acionista, o que motivou a decisão de entrarmos com um processo arbitral em 2008. Nesse momento, a Astra exerceu sua opção de venda.

Ainda em 2008, a Petrobras assumiu o controle da refinaria. Em 2009, um laudo arbitral foi emitido, confirmando o direito da Astra de exercer a “put option” e, principalmente, o valor a ser pago pela Petrobras à Astra pelos 50% restantes. A Petrobras decidiu cumprir o laudo, desde que a Astra encerrasse as ações judiciais em curso.

Diante da recusa da Astra, a Petrobras não efetuou o pagamento determinado pelos árbitros e prosseguiu na discussão judicial. Em 2010 e 2011 houve recursos de ambas as partes, Astra e Petrobras América Inc., à justiça americana.

O não cumprimento da decisão arbitral não causou prejuízos à Petrobras. Ao contrário, houve ganho financeiro, uma vez que os juros de 5% ao ano estipulados pelo laudo eram inferiores ao custo que a Petrobras incorreu quando obteve empréstimos em 2009 (auge da crise econômica mundial).

2012: Acordo final entre as partes

Em 2012, tomando por base o laudo arbitral confirmado judicialmente, houve uma negociação final entre as partes e a Petrobras pagou pelos 50% restantes US$ 820 milhões.

Esta negociação encerrou todas as ações judiciais existentes entre as empresas do Sistema Petrobras e as empresas do grupo da Astra. As ações da Astra contra a Petrobras totalizavam, em 2009, US$ 397,5 milhões além do valor estipulado pelo laudo arbitral.

O valor deste acordo está detalhado no quadro abaixo:

pasadena 5


Desta forma, o total desembolsado pela Petrobras para a aquisição de 100% do negócio Pasadena foi de US$ 1,249 bilhão.

2014: Bom desempenho da refinaria

O crescimento da produção de óleo não convencional (tight oil) nos Estados Unidos trouxe competitividade às refinarias para óleo leve do Golfo do México. A refinaria de Pasadena vem processando este “tight oil” e assim obteve lucro líquido de cerca de US$ 73 milhões* no primeiro semestre de 2014.

Além disso, a refinaria ganhou também em 2014 prêmios em reconhecimento a excelência dos seus resultados em segurança.

2006 – 2013: Investimentos

De 2006 a 2013, foram aplicados 685 milhões de dólares em manutenção da refinaria, o que corresponde a aproximadamente 86 milhões de dólares por ano. Nossas aplicações nas refinarias no exterior são aportes permanentes, alinhados àqueles feitos em refinarias de igual porte no Brasil, garantindo a previsibilidade do desempenho das refinarias e os bons resultados operacionais e comerciais. Qualquer refinaria no mundo requer que se faça manutenção constante e se implementem melhorias para sua boa operação. Exemplos de investimentos feitos para manter refinarias da Petrobras:

pasadena 6


Sobre análises dos órgãos públicos de controle, temos atendido as suas solicitações desde dezembro de 2012, fornecendo informações e documentos sobre o processo de compra da Refinaria de Pasadena, e confirmamos a defesa relacionada a essa aquisição, apresentada ao Tribunal de Contas da União em janeiro de 2014.

pasadena 7

 * Valor originalmente publicado de “superior a US$ 90 milhões” foi revisto pela PAI (Petrobras America Inc).

107 ideias sobre “Lucro de Refinaria de Pasadena deixa TCU em posição desconfortável: o negócio é um sucesso!

    • O mais revoltante foi a justificativa do então presidente da Petrobrás, Sr.Richtur (amigo de FHC e por ele nomeado), que após queimar alguns milhões com a propaganda da troca do “S” por “X” no nome da PETROBRÀS alegando que o “BRAS” seria sinônimo de incompetência, preparando a empresa para ser privatizada. Aconteceu semelhante intenção de privatização do BANCO DO BRASIL, retirando o “do” seu nome, pois ele poderia ser arrematado por bancos estrangeiros e, portanto, deixaria de ser “do” Brasil. Felizmente não foi aceito a modificação, contrariando e enfraquecendo o movimento neoliberal .
      Quem afirmou que “Privataria Tucana” nada tem a ver com Passadena, não deve ter lido todo livro.

  1. Mantendo esse lucro, Pasadena se paga em 9,5 anos. Mas não processará o óleo pesado do pre-sal.

    • Thiago, a conta dela está correta! Preste atenção porque você usou um valor em dólar e outro em real para fazer a sua conta, que, portanto, está errada!

    • Thiago de onde vem esse óleo pesado do pre-sal, que eu saiba tem médio, leve a gás, não sei de onde vc tirou alguma informação que a petrobras iria levar óleo do Brasil para refinar nos EUA.

  2. Bem, agora os deputados que participaram da CPI e o TCU devem estar com cara de tacho para fritar pastel.

  3. O mínimo que o Ministro José Jorge do TCU pode fazer, é vir a público e se manifestar! Eu não sabia que ele tinha sido ministro de FHC!!!

    • E foi o candidato a vice-presidente do Geraldo Alckmin, indicado pelo DEM em 2006. Imagine a imparcialidade deste senhor no TCU.

  4. Deixe-me ver se entendi: 700 milhões (73 milhões/semestre) = 10 semestres = 5 anos. Isso confere? Como ela chegou aos 2 anos?

    • O valor calculado é em cima do valor do prejuízo calculado pelo Jose Jorge: R$700 milhões. Ela multiplicou o valor de 73 milhões de dólares pelo cambio do dólar e obteve o valor de R$ 160 milhões que multiplicados por 4 semestres= 2 anos é igual a R$ 640 milhões. Leia com cuidado as moedas em q foram coletados os dados e veráq as contas estão corretas. Não confunda barafunda com furabunda, pois vc pode quebrar a cara…

    • Você está misturando dolares com reais. Deu 130 milhões de reais de lucro, em 2 anos são 520 milhões.

    • Números, valores, tudo somente digitados, agora estão aumentando o valor pago pela ASTRA antes dela vender para a PTROBRAS, inclusive, dando valores em melhoramentos feito pela ASTRA, mas, convenhamos, com o valor pago, deveria ter construido uma no Brasil, onde todo esse dinheiro teria ficado aqui.
      Agora, essa refinaria, terá que comprar petróleo americano, mão-de-obra americana, pagar impostos e energias americanas, e, mesmo assim, consegue vender esse combustível, com preços inferiores aos praticados no Brasil.
      Tem jeito?

      • Se a sua afirmação fosse verdadeira, todas as multis que se encontram no Brasil (VW, Ford, Fiat, etc.) fechariam as portas porque empregam brasileiros, pagam impostos no Brasil… Pensar Professor, pensar.

      • Quantas empresas americanas estão no Brasil da mesma forma, empregando mão de obra local?

  5. Gostei da matéria. Pelas seguintes razões: a) traz informações que a imprensa não tem se empenhado em divulgar como o lucro da refinaria e o prazo previsto de retorno do investimento; b) a não responsabilização do ex-ministro José Jorge de Energia e agora do TCU (relator do caso Pasadena) no vergonhoso afundamento da plataforma P36, que infelizmente está caindo no esquecimento; c) detalhes das cláusulas de maneira mais compreensível para o leitor; d) detalhes das transações efetuadas e dos recursos judiciais que tornam compreensível o desenrolar das negociações; e) a satisfação de ver uma empresa estatal bem administrada, pelo menos no que toca planos estratégicos de expansão.

  6. A produção tem início e fim naquilo que a move, então, petróleo sempre será um ótimo negócio. Claro, não podemos fechar os olhos que alguns se beneficiaram bem mais. Mas por enquanto, Brasil é isso. Parabéns pelo Blog. Querendo nos conhecer, será um prazer, acesse http://www.apacont.org.br

  7. Não entendo como a campanha ainda não pôs isso no programa eleitoral. Acho que Dilma ou o Lula deviam gravar uma fala na porta da usina, com uma grande bandeira do Brasil no portão. Quando se imaginava que nós (Brasil) seriamos donos de poços de petróleo na terra do Tio San? Mais uma vez DEZ para vc Hilde.

  8. O TCU (Tribunal de Contas da União) condenou nesta quarta-feira (23/07) 11 diretores da Petrobras a devolver US$ 792 milhões DE DOLARES (R$ 1,6 bilhão de reais).

  9. Achei o texto muito esclarecedor. E acredito que muitas pessoas mais devem saber , por este motivo peço a liberdade para compartilhar, mais pessoas precisam entender o que nem sempre os semanários explicam tão bem. Grata pelo esclarecimento

  10. E por essa e por outras que sempre fui contra privatizaçoes especialmente no tocante a subsolo brasileiro, agua, energia, transportes, (RFFSA, VALE) por isso declaro meu voto: DILMA.

    sds

    Edilson Oliveira

  11. Para quem acredita nessa papagaiada ai acima, vamos dar uma revisada na questão:
    Como manipulam bem os números, esplêndido. Nem o maior matemático conseguiria criar contas assim para encobrir seus erro, eles são geniais, primeiro assumem que foi mau negócio, depois criam números para se contradizerem, muito genial….
    Quer dizer que tudo bem se uma empresa como a Petrobras tiver que trabalhar… pasmem 2 anos para pagar o prejuízo como um negócio mau feito… E tem gente que ainda acha que isso é vantagem… Você teria uma empresa para trabalhar dois anos(não 2 anos não são 10 anos desde a compra em 2006) para pagar uma prejuízo??? essa é a pergunta…
    Investir errado mais de 1.2bilhões para levar 2 anos, fora o tempo que já passou da compra em 2006, então é assim:
    Eu Compro uma empresa pago mais caro, levo 8 anos mantendo ela, e depois disso vou trabalhar mais 2 anos só para pagar o prejuízo… Ótimo negócio… preciso de um guru que me de indicações desse tipo de negócio…me da o endereço e telefone…
    Sem falar que os causadores desse prejuízo absurdo, nem demitidos foram, isso é uma justiça perfeita… Tem um emprego lá para mim, não preciso nem entender de administração, pois não serei responsabilizado pelos meus erros e pelos prejuízos que eu causar, é tudo o que eu queria, um emprego desses…arruma uma vaguinha…
    E mais, vejam isso:
    Para produzir 100mil barris por dia em Passadena, são gastos $86milhões por ano
    Para produzir 170mil barris por dia em Pres. Bernardes, são gastos $77milhões por ano(gastasse quase 50% menos para produzir mais) isso só por sua vez já configura um mal negócio…
    Vocês ainda defendem que é um negócio lucrativo??? Sério???
    To precisando rever meus conceitos de gestão de negócios…

  12. Quer dizer que a Presidente Bernardes operaria com com custo semelhante para produzir o dobro. Ótimo negócio, realmente.

  13. Foi um negócio, como tantos outros, que inicialmente apresentou entraves. A bronca toda da oposição é porque eles ( então governo do PSDB) não conseguiram privatizar a PETROBRÁS

  14. Sinceramente, há blogs e blogs. Há os que fazem parte dos planos do desgoverno corrupto petista para se manter no poder e há os que fazem oposição.
    No primeiro caso, muitos são pagos generosamente pelo desgoverno.
    No segundo, são atacados impiedosamente.
    Ainda não sei como tachar o blog que estou (ainda estou) lendo.
    Prefiro que ele seja somente social.
    Sem viés político ou ideológico.

  15. Hildegard mostrou que a mídia foi (como sempre) mentirosa sobre a compra de Pasadena. Hildegard não só mostrou, como mostrou tudo com provas.
    Como você não tem argumentos para contestar os números e dados mostrados, usa a velha tática de desqualificar a pessoa ou o blog autor da informação.

    • Para quem acredita nessa papagaiada ai acima, vamos dar uma revisada na questão:
      Como manipulam bem os números, esplêndido. Nem o maior matemático conseguiria criar contas assim para encobrir seus erro, eles são geniais, primeiro assumem que foi mau negócio, depois criam números para se contradizerem, muito genial….
      Quer dizer que tudo bem se uma empresa como a Petrobras tiver que trabalhar… pasmem 2 anos para pagar o prejuízo como um negócio mau feito… E tem gente que ainda acha que isso é vantagem… Você teria uma empresa para trabalhar dois anos(não 2 anos não são 10 anos desde a compra em 2006) para pagar uma prejuízo??? essa é a pergunta…
      Investir errado mais de 1.2bilhões para levar 2 anos, fora o tempo que já passou da compra em 2006, então é assim:
      Eu Compro uma empresa pago mais caro, levo 8 anos mantendo ela, e depois disso vou trabalhar mais 2 anos só para pagar o prejuízo… Ótimo negócio… preciso de um guru que me de indicações desse tipo de negócio…me da o endereço e telefone…
      Sem falar que os causadores desse prejuízo absurdo, nem demitidos foram, isso é uma justiça perfeita… Tem um emprego lá para mim, não preciso nem entender de administração, pois não serei responsabilizado pelos meus erros e pelos prejuízos que eu causar, é tudo o que eu queria, um emprego desses…arruma uma vaguinha…
      E mais, vejam isso:
      Para produzir 100mil barris por dia em Passadena, são gastos $86milhões por ano
      Para produzir 170mil barris por dia em Pres. Bernardes, são gastos $77milhões por ano(gastasse quase 50% menos para produzir mais) isso só por sua vez já configura um mal negócio…
      Vocês ainda defendem que é um negócio lucrativo??? Sério???
      To precisando rever meus conceitos de gestão de negócios…

        • Não importa, o que interessa é a verdade que não é dita para todos. Só divulgam o que não presta para denegrir o nome dos outros.
          Esta moeda de uma face só, está enchendo o saco.

        • o que tem a ver a privataria tucana com a decisão de compra de pasadena? No que ajuda usar este raciocínio na privataria tucana? O objeto da avaliação nao é o negócio Pasadena? qual o impacto disto na decisão de pasadena?

  16. Gostei dos esclarecimentos na coluna de Hildegard Angel.Abre a mente e informa. Coloca a realidade dos fotos. Pena que poucos lêem, e julga sem precedentes. Vamos acreditar, que o Brasil nunca esteve numa fase de ascensão e autonomia tão grande diante do 1o mundo como nos governos Lula/Dilma. Só não vê a oposição, que quer o poder a todo custo e os alienados e mal informados.Avante Brasil!

  17. Como temos especialistas de direita e de esquerda e cada um diz o contrário do outro. Nenhum são confiável. Avaliação só a judicial, entretanto, quem poderá contrariar o balanço de cada ano que entre na justiça. Importa dizer que a compra da Pasadena deu muita dor de cabeça na população brasileira por causa da mídia raivosa que pretende vender notícia sem nenhuma responsabilidade como tudo fosse verdade. Quando começará o controle da mídia. Essa mídia ainda vai colocar os nacionais em pé de guerra. Igual acontece do nos Emirados Árabes com IL.

  18. Aqui é um dos o celeiros da contra informação noticiada esta semana? O último vídeo que vi de lá, essa refinaria era um esqueleto de ferrugem. Agora vai a pleno vapor? Que milagre é esse? se eu pegar meu carro e for lá agora vou vê-la operando a pleno vapor?

  19. Já que do dia pra noite Pasadena tornou-se muito rentável, porque não vende-la por um valor bem maior que foi comprada e devolver o dinheiro aos cofres da PTrobras que está com várias dividas e obras paradas??? A resposta é só uma!!!
    Isso é mais uma mentira cabeluda, inventada pelo PT!!!
    Parabens aos caros que perderam seu tempo calculado isso ou aquilo…

    • Pasadena é uma cidade localizada no sudeste do Texas, próxima a Houston, nos Estados Unidos. Não é incomum, nos Estados Unidos, haver cidades, com o mesmo nome, em regiões diferentes.

  20. Só um pequeno detalhe a ser esclarecido a P36 não teve este prejuízo de 1,5 bilhões informados pois a mesma estava assegurada e foi ressarcida em quase todo o seu valor.
    A boca fala tudo a mão escreve o que quer.

  21. É impressão ou estão tentando usar o lucro aparente para acobertar o preço superfaturado pago pela petrobras ???

  22. O BOM NEGÓCIO do BLOG, realmente é um bom NEGÓCIO pra petista. EX.: VENDE-se casa, compraremos esta casa para um PREFEITURA que receberá de aluguel R$2.500,00 por mês, a casa vale 800.000,00, mas vamos compra-la por 1 milhão e 200 mil, dividiremos os 400 mil entre nós. Será um bom negócio, a prefeitura é que pagará tudo(o povo), nós ganhamos 400 mil. Vejam que ótimo negócio a prefeitura terá o imóvel e ainda lhe renderá R$2.500,00 por mês, em alguns anos ela pagará os 800 mil que a casa valia e mais os 400 mil que nós ganhamos. Bom negócio né??? PASADENA é bem assim. Ainda querem nos enganar. Não somos idiotas.

  23. E esses demonstrativos foram auditados?
    Até hoje eu não soube da auditoria do ano passado.
    Relatório financeiro sem ser auditado não tem valor nenhum

  24. A plataforma P36 que afundou o seguro cobriu os prejuizos, a Petrobras antes não possuía seguro de suas plataformas.

  25. Então, por esse princípio, pensemos: FHC privatizou a telefonia a preço de banana, e hoje da lucros imensos (fora outros exemplos) , então FHC é um gênio. Oráculo petista. Francamente…justificável.

  26. O Mais interessante nos comentários, é a torcida contra, é inacreditavel como pessoas de oposição ao governo torcem contra, não importa se algo acontece de bom, tem que meter o pau, pois nada pode ser bom, nada tem que ser bom, amigos p país é nosso, não importa quem é governo, o que importa é quem informa corretamente, quem administra corretamente, quem governa corretamente. Se estes não estão corretos, vamos tirar, mas primeiro vamos entender quem é quem, quem realmente faz mal ao país! E por favor tire a camiseta de (clube) pois isso é um país e não uma disputa de titulo do seu time. Agora , por favor tente considerar que politico ´é um verme que destroi nossa nação, independente de partido, e voce vai descobrir que o erro esta em você , e os politicos são o resultado de suas ações.

  27. Gostei do que vi, vejo que de toda divulgação pejorativa pela aquisição da refinaria existirá luz verde no seu final. É correto que todos os contratos que foram superfaturados por diretores e construtoras seja devolvidos a Petrobrás, e os responsáveis punidos. Analisando os valores pela compra, não é absurdo, a demanda de tempo de 7 a 10 anos, para se pagar todo investimento pela compra de uma empresa! Não foi o que aconteceu com a companhia vale do rio doce, que não completou nem 2 anos já tinha se pagado sua aquisição aos compradores. Conclusão deram um presente do povo brasileiro.

    • A venda da Cia Vale do Rio Doce não foi um negócio e sim uma negociata como muitas outras privatizações que estão descritas no livro intitulado “A Privataria Tucana” do jornalista Amaury Ribeiro Júnior.

  28. Ótima matéria! Muito esclarecedora e mostra o caminho já trilhado anteriormente pelo Lula. Depender o menos possível dos sanguessugas EUA investindo e nos fortalecendo ao invés de doar nossas estatais como o Governo anterior. Ainda temos a refinaria de Goiana PE, Porto de Suape PE e Aproximação coma a Ásia. Penso este realmente ser o melhor caminho.

  29. Apesar de nosso Brasil ter muitos corruptos, esse país é uma potencia mundial e cada vez que se destaca em determinado setor, dói os cotovelos dos EUA e Inglaterra, hoje fazemos parte do grupo BRICS (Brasil,Russia, Índia, China e Africa do Sul), a Russia, grande importador de carne do Brasil e fornecedora de armamento e quer fabricar em parceria o caça Sukói, caça esse mais sofisticado do mundo, juntamente com toda a tecnologia, já temos também as baterias, anti-aéreas 01 pro Rio de Janeiro, RJ, 01 Pra Santa Maria, RS, 01 pra Brasilia DF, entre outras, todas com repasse de tecnologia, etc, China e Índia,Grande importadoras de grãos e exportadoras de tecnologia, Africa do Sul, comercio de minério, estratégico para ambos países, ai o PSDB quer tirar tudo isso e os direitos dos trabalhadores, o PT não vai deixar, o PT é dos trabalhadores, defende os trabalhadores e o Brasil.

  30. Eu acho que se houve prejuízo no naufrágio da P-36, estes devem ser ressarcidos. Se é que havia seguro e que este pagou uma parte, devemos tomar conhecimento de todos estes valores para que possamos cobrar a diferença que pode ser grande. Já que a mídia golpista e a oposição gostam tanto de cobrar tudo, tim-tim por tim-tim, vamos investigar isso e exigir do TCU que tome as providências cabíveis. Não esquecendo a roubalheira da privataria tucana que nunca foi esclarecida, né???

  31. Conforme podemos ver, a refinaria de Pasadena seria mais uma forma para os políticos brasileiros se apoderarem dos lucros em beneficio próprio.

  32. Os esclarecimentos são contundentes, porém fica uma grande preocupação: como divulgar tal relatório à toda a população, uma vez que o PIG não o fará, de maneira alguma, pois não é do seu interesse!

    • Precisamos precisamos pressionar o Congresso para cumprir a Constituição regulamentando a mídia que é comandada por meia dúzia de famílias divorciada do interesse Nacional.

  33. Belo post, querida HILDE [se me permites].
    As informações são alvissareiras, para o BRASIL e todos os brasileiros. Pasadena foi adquirida para ficarmos livres do jugo ianque ao processar nosso óleo pesado e por estar assentada, estratégicamente, em meio ao maior movimento petrolífero da América; seu valor já deve ter duplicado ou triplicado. Hoje tornou-se novamente um bom negócio, depois de ter atravessado certa turbulência em razão da descoberta do pré-sal com seu óleo leve, a desistência da Astra, na parceria e ainda a crise econômica mundial. Por que será que alguns brasileiros e a imprensa torcem contra o BRASIL?

  34. Conversa, argumentos, defesa justificativa etc. Só o tempo dirá se o negócio foi bom ou ruim. A princípio foi péssimo.

  35. Li um comentário sobre a P 36, e para mim essa plataforma foi sabotada para facilitar a vida da Gang da Pretomax

  36. Com gente doente nao dá pra discutir. Cada dia estao pagando a conta do roubo dos companheiros e nao enchergam. Se o pt fosse bom com o povo nao estaríamos nessa merda. Os impostos nao aumentariam teríamos um atendimento excelente nos hospitais nao teria tanto desemprego

  37. Só uma pergunta que não quer calar: se Petrobrás, Pasadena, o pré-sal e outros são tão lucrativos, e se o preço do barril do petróleo está em queda lá fora, por que ainda pagamos o valor mais alto do mundo por um combustível de terceira?

      • Estive na Europa e abasteci o carro em vários países e em nenhum paguei valor inferior ao nosso, principalmente na Itália (Milão). Essa nossa imprensa está desacreditada e joga pesado contra o Brasil.

        • so que la a gasolina nao e adulterada e aqui sim adulterada legalmente pelo governo o que a torna muito mais cara do que qualquer lugar do mundo

  38. DE REPENTE APARECE UMA NOTÍCIA RETARDATÁRIA. PASSARAM-SE MAIS DE 2, 3… ANOS, TEMPO SUFICIENTE PARA ELUCUBRAREM ESSA NOTÍCIA BOMBÁSTICA EM UM BLOG, NITIDAMENTE PLACA BRANCA. A IMPRENSA QUE É SUBMISSA AO GOVERNO FEDERAL (EM RAZÃO DA EXTORSÃO QUE LHES SÃO DISFERIDAS, VIA AMEAÇA DE RETIRADA DAS PROPAGANDAS MILIONÁRIAS DO GOVERNO E SUAS ESTATAIS) AINDA NÃO NOTICIOU. APESAR DA VELHA E SURRADA DESCULPA DE QUE A MÍDIA FAZ PARTE DA OPOSIÇÃO. ENFIM, SÓ APÓS TANTOS ANOS, DESCOBRIRAM UM MILAGRE DA ADMINISTRAÇÃO DILMA QUE ATÉ AGORA FOI VEICULADA ATRAVÉS DE BLOGO CHAPA BRANCA. ELES SABEM QUE SOMOS LEIGOS NO ASSUNTO, E POR ISSO ELES SE DEITAM EM NOS ENGAMBELAR (NO QUE ELES MAIS SABER FAZER). SERÁ QUE ESSA “NOTÍCIA”, NÃO É MAIS UMA QUE TENTA DESVIRTUAR AS ATENÇÕES DAS FALCATRUAS DOS PETISTAS? É MUITO ESTRANHA ESSA DESCOBERTA EXTEMPORÂNEA;E ESSA BRIGUINHA DOM O PESSOAL DO PSDB, É MAIS UMA TÁTICA DE DESVIRTUAR O ASSUNTO PRINCIPAL, QUAL SEJA, A MAIOR LADROEIRA QUE O MUNDO JÁ TEVE.

  39. Entendo o desconforto causado pela ADM Dilma, pois são bombardeados com denúncias e investigações apoiadas pela própria presidenta. Ministros e outros políticos indiciados e presos, contas na Suíça e ilhas fiscais desvendadas, repatriação do dinheiro desviado, doleiros presos, acordos de financiamento da educação FIES, porto de SUAPE, criação do BRICS, refinarias e etc. Penso que o caminho trilhado pelo está correto e evoluímos nestes anos como nunca aconteceu anteriormente. Por esse motivo o EUA está desesperado para tirar a esquerda do poder em todos os países da América do Sul. O Peru está dominado, Argentina também e eles querem que voltemos ao eixo de exploração, enquanto isso não acontecer não teremos paz. Crise de fomentação esta que estamos vivendo. As dívidas bilionárias sempre existiram, mas havia crédito, pois somos bons pagadores. Agora agências Americanas baixam nossas notas devido a escândalos políticos, instabilidade política, crises tudo criado por eles mesmos e por desmascaramentos de quadrilhas que já existiam e roubavam em silêncio fazendo a vontade dos exploradores. Eu acredito! O Brasil está no caminho certo! É duro limpar as feridas, as a infecções estão sendo tratadas e verei um Brasil sadio.

  40. A revolução Cubana impediu que aquele país se transformasse numa base da Máfia.
    Em 1962 o então presidente dos EUA (Kennedy), referindo-se à luta em Cuba, declarou que os EUA jamais admitirão um novo Japão no Sul do Continente e, coincidentemente, financiaram a chamada “Operação Condor” que apoiou golpe militares em todos os países do Cone Sul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Chile, destruindo nesse último 140 anos de democracia, assassinando o presidente Salvador Alende dentro do palácio presidencial e financiando o assassinato de inúmeros políticos e líderes sindicais
    contrários às ditaduras instaladas, inclusive no Brasil. A História ainda vai descobrir qual o nome da operação atualmente em marcha destinada a desestabilizar nossa jovem democracia, criando toda sorte de bagunça na “Senzala” visando o controle da “Casa Grande”, de olho em nossas riquezas, entre elas o pre-sal.

  41. Estes imbecis que não tem o que oferecer ao brasil estão desesperados porque não mais vão poder roubar os 100% ,nem têm capacidade de implementarem um sistema de inclusão social tão abrangente e revolucionário como o implantado por lula e dilma.

  42. A senhora revela seu espirito de guerreira como sua mãe Zuzu Angel. Parabéns pela informação que nos enche de orgulho de lutarmos pela Petrobrás.

  43. No Pais da fantasia fica até difícil acreditar que o pesadelo se transformou em um sonho. Acreditar que o petróleo é nosso e que não se use de outros artifícios para entregarem o que ainda é nosso. Veja a Vale do Rio Doce. Quando levarem todo o minério, como fizeram com a Serra do Navio lá em Amapá, só restará aos que não tiveram culpa lamentar ainda mais.

  44. Para quem nao esta ligado Passadena vai BOMBAA com o IRAN enviando petroleo de Graça agora que acabou suas sansoes
    Vai Processar o petroleo bruto iraniano de graça e enviar gasolina adulterada a 4 reais o litro e TUXA no rabo do Brazuca troxa!!

  45. Fica uma perguntinha: Por que dona Dilma, em vez de bater no peito e dizer fui eu quem planejei e fiz isso, fica dizendo que não era a responsável?

  46. Eu queria aqui dizer sem provas, apenas disse me disse de brasileiros, gostaria que investigacem alguns pontos obscuros da venda da Vale do Rio Doce, por quanto ela foi vendida por FHC, é o que ele alegou pra vender, se é verdade que a venda vazou antes de ser concretizada entre os funcionários, e o geólogo responsável por descobrir riquezas no nosso solo, sabendo disso não deu os relatórios precisos da onde tinha riquezas, e repassou tudo pro seu filho, uma empresa que não dava prejuízo, investiguem para nós sabermos a verdade

  47. Uma refinaria que valia 126 milhões de dólares e a Petrobras comprou por 1,25 bilhões de dólares e ainda fez investimentos de US$ 685 milhões em melhorias operacionais e manutenção. Tem um lucro de 73 milhões de dólares no semestre, sendo que a Petrobras só tem 50%. A Petrobras só vai recuperar esse investimento depois de 53,01 semestres. O que dá 26 anos e 5 meses. Depois de 26 anos e 5 meses é que a Petrobras vai recuperar o dinheiro investido na refinaria de Pasadena. Além disso, em março de 2016, um incêndio atinge a refinaria. Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento sobre o assunto saberia que foi um péssimo investimento, totalmente inviável.

    Além da dívida da Petrobras de mais de 500 bilhões de reais.

  48. Essa tríplice união (PSDB DEM e PMDB) ao chegar à conclusão de que dificilmente sairiam vitoriosos em 2018, partiram para desestabilizar o Governo Dilma visando desconstruir sua boa imagem com objetivo de alijar seu criador das futuras eleições. Atitude desonesta, covarde e impatriótica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *